Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É POSSÍVEL SER SANTO ?


Convido-vos a fazermos juntos uma reflexão sobre a santidade. Creio ser um tema bastante atual, já que todos os batizados são chamados à santidade. Estas inquietações surgiram a partir de estudos e experiências realizadas neste ano.  É um tema que merece muito estudo, aprofundamento, atenção. Aqui seguem alguns pequenos apontamentos de leituras e pobres reflexões que à luz do Espírito Santo quero fazer.
Começo com um apelo da Palavra de Deus, inspirada a Pedro que diz: “Assim como é santo o Deus que os chamou, também vocês tornem-se santos em todo o comportamento. (...) Sejam santos, porque eu sou santo” (1Pedro 1, 15-16). Mas, já no Antigo Testamento, no livro do Levítico, encontramos: “vocês foram santificados e se tornaram santos, porque eu sou santo (...) Eu sou Javé (...) o Deus de vocês: sejam santos, porque eu sou santo” (Lv 11, 44-45). Jesus faz também um apelo a sermos perfeitos (santos), como Deus é. “Sejam perfeitos como é perfeito o Pai de vocês que está no céu.” (Mt 5, 48).
Na Palavra de Deus encontramos apelos fortíssimos para também desejarmos com todas as nossas forças a santidade. Todos os batizados são convidados a desejarem e a buscarem a santidade. O Papa João Paulo II escreve: “Com Cristo a santidade  torna-se realizável” (Mensagem do Papa JPII para a XV GMG 2000). A exortação do Papa é que tenhamos “a santa ambição de ser santos, como Ele (Jesus Cristo) é santo!”
Diante de tudo isso, surgem indagações: é possível ser santo. Como trilhar o caminho da santidade. Por que ser santo
A sugestão do mesmo Papa para alcançarmos a santidade é a de sermos “contemplativos e amantes da oração, coerentes com a (...) fé e generosos no serviço aos irmãos, membros vivos da Igreja e artífices da paz.” Para tanto, faz-se necessário permanecer na escuta da Palavra de Deus, haurir vigor dos Sacramentos, especialmente da Eucaristia e da Penitência. Para conseguir a santidade, continua o Papa, “é preciso cultivar desejos fortes para com ela e usar os meios necessários que a Igreja põe à nossa disposição”. (GMG 2000)
É importante ter presente que para sermos santos não precisamos ser milagreiros, mas temos que ser amantes da oração e sermos Evangelhos vivos. Um santo vê tudo e todos à Luz de Deus. São João Calábria dizia que “a extrema necessidade da hora atual é a santidade. (...) Todo o resto é ilusão. (...) Somente a santidade (...) pode resolver os graves problemas sociais que se agitam”.  (Parole vive, p. 313).
Os santos não são super-heróis, mas pessoas que vivem o seu dia-a-dia buscando em tudo fazer a vontade de Deus, manifestada aqueles que a buscam incansavelmente. Ninguém nasce santo, mas torna-se santo pela graça de Deus. A conduta de vida de uma pessoa que deseja viver santamente “deve ser norteada pelo amor a Deus e aos irmãos que se manifesta na maneira de ser, pensar e agir”. (AGOSTINI, Leonardo. Jornal Mundo Jovem agosto de 2006, n. 369).
A santidade é Dom de Deus concedida àqueles que vivem segundo o seu amor e a sua vontade manifestada na Sagrada Escritura e na sua própria vida. Temos em Jesus o modelo de santidade, de seguimento da vontade do Pai.
A falta de oração, segundo São João Calábria, é um empecilho para o caminho da santidade. O que ocorre, continua ele, é que não rezamos, ou, se rezamos, rezamos mal. Sem a oração o caminho da santidade é vazio e sem sentido, difícil e impossível a ser percorrido.
Na nossa kenosis (aniquilamento, esvaziamento) a vontade de Deus vai se manifestando sempre mais. É preciso “deixar que o Senhor realize em mim esta operação de purificação, de aniquilamento de mim mesmo, que me ajude a carregar a minha cruz, a fim de poder dizer em cada momento o meu FIAT (assim seja!). (...) quando a minha (vontade) desaparecer totalmente é que a minha transformação em Cristo vai acontecer.” (Pe. Waldemar José Longo). Precisamos nos deixar moldar pelo Senhor evitando qualquer desânimo. O caminho da santidade exige perseverança na vontade e no amor de Deus, ainda que existam dificuldades. Não podemos nos esquecer que a graça de Deus é maior que as nossas dificuldades, portanto é preciso confiar, confiar sempre, sem duvidar, sem vacilar. Somente quem persistir neste caminho chegará lá.
O caminho da santidade acontece dia após dia, vivendo com muita fé cada acontecimento da vida. Permitir que o Espírito Santo realize em nós maravilhas, assim como realizou em Maria. A abertura a vontade de Deus permite que sejamos transformados e assim, vamos nos configurando a Cristo.
Ao longo da história a Igreja reconheceu que muitos homens e mulheres entenderam os apelos de Deus e permitiram que Ele os conduzisse no caminho da santidade. O jeito como eles viveram é uma forma de mostrar a nós que é possível trilhar o caminho da santidade. Deus opera maravilhas em nossas vidas se dermos espaço para que Ele faça isso em nós. “As purificações não são uma mutilação dos valores humanos, e sim a transformação daquilo que não é humano, como a escravidão do medo, dos complexos psíquicos que geram a mesquinhez, o fechamento e o pecado do orgulho que nos levam a incapacidade de amar”. (Pe. Waldemar José Longo).
Deus nos criou a sua imagem e semelhança, e Ele quer que nós, cada dia mais vivamos nesse amor com que Ele nos criou. Ainda que exista o pecado, também existe a misericórdia de Deus que é infinitamente maior e que Ele a concede àqueles que se arrependem de verdade e desejam trilhar o caminho do bem. Todos somos chamados a sermos santos. Seja homem ou mulher; criança, jovem, adulto, idoso; casado, solteiro, religiosos, sacerdote, leigo consagrado.  O nosso batismo abre o caminho da santidade para ser percorrido em toda vida. Não podemos desperdiçar este Dom maravilhoso que Deus nos dá. Felizes aqueles que sentido esse apelo de Deus, buscarem, com sua vida, responderem a este pelo.
Quando Deus nos chama a santidade, a perfeição, Ele não diz que temos que ser outros “deuses”, mas que temos que reconhecer aquilo que realmente somos: Filhos de Deus que participam da sua glória e da sua Luz. Deus nos santifica se permitirmos que Ele faça esta obra maravilhosa em nós.
Todos somos chamados a santidade pelo mesmo Deus que nos criou e nos ama.

Hermes José Novakoski
Farroupilha, setembro de 2006

ATENÇÃO: Nenhum texto, ou partes do mesmo, pode ser copiado e publicado em outros meios de comunicação ou mesmo pela Internet sem a autorização por escrito do autor.

@@ RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS @@
Hermes José Novakoski
Enviado por Hermes José Novakoski em 30/09/2006
Código do texto: T253245
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermes José Novakoski
Marituba - Pará - Brasil, 35 anos
477 textos (375296 leituras)
1 áudios (83 audições)
2 e-livros (440 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:45)
Hermes José Novakoski