Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palestrante, Sonhos e Negócios?

Eubúlides estava adernado (deitado de lado) à grama de Pixaim, uma bem miúda cidade alagoana. Apesar de ser um simples pescador, refletia sobre a vida. Enquanto pensava em uma família que acampara na região, seus olhos penetraram um interminável céu alaranjado e adormecera.

Um sonho muito forte, começou a se fazer presente naquela tarde de abundante pesca, na vida do pescador:

Havia uma criança trancada não se sabe por quem, era vista através da fresta da janela de sua casa. Ele podia conversar com ela, não sendo possível ir ao seu encontro. Era aquela voz distante, como uma ligação telefônica com atenuação (ruído).

Certo dia, olhou pelo basculante para saber como se encontrava aquele mimoso ser, sendo surpreendido com a fala de menininho e um corpo de adulto. Estranhou, mas imaginando as tantas esquisitices da vida, supondo estar apenas diante de mais uma, sossegou.

Havia em sua casa, um lindo terno - coisa estranha - que nunca tinha sido usado. Decidido a não esquentar a cabeça com algo que fugia ao seu entendimento, desistiu de pensar nisso, quando bateram à porta.

-- Quem é?

-- É o Rei 2 -- respondeu com voz de criancinha.

Quando Eubúlides, abriu a porta, um homem “banda larga” (grande), com enorme fúria entrou e colocando o terno sumiu para sempre.

O barulho do chocalho da vaca Zidana, acordara o mais importante jogador, ou melhor pescador de Pixaim. Só havia ele.

Seu irmão Mileto, era quem vendia os peixes. Por ser um homem de negócios, assim que ouviu o sonho de Eubúlides, tomou uma atitude: levou Zidana para dar uma cabeçada na barraca do pessoal que estava acampado. Eles também eram pescadores e ali não havia lugar para a concorrência. Entendera o sonho, como uma ameaça de algum eventual competidor e sua sentença era extirpar a mais remota idéia de um provável concorrente, (Rei 2) em um local de pouquíssima demanda.

Quando está dormindo, dizia em seus escritos, o psicanalista Sigmund Freud, você pode sonhar até 55 vezes.

Sonhar traz vantagem em relação à imaginação ou aos desejos. Os sonhos são a “grosso modo”, criativos e apresentados via símbolos, sendo portanto carente de interpretação. Coisa às vezes tão difícil, que, melhor do Freud, era Gustav Jung, especialista na decifração do que se passa na cabeça de quem está dormindo.

Eu prefiro estudar o universo dos acordados. Coloque em prática o mais rápido possível a recomendação DSLA:

Dormiu?
Sonhou?
Lembrou?
Aja!

Verifique se o que você sonhou, é uma solução para os seus negócios. Esteja atento e veja se há como tirar proveito, de algo que tem intrigado e mesmo perturbado a humanidade por milhares de anos.

Lembre-se do sonho de Eubúlides e da providência de seu irmão Mileto. Na falta de uma boa vaca Zidana para dar cabeçada em seus competidores, use sua cabeça para elaborar um plano de sucesso. Observe que um certo jogador depois de ter se danado com o goleiro, foi expulso do jogo após tacar a cabeça sem ser na bola.

Não esqueça. Você está acordado. Precisa portanto usar sabiamente a cabeça. Empreenda movimento, ação, ligações, visitas, vendas. Não saia dando cabeçada, organize-se, planeje e siga.

Se o amigo disser: não acredito. Pelo que sei, vaca dá mesmo é chifrada, minha resposta será:

-- Você continua certo. Eu lhe faço também uma pergunta: pensa que ainda tenho idade para acreditar em história de pescador? Eu apenas achei interessante a atitude e dela não posso me prescindir, concorda?

-- Na sua opinião, é possível vislumbrar nessas idéias, características que confiram ao Palestrante, Sonhos e Negócios?
Gilberto Landim
Enviado por Gilberto Landim em 28/08/2006
Código do texto: T226932
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Landim
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 68 anos
527 textos (25520 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:12)
Gilberto Landim