CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

O DECÁLOGO DE LENIN e a realidade brasileira

O DECÁLOGO DE LENIN  e a realidade brasileira
FlavioMPinto

Que no mundo gira, dá voltas e tudo volta a se repetir não é novidade. No entanto, sempre acreditamos na evolução da sociedade e , por consequência, das idéias. Contudo, o que , infelizmente se constata é que tudo retorna mesmo aquelas idéias e ações consideradas reprováveis.
Outro dia nos deparamos com o Decálogo de Lênin, escrito em 1913, uma bula comunista sonhada por todo aquele que professa aquela doutrina.
A atual evolução histórica brasileira nos coloca defronte áquele decálogo a medida em que atos governamentais o corroboram. Tudo a título de reparação histórica nos mais diversos campos do poder.
Basta ler com um mínimo de atenção para constatar sua aplicação por parte de inúmeros setores do governo brasileiro em sua saga/etapa comuno-sindicalista procurando, de todas maneiras, transformar a sociedade brasileira num gueto comunista. Era o que desejavam todos os grupos armados ou não que enfrentaram os governos militares.
Se analisarmos com profundidade constataremos que sua aplicação está sendo feita sistemática e metodicamente.
Quem acredita que os fins justificam os meios e que nem sempre as boas coisas vencem tem em frente um prato cheio. As idéias são moralmente indefensáveis, no entanto, estão sendo colocadas em prática em todos os setores da vida nacional fazendo terra arrasada em tudo, procurando destruir as instituições e o estado de direito.
Vejamos.
1. Corrompa a juventude e dê-lhe liberdade sexual;
2. Infiltre e, depois controle todos os veículos de comunicação em massa;
3. Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a discussões sobre assuntos sociais;
4. Destrua a confiança do povo em seus líderes;
5. Fale sempre sobre Democracia e em Estado de Direito mas, tão logo haja oportunidade, assuma o Poder sem nenhum escrúpulo
6. Colabore para o esbanjamento do dinheiro público; coloque em descrédito a imagem do País, especialmente no Exterior e provoque o pânico e o desassossego na população;
7. Promova greves, mesmo ilegais, nas indústrias vitais do País;
8. Promova distúrbios e contribua para que as autoridades constituídas não as coíbam;
9. Contribua para a derrocada dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes, nossos parlamentares infiltrados nos partidos democráticos devem acusar os não-comunistas, obrigando-os, sem pena de expô-los ao ridículo, a votar somente no que for de interesse da causa;
10. Procure catalogar todos aqueles que possuam armas de fogo, para que elas sejam confiscadas no momento oportuno, tornando impossível qualquer resistência à causa .
FLAVIO MPINTO
Enviado por FLAVIO MPINTO em 15/12/2009
Código do texto: T1979919

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
FLAVIO MPINTO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 62 anos
446 textos (77984 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/04/14 10:21)