Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
RIO LAVOURARTES

Ouvimos falar de um rio. 
Voltamos para ele nossa atenção e até o nosso coração. Chegamos a ele e dele começamos a beber. Quanto mais bebíamos mais sede sentíamos. Passamos a viver do que ele oferecia e começamos a partilhar de suas alegrias, pois o ambiente que ele proporciona é tão bom que nos emociona.
Este rio é formado de artistas vários, onde fluem a prosa, a poesia, a música, o teatro, a escultura, as artes plásticas e outras artes ingressas nesse espaço.
Cada um que chega a esse rio é batizado, isto é, mergulhado em suas águas literárias, com muitas palmas. Com essa calorosa recepção cada artista chegante tem liberdade de se identificar e manifestar seu interesse e se engajar somando esforços, porque aqui também existem desafios, mas como rio, flui continuamente.
Todos os rios correm para desaguar no oceano, seja como rio principal ou afluente. Você vai descobrir através deste texto se o nosso rio é um afluente ou é um rio principal. Os rios servem como meio de transporte e o nosso rio em questão é um transportador de talentos.
Existem muitos e grandes rios em nosso estado e em nosso país, rios geográficos e rios literários. A Lavourartes é um desses rios literários. Se não somos ainda um Amazonas, o rio maior do mundo em extensão e em volume de água, ou seja, uma Academia literária, mas somos um Tocantins, que é goiano nato como a Lavourartes. Ele deságua diretamente no Oceano Atlântico. A Lavourartes não é ainda uma academia, mas é uma Associação Cultural, que com certeza, estará, no futuro, desaguando no oceano das artes a alma de seus muitos lavourartistas e ao mesmo tempo contribuindo para a realização de seus sonhos.
Os rios em suas trajetórias não seguem um caminho reto, percorrem caminhos irregulares, sinuosos sem, contudo, interromper seus itinerários. O Rio Lavourartes é constituído de seres humanos, e como tais, somos imperfeitos e falhos, mas em contrapartida somos corajosos guerreiros e temos vencido as dificuldades e conseguido realizar alguns objetivos.
É importante dizer que a Lavourartes além de rio é também como uma menina adolescente, crescida já com uma estrutura e forças suficientes para enfrentar os preconceitos sociais, críticas artísticas e literárias. Sua nascente o fez forte, haja vista que apenas com um ano de existência está assim estruturada, causando incômodo a quem, apesar de tantos anos de existência, ainda não conseguiu o que a Lavourartes já tem:

* É uma Associação Cultural sem fins lucrativos, com personalidade jurídica própria;
* Está sendo dirigida por uma Diretoria Executiva, cujos componentes têm garra, dinamismo e compreendem que todos têm vontade de crescer.
* Possui seu Hino Oficial;
* Possui um Corpo de Associados com mais de oitenta membros;
* Uma Antologia publicada – 2005, com a participação de 63 sócios;
*Realização de muitos eventos e parceria em vários outros.

A Lavourartes como uma instituição artística e como um rio literário é um ser vivo dotado de energia, de movimento, de transformações. O rio é como o sangue que circula nas veias, contém células que nutrem e que respiram o oxigênio. Ela também possui células que têm sido multiplicadas. Isso acontece quando cada lavourartista traz mais um ou mais alguns, para ingressarem na nossa agremiação. É possível que surja aqui uma pergunta:
Qual o oxigênio que existe entre os lavourartistas que faz cultivar o solo da alma?
– O amor às artes e a inspiração. Ambos numa complexidade de realização de seus sonhos fazem florescer o potencial maximizado, liberado e compartilhado, de cada lavourartista compromissado com a sua agremiação. Ela como instituição e como rio, na sua caminhada vai desenvolvendo atividades, ou melhor, plantando sementes. Um exemplo desse plantio são os Concursos Literários. Cada concurso literário divulgado e realizado vai projetando o interesse de outros solos, de também receberem dessa semente, pois acreditam que ela, em seu solo, também vai germinar.
O que é isso?
– São afluentes desse rio que vão alargando o seu leito, leito de rio principal. Suas águas se avolumam e novos mergulhadores ou batizandos estarão continuando o processo.
Um rio pode morrer por não receber alimento ou por estar poluído. Mas para nós o importante é falar do rio não poluído. Ele é vetor de saúde, pois não polui outros e se mantém salutar. O rio Lavourartes é um rio sadio, límpido e transparente, onde se pode ver a beleza da alma de cada artista, através da arte de cada um.
Todas as artes são belas, mas pressuponho que a arte de mais fácil entendimento é a literatura. O escritor quando mergulha nas letras, nas palavras, vai embora toda preocupação, tristeza e depressão. No seu mundo não existe espaço para mazelas. O seu mundo se revela através de Contos, Crônicas, Poesias, para nosso prazer e alegria!
As águas do rio Lavourartes têm se misturado bem, possivelmente num percentual desejável conduzindo todos a uma conscientização e aprendizado no compartilhar dos princípios fundamentais da paz, solidariedade, dentro da unidade que o respeito traz.
Outra vez enalteço a literatura porque ela quebra barreiras sociais. Apesar das críticas literárias, muitas delas considerada ferinas, se observarmos bem a poesia, vemos que ela é livre como um pássaro. No mundo poético as pessoas estão mais unidas. Existem menos diferenças entre as línguas, entre os homens. Em todos os países, no campo da literatura, o mais importante que existe é o poeta e a poesia.
Parabéns lavourartista!
Vamos escrever!
Vamos esclarecer!
Maria Loussa
Enviado por Maria Loussa em 18/09/2006
Reeditado em 19/03/2007
Código do texto: T242890

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.loussa.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Loussa
Posse - Goiás - Brasil
391 textos (135855 leituras)
5 áudios (370 audições)
4 e-livros (1907 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 13:59)
Maria Loussa

Site do Escritor