Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Som. 
www.nossosite2.biz/Rock/Nacionais/C/Cazuza-Brasil.mid

***

Imagens que Bastos não queria divulgar mostram o tamanho da pilha de cédulas para a operação. A dupla petista tinha 1,750 milhão  de reais que seriam usados por petistas na compra do dossiê contra tucanos. 

As imagens da pilha de dinheiro que os petistas usariam para comprar um dossiê contra políticos tucanos tiveram a divulgação impedida a mando do ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos. A redação de VEJA, contudo, obteve as fotos da Polícia Federal - a cena retratava o impressionante volume de dinheiro carregado pelos participantes da operação, descoberta há duas semanas.

As pilhas somavam 1,75 milhão de reais - 1,168 milhão em cédulas de real e 248.800 dólares. Os petistas Valdebran Padilha e Gedimar Pereira Passos estavam com o dinheiro no momento em que eles foram detidos, no hotel Ibis, em São Paulo. Segundo a PF informou, o dinheiro foi entregue à dupla pelo também petista Hamilton Lacerda, que era coordenador da campanha do PT em SP.

Lacerda, que foi afastado da campanha do candidato Aloizio Mercadante depois do escândalo, prestou depoimento à PF na sexta - ainda não se sabe qual foi o teor de seu testemunho. O objetivo da compra do dossiê era prejudicar a campanha do candidato do PSDB ao governo do Estado, José Serra, que lidera a corrida contra Mercadante. O candidato nega envolvimento com o episódio.

Ministro - A PF costuma divulgar as imagens de dinheiro e documentos apreendidos em operações similares. Foi o que ocorreu, por exemplo, quando descobriu-se dinheiro na sede da empresa Lunus, do marido da então candidata Roseana Sarney, em 2002. Bastos, contudo, disse publicamente que não queria a exibição dessas imagens para não prejudicar a candidatura do presidente Lula à reeleição.

Na terça da semana passada, Bastos falou sobre as fotos. Segundo ele, a PF "não irá se subordinar a interesses eleitorais" na apuração do escândalo. "É preciso ter calma", afirmou ele na ocasião. "Não podemos gerar imagem do dinheiro apreendido apenas porque a oposição assim o quer. O Brasil mudou. Já passou o tempo em que imagens eram jogadas na TV para destruir campanhas."

Além de ocultar as fotos do dinheiro, a PF também demorou bastante para revelar que as imagens de circuito interno do hotel - disponíveis desde o começo da investigação - mostravam Lacerda entregando o dinheiro a Gedimar e Valdebran. Falando à PF, um deles inventou outro nome para contar quem levou o valor. A oposição acusa o governo de fazer "operação tartaruga " no caso. 

( Fotos e texto encontrados na internet ) 

***

E "ELE" NÃO SABIA DE NADAAAAAAAAAA ????

O que mais "ELE" não sabe?

O que mais está por vir?

Está em nossas mãos a mudança deste NOSSO querido BRASIL, vote com consciência, só nós podemos mudar este NOSSO BRASIL.

NÓS, O POVO SOMOS O BRASIL!!!

Se não quiser comentar eu entendo, afinal não são todos que tem a coragem de mostrar a face e lutar por nossos direitos, por nossa gente e por nossa dignidade.

***

ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa, sou apenas alguém que sente!

Beijos

***
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 29/09/2006
Reeditado em 09/10/2006
Código do texto: T252684

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146142 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:34)
Dama De Negro