Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AORECE E ALOMERCE

AORECE E ALOMERCE

“Duas siglas, duas palavras, duas entidades que se completam. Uma associação, outra Academia de Letras, mas juntas no mesmo ideal, congregar a família policial militar.”

Duas siglas, duas entidades diferentes, mas irmanadas no mesmo ideal. A primeira uma associação, a segunda uma Academia de Letras. O elo é tão forte entre elas que funcionam no mesmo prédio e seus integrantes são valorosos policiais militares da reserva ativa e briosa de nossa Polícia Militar. Associação na conceituação dos estudiosos da língua mãe corresponde ao ato ou efeito de associar (-se); sociedade que congrega pessoas de interesses comuns; agremiação; convenção, encontro (de idéias). Uma ressalva: nossos interesses são mais do que comuns, estamos nos dedicando de corpo e alma, sacrificando nosso valioso tempo, mas com o intuito de oferecer aos nossos associados um serviço de qualidade. Que satisfaça ao rol de integrantes da AORECE (Associação dos Oficiais da Reserva do Ceará) e que lá na Rua J. da Penha nº 650, Centro, onde se encontra instalada em sede própria, se sintam à vontade como se estivessem no aconchego de seus lares. Esta nova sede foi o grande sonho de um homem destemido, batalhador, inteligente, trabalhador, que por ironia do destino para uns e desígnios de Deus para outros, não conseguiu ver seu sonho concretizado neste orbe junto a seus pares, amigos e familiares.
A inauguração da nova sede se deu no dia 27 de agosto de 2004; veio coroar com chave de ouro e diamantizar o maior ideal do coronel José Israel Cintra Austregésilo, com uma festividade simples, porém, lindíssima, onde se fizeram presentes várias autoridades de nossa capital e do Estado. Diversas personalidades usaram da palavra para ressaltar e enaltecer o trabalho profícuo desse saudoso oficial, entre elas a esposa D. Rita (viúva do coronel Cintra), que muito emocionada e aos prantos agradeceu a homenagem ao seu inesquecível marido. Quero ressaltar que por um dever de  justiça e agradecimento, a sede da AORECE leva o nome  deste saudoso e querido oficial. Preferimos não nominar pessoas, para que injustiças não fossem cometidas, percebidas e comentadas. De parabéns todos os que fazem esta ativa e brilhante associação. Num lampejo de inteligência, o pranteado teve a feliz idéia de criar a ALOMERCE (Academia de Letras dos Oficiais da Reserva do Ceará), mas pelo exposto nas entrelinhas desta matéria não conseguiu ver seu intento concretizado.
Mas a experiência e obstinação dos incansáveis coronéis Luciano Arruda e Francisco José de Lima fizeram com que a idéia fosse colocada em prática e hoje a ALOMERCE  é realidade. Numa belíssima solenidade acontecida na sede da Academia Cearense de Letras tomaram posse os dez sócios-fundadores. Ressalte-se que a ALOMERCE é a primeira Academia de Letras no âmbito das policias militares.
O nome “academia” vem de “academas”, cidadão grego que plantou um parque próximo a Atenas, na Grécia. Nesse parque, Platão fundou uma escola de Filosofia, a sua Academia Grega, que funcionou entre 387 a.C. e 529 d.C. Em literatura, academia significa reunião de homens de letras e artistas com fins meramente estéticos. “Escola onde se ministra a técnica e a prática esportiva, sociedade ou agremiação, particular ou oficial e com caráter científico, literário e artístico”. A entidade é composta por 30 cadeiras, das quais 10 já estão preenchidas pelos sócios-fundadores (acadêmicos), restando 20 que serão ocupadas a posteriori. Para ingressar na ALOMERCE é necessário ser oficial da reserva, apresentar obras de sua autoria, mesmo que não em livros, as quais serão examinadas pelos sócios-fundadores.
 O intuito não é imortalizar e sim impulsionar a prática da leitura e escrita no âmbito policial militar. Fundada em 25 de agosto de 2004, data comemorativa do soldado brasileiro. “REM TENE, VERBA SEQUENTUR” é o slogan acadêmico, cujo significado está bem delineado: “Quem possui conteúdo às palavras se seguirão”. Avante companheiros!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-ESTUDANTE DE JORNALISMO/MEMBRO DA ACI
Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 07/09/2006
Código do texto: T235058
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2093 textos (759070 leituras)
1 e-livros (161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:02)
Paivinhajornalista