Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os formadores de opinião




Diego era cumpridor de seus compromissos. Sua constante pontualidade ressaltava sua aparência de intelectual. Além de falar fluentemente outras línguas, Diego, possuía nítido discernimento em vários outros assuntos, também era exímio conhecedor da computação e tinha como hobby, aprofundar-se no conhecimento de novas tecnologias. Mesmo com pouca idade ocupava ótimo cargo de chefia na empresa onde trabalhava.

Mas nem tudo é o que parece ser. Apesar de possuir muitas qualidades e de aparentar ser uma pessoa equilibrada, com vasta experiência de vida, Diego não suportava a hipótese de ser contrariado. Bastava um leve olhar de questionamento em sua direção para que se desencadeasse um ato de revolta incontrolável. De imediato, Diego abandonava o que estava por fazer e deixava claro que não tinha mais vontade de terminar o que começara. Alegava que não tinha mais idade para contra tempos, deixando claro que não admitia ser questionado sobre a possibilidade de suas idéias serem falhas e como se não bastasse o prévio abandono das coisas, Diego, também passava a criticá-las, tornando-se assim um implacável crítico e formador de opiniões, buscando de qualquer forma desabonar as idéias e os desejos alheios.

Por acreditar que a felicidade alheia é algo extremamente desnecessário e banal, o formador de opinião, tenta de qualquer maneira, fazer prevalecer suas idéias e para tanto não poupa esforços. Através da manipulação sobre as pessoas com um menor poder de reação e conhecimento das coisas, consegue implantar na mente alheia a falsa idéia de que domina todos os caminhos e as soluções dos problemas ou ainda na pior das hipóteses de que a felicidade seja algo absolutamente virtual. Somente será feliz quem seguir os seus conselhos.

Absolutamente vaidoso e amante da bajulação, o formador de opinião, costuma fazer-se acompanhar de pessoas que o consideram dono absoluto da sabedoria. Na verdade essa atitude é tomada para que não haja qualquer dúvida sobre suas atitudes e assim ele torna-se sempre dono da última palavra, senhor soberano de todas as vontades. Certamente o formador de opinião busca a idolatria daqueles que julga ser os seus súditos.

Absolutamente implacável nas críticas, mas sem nenhuma consistência em apontar a saída para as dificuldades, o indivíduo formador de opinião, não tem o menor acanhamento em mudar de rumo quanto às suas idéias, desde que, isso lhe traga o conforto e a satisfação de continuar a exercer sua influência quanto às criticas.

Amigo leitor, reforce sua observação quanto às pessoas que estão em sua volta. Não abra mão de suas idéias, nem tampouco de suas vontades. Às vezes, é salutar ouvir novas opiniões, mas lembre-se, você é o único responsável por suas atitudes.


Reginaldo Cordoa, futuro Administrador de Empresas e Apaixonado pela Vida.
08/09/2006




Reginaldo Cordoa
Enviado por Reginaldo Cordoa em 28/09/2006
Código do texto: T251246
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reginaldo Cordoa
Matão - São Paulo - Brasil, 46 anos
95 textos (23233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 17:07)
Reginaldo Cordoa