Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por que não comer carne?

Todos os anos mais de 27 bilhões de animais (incluindo peixes) são mortos para gerar comida só nos Estados Unidos. O vídeo da PETA “Chew on This” (Pense Nisso) lança luzes sobre o sofrimento dos animais e destaca muitas das outras razões para se escolher uma dieta compassiva, à base de plantas.

O vegetarianismo não apenas livra bilhões de animais de terrível sofrimento, mas também a sua cintura. Dito de modo simples, a carne e os laticínios podem deixá-lo gordo, provocar doenças cardíacas, ser um empecilho para sua vida sexual e destruir o meio ambiente.

Quer mais? Eis 10 das muitas razões porque está na hora de virar vegetariano:

Porque a dieta vegana reverte doenças cardíacas.
Com a dieta da American Heart Association (Associação Americana do Coração, AHA), que inclui carne, as artérias dos pacientes continuam a entupir, enquanto a dieta vegana do Dr. Dean Ornish desentope as artérias. Num estudo, os seguidores da dieta da AHA sofreram uma piora média de 28% do entupimento das artérias, enquanto os que seguiram o programa de Ornish apresentaram uma melhora de 8% em suas artérias.
 
Porque comer carne e laticínios engorda.
Em todo o mundo estamos ficando mais gordos e a dieta Atkins só piorou as coisas, porque só funciona a curto prazo. Apenas 2% dos vegetarianos puros são obesos, cerca de um nono do percentual encontrado entre os norte-americanos que comem carne.
 
Porque em toda embalagem de frango há um pouco de cocô.
Um estudo do Departamento de Agricultura dos EUA descobriu que 98% das carcaças de frango de corte apresentavam níveis mensuráveis de E. coli, o que indica contaminação fecal.
 
Porque você não comeria o seu cachorro.
Muita gente fica horrorizada porque, em outras culturas, comem-se cães ou baleias, mas esses animais não sofrem mais do que outros animais que costumam ser consumidos, como bois, porcos e galinhas. A diferença é somente cultural, não moral.
 
Porque o mal da vaca louca chegou aos EUA e pode chegar no Brasil.
Qualquer animal que tenha cérebro pode contrair alguma variação da doença da vaca louca, mas mesmo assim milhões de porcos e galinhas ainda são alimentados com restos de animais mortos, contra as recomendações da
Organização Mundial da Saúde e as leis do Japão e da Europa.
 
Porque é preciso ser muito insensível para bater num animal indefeso... e mais ainda para comê-lo.
Se você come carne, está pagando outras pessoas para cometer atos tão cruéis que, se cometidos contra cães ou gatos, justificariam processos por crime de crueldade.
 
Porque o cereal usado para alimentar animais poderia ser usado para alimentar pessoas famintas.
Oitenta por cento da terra agrícola dos EUA é usada para criar galinhas, porcos e outros animais de criação; 70% dos cereais são usados para alimentá-los. Se a imensa quantidade de trigo, soja e milho que hoje alimenta animais criados em granjas industriais for liberada, haverá muita comida para os povos famintos do mundo.
Porque mais da metade de toda água usada nos EUA serve para criar animais de corte.

Uma dieta totalmente vegetariana exige 1.100 litros d'água por dia, enquanto uma dieta com carne gasta mais de 15.000 litros d'água por dia. A revista Time afirma: "No mundo todo, enquanto mais água é direcionada para a criação [de gado], porcos e galinhas, em vez de produzir alimentos para consumo direto, milhões de poços secam."

Porque, quando os animais sentem dor, eles também gritam.
Se você queimá-los, eles sentem. Se você lhe der choques elétricos, eles sentem. Os animais sentem dor da mesma forma e no mesmo nível que nós, seres humanos.

Porque não é justo.
Matar outros animais é um ato de exploração e violência e só o fazemos porque temos poder para isso.
 
Pense Nisso
Clique aqui para ver cópia em português
 
http://www.vegetarianismo.com.br/chew.asp
Ed
Enviado por Ed em 16/08/2006
Código do texto: T217492
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ed
Hortolândia - São Paulo - Brasil
142 textos (42143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:29)