Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ética nos relacionamentos amorosos

Ao escrever este artigo já posso antever a reação dos leitores diante do tema.

O vocábulo “ética” está na moda. É citado em muitos contextos da atualidade.

Não sou sexóloga, futuróloga, piscóloga. Apenas registro meu pensamento sobre a reincidência dos fatos que veno observando no dia-adia.

A ética nos relacionamentos amorosos poderia ser mais respeitada e vivenciada. Penso em amantes de pele, olho, boca, chuveiro, cama, pão com queijo, água e sabão. Que se amam com sôfrega paixão, invadindo o espaço do amado, pisando nas flores dos jardins interiores do companehiro, “traindo” a essência dos sentimentos em simples, inocentes gestos, impensados, e mesmo incoscientes, mau educados.

 Penso na senhora casada de meia idade que por confiança no parceiro, esqueceu de pedir que ele usasse o preservativo, talvez envergonhada (idiota, mesmo),  esquecida do óbvio, a prevenção. Um dia desmaia ao saber que é portadora do HIV. Penso nas mocinhas sonhadoras, embaladas nos sonhos ilusórios da adolescência, que de vez em quando, ficam aturdidas com o atraso da menstruação, sem avaliar que além da preocupação diante de gerar um novo ser, outras surpresas poderá enfrentar, como as reais “DSTs” e suas conseqüências.

Imagino os rapazes iludidos e de egos plenos achando que terão mais “prazer” se não usarem o preservativo na hora do ato sexual.

Em nome do sentimento maior, assistimos diariamente, avanços, devassas, constituindo verdadeira agressão a convivência do ser humano em sua essência. Atos de violência, transgredindo a lei maior do amor.

Lhes pergunto: Onde está a ética? (Talvez, precisasse fazer uma visita a ótica e comprar um bom par de óculos)  ÉTICAX ÓTICA, risos ....

Sem mencionar aquela namorada ciumenta que aproveita o momento do banho e mergulha no celular do amado, só para dar uma espiadinha, e ao ler qualquer “torpedo” com assinatura feminina, imagina, sei lá o que, mas que maltrata o sentimento, e desprovida de ética com a relação pisa fundo no acelerador e ainda acha-se dona da verdade, posso vê-la como um dragão medieval soltando fogo, não labaredas, para o amado, debaixo do chuveiro.

Sem contar os inseguros, maldosos e inconvenientes “verdes” jogados para os amigos, parentes, a fim de “colher” informações não comunicadas pelo parceiro, ou simplesmente inexistentes, inventadas pelas mentes doentes dos companheiros que não estão a altura de corresponder com dignidade o sentimento que recebem.

E também quando após longo período de união, vem a separação e começam a jogar lama nos fatos do passado, entornando, sujando, uma pessoa, com comentários com os amigos, às vezes, na maioria, pessoas que nem sempre conheciam de perto a relação ou os parceiros envolvidos.

Não posso comentar sobre tais fatos, sem deixar de lamentar a triste e desaparecida “ética” nos relaciomentos amorosos. A falta de nutrição e alimentação à essência que une dois seres, só pode gerar violência, desgraça, sofrimento, destruição da beleza de estar amando ou ser amante.

Lembremo-nos que o vocábulo “ética não precisa estar na moda, o importante é não ser esquecido e ficar escondido, trancafiado em qualquer gaveta  de um armário qualquer.

Desejo que meu artigo não seja descartado, enviado para o “trash” de sua consciência ou amassado e jogado na sua cesta de lixo chamada memória.

O amor não pode mais ser tão massacrado, segundo a segundo. Vamos pegar o pincel e pintar o nosso amor bem bonito, embelezá-lo ainda mais.

Aradia Rhianon



Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 26/07/2006
Reeditado em 11/08/2009
Código do texto: T202528

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87733 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:41)