Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coimbra!

1.
Coimbra, Portugal.
Sábado, sete de Setembro de 2006.
Restaurante D. Pedro.
Almoço-convívio de vários cultores e amantes da Poesia.
2.
Do meu pátrio Alentejo, destas Terras que já foram da Moirama e hoje são do desengano, rumei à Cidade dos Doutores com o coração ora apertado de angústia, ora solto de esperança.
Coimbra! Ah, Coimbra de todos nós!
Coimbra de Pedro e Inês!
Coimbra da Menina e Moça de Bernardim Ribeiro! Do Bernardim nascido aqui na vizinha Vila do Torrão e que se banhou nas águas calmas do Rio Xarrama, no mesmo Xarrama onde eu me banharia quinhentos anos depois!
Luís de Camões. Minha estrela de alva! Minha estrela da tarde!Meu Poeta Maior na grandeza e no infortúnio!
Coimbra de tantos de nós!
Coimbra de meu avô paterno, aqui de Viana, estudante de Direito no último quartel do longínquo século dezanove!
Coimbra de meu avô-materno, transmontano de Chaves, seminarista que preferiu às ordens os encantos da moura Rosa, minha avó, nascida em Alcácer do Sal.
Coimbra de tantos e de mim, do sonho primaveril do curso de Filosofia que virou pesadelo irremediável no meu outono.
3.
Coimbra, sete de Setembro de 2006.
Encontro de gente de boa-vontade e de ideias múltiplas que não conseguiram uma convergência clara.
Encontro do sonho.
Que fique na memória o carinho de todos e as declamações e cantorias de alguns.
Bem-hajam todos!
*
José-Augusto de Carvalho
11 de Setembro
Viana do Alentejo * Évora * Portugal
José Augusto de Carvalho
Enviado por José Augusto de Carvalho em 11/09/2006
Código do texto: T237384
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Augusto de Carvalho
Portugal, 79 anos
182 textos (7606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 19:04)
José Augusto de Carvalho