Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTREVISTA COM A FOME...

Ei! Você aí! Sim você mesmo! O quê? Você não me conhece?

Pois então contarei a minha história...

Está vendo aquela casinha ali? Pois é, foi lá que eu nasci... casinha feia né? Pois é,o que eu mais queria no momento era chegar lá e poder dar uma vida melhor pros meus pais e irmãos menores...

Sabe? Vou chegar lá e eles pedirão o que comer, e eu simplesmente nada poderei dar...

E você com isso? É vedade, e você com isso... nada...

Você chegará em sua casaona, estara cansada para fazer alguma coisa, a empregada já terá feito a comida, e seus filhos já estarão limpinhos e quentinhos prontos para mais um jantar feliz...

E eu com isso? Realmente não tenho muito com que me preocupar, a única ao qual devo, é o que darei para a turma de casa comer, sou o homem mais velho da casa, quer dizer, depois de meu pai, mas com este não posso nem contar, anda muito doente sabe?

Depois daquele tiro, não andou e nem falou mais, está um morto vivo, e nada posso fazer para aliviar a dor da minha mãezinha. Esta com mais sorte, comseguiu um tratamento no SUS, quando consegue uma ambulância que a leve ela vai dar continuidade aos cuidados médicos.

Mas pra que você se preocuparia com isso, não é? Você tem muito a se preocupar, é a queda ou a alta da bolsa, é inflação, planos de saúde... verdade é muito pra você...

Pra que você se preocuparia comigo não é mesmo? Só porquê amanhã ou depois poso te roubar ou até mesmo te matar? Quê isso? Pra que se preocuparia? Você anda amarrotado de seguranças, jamais conseguiria chegar perto de você...

E vocês ainda dizem que o culpado de tudo isso que está acontecendo comigo é a inflação. Mas por que a inflação só atingiu a mim e a você não? Esta é outra questão que ficará sem resposta não é verdade?

Pois é, deixe então as coisas como estão... você faz bem em se preocupar mais com ela do que comigo, mesmo porquê enquanto te ofereço apenas ameaças, ela te oferece poder. Com qual dos dois eu ficaria?

Bom, na situação em que me encontro, seria muito fácil dizer que me preocuparia mais com a miséria e pobreza, mas é óbvio que não seria esta a realidade, não é mesmo?

Quem prova do doce sempre quer se lambuzar...

E o poder é o doce que ninguém quer largar, e quando um dos que tem o perde, o mundo é capaz de desabar na cabeça dele, e a bolsa e inflação que tanto camuflou a sua maldade, é chingado por tudo quanto é nome, e esta tira tudo que que lhe deu até hoje


Bambanzinha
Enviado por Bambanzinha em 22/09/2006
Código do texto: T246806

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bambanzinha
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
72 textos (50174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:04)
Bambanzinha