Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PORQUE NÃO ODEIO O SADAM

Texas, EUA, algumas crianças lindas e branquelas brincam inocentemente pelas seguras ruas do bairro onde moram, um condomínio classe média alta. Do outro lado da rua saem duas garotas lindas e lésbicas com destino a mais uma noite de baladas regadas a muito sexo e drogas sintéticas. Pela vidraça o pai as olha indignado, porém, omisso. O genitor-mor atende por um longo codinome "republicano demagogo de discursos ocos" - alguém disse Dick Cheney? Bingo!
Arnaldo Jabor em seu livro Amor é Prosa, Sexo é Poesia, diz o seguinte: "É lamentável ver a pose de bom samaritano de Bush ao fazer suas preces, enquanto o Dick Cheney fala de uma paz democrática no Iraque, sendo que suas próprias mãos estão lambuzadas de petróleo". Folheando uma revista antiga em uma sala de espera me deparei com a foto de Sadam Hussein ao ser preso. Na foto o bom velhinho nem de longe lembrava aquele ditador severo, que em seus discursos inflamados deixava meio mundo com arrepios na espinha... Cansado, abatido, barba por fazer, o diabo em forma de Sadam lembrava mais nossos velhinhos jogados às traças alheios a uma política séria que os alcance, do que com o carrasco iraquiano que causava sintomas apocalípticos com seu suposto arsenal. Tudo mentira! Os traficantes do Rio tinham e ainda têm mais poder de fogo que ele. Lembrei-me do caso do Gen. Pinochet do Chile, mesmo com aquela cara de idoso terno eu não me compadeci dele! Caso necessário iria em praça pública pedir sua cabeça, porque mesmo depois de condenado não despiu seu manto de arrogância.
Hoje alguns dias depois de ler aquela velha revista eu coloco a culpa por não sentir ódio de Sadam nas fotos. Enquanto Sadam aparece demonizado e carente de seu rico petróleo, Bush posa de herói das boas causas e zelador da moral planetária, até que soou bem, recordei da sala da justiça com o Super Bush, que faz de tudo para manter seu reino como centro do universo capitalizado. Tenho mais ódio pelo americano Bush-Filho do que pelo flagelado Sadam. Sei que ambos vão ter o que merecem! Mas, isso é uma outra história
Natalino Oliveira
Enviado por Natalino Oliveira em 24/05/2005
Reeditado em 31/05/2006
Código do texto: T19360
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Natalino Oliveira
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil
29 textos (2315 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:38)
Natalino Oliveira