Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MAR DE LAMA


MAR DE LAMA:
Autor: Antonio Paiva Rodrigues.

O que de fato acontece na mente do macaco não se pode saber. Mas sabemos que o homem utilizou-se da inteligência para superar obstáculos incomuns à ação e com a invenção das ferramentas e implementos de todos os tipos, ampliou seus poderes naturais de mecanismos naturais, e ainda os está ampliando. A limitação da inteligência às coisas que merecem atenção porque podem ter algum fim prático ainda é uma característica dos primitivos. A razão é que a inteligência permanece, por todo esse longo período, imersa nos interesses da ação, e não há disposição para a especulação desinteressada. Pode-se afirmar que essa segunda hipótese é da era pré - científica.
No hominal, bem como nos animais mais desenvolvidos, o uso primário da inteligência era planejar meios para fins práticos que não podiam ser alcançados imediatamente. O que mais inculca seus pares é o esquecimento, o prazer exagerado, o orgulho, a prepotência, o fanatismo e a ambição que tornam os seres imantados às coisas mundanas, levando-os ao vício e a corrupção. Estes atos e fatos desabonam a conduta de qualquer um, insuflando-os à prática de ações deletérias; trazendo para outrem prejuízos e humilhações, tristezas e preocupações.  No ápice dos turbilhões tsunâmicos, a população sofre com a ingerência desordenada do mal e a conseqüência natural é ingressar no rol das depressões e das síndromes do pânico. Os imprevistos fazem o ritual da vida humana, senão vejamos: Chefe da quadrilha que assaltou Banco Central de Fortaleza é engenheiro especialista em escavações. Quadrilha é responsável pelo assalto do século. Quadrilha espalha dinheiro para prejudicar as investigações policiais. Novo neologismo surge na língua portuguesa, o valerioduto.
 Os especialistas afirmam que, no ano passado, R$ 328 bilhões não foram investidos no Brasil por conta da corrupção. Presidente Lula reforça a blindagem, sente-se traído, por quem? O Brasil de Marcos Valério, Duda Mendonça, Valdomiro Muniz, José Dirceu, anões do orçamento, Paulo César Farias, Fernando Collor, Delúbio e de outros estrategistas do mal. Noticiários estampam: PT (Partido dos Trabalhadores) movimenta dinheiro no exterior desde 1989). Mensalão, conexão Uruguai e Portugal escandalizam povo brasileiro. É mesmo um mar de lama ou não? No frigir dos ovos no final todos escaparão, são e salvos, mas na realidade lutamos para construir um outro modelo de governo e ele ficou igual aos outros e se o Lula acabar amanhã, diremos: Que pena! Mas não deixará saudade porque não fez nada. Se a cantiga da perua for à mesma: Daqui a alguns anos, como tem acontecido, nós estaremos em nova crise. Será?
Enquanto o consumismo exacerbado do erário público continua, o presidente diz que vai vetar aumento de salário mínimo. Se existe “um malvadeza” na Bahia outros sózias estão surgindo do Oiapoque ao Chuí. Barnabés estaduais têm reajuste de 5%, é brincadeira. Se mal me faz, onde anda o dinheiro da privatização da COELCE (Companhia de Eletrificação do Ceará)? Privatizaram a Vale do Rio Doce por não dar lucro e no momento é a multinacional que mais arrecada em nosso país. Chega de incompetência. “Não dormes sob os ciprestes, pois não há sono no mundo. O corpo é a sombra das vestes que encobrem teu ser profundo”. Eu era feliz e não sabia afirmam alguns. “A conclusão prática é que, enquanto as leis da natureza não podem ser evadidas, as leis da sociedade devem ser obedecidas somente quando há um risco de ser desmascarado e punido. A natureza sempre o desmascará, mas, com sorte ou habilidade em seu favor, a sociedade talvez não o consiga”.  “Eras sobre eras se somem, no tempo que eras vêm”. Ser descontente é ser homem. Que as forças cegas se domem, pela visão que a alma tem! De triste e chocado, fiquei abalado com tanta estupidez, o mensalão e o valerioduto, são: “a bola da vez”. Um bom prato: “por que as Obras do METROFOR estão paralisadas”? A duplicação da Br/ de Fortaleza a Pacajus está em letargia; a refinaria tão prometida e a metalúrgica do Porto do Pecém-Ceará, a privatização do Banco do Estado do Ceará (BEC) e por que o governo do meu Estado deve tanto? Queríamos saber! Não entendo porque um político que assume um governo estadual, municipio sabendo das dívidas, que são enormes, e mesmo assim estão lá no poder como nada tivesse acontecido.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES-ESTUDANTE DE JORNALISMO DA FGF
Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 14/08/2006
Código do texto: T216649
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2096 textos (759845 leituras)
1 e-livros (161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:10)
Paivinhajornalista