Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANIFESTO À NAÇÃO!

                 MANIFESTO À NAÇÃO!
NO SEGUNDO TURNO VAMOS TODOS COM GERALDO ALKIMIM!
          Gostaria de expressar meu contentamento quanto ao resultado da eleição presidencial vir a ser adiada para o segundo turno, o que possibilitará a muitos eleitores, sem correria, tempo para pensar melhor sobre quem deve governar nosso país nos próximos quatro anos.
          Cumpre-me dizer que sou um eleitor independente. Tenho minhas preferências para a implantação de um modelo de gestão que iniba a corrupção que contaminou o Palácio do Planalto e os Ministérios no governo Lula, utilizando-se de métodos leninistas para a destruição das instituições democráticas, tão duramente conquistadas após a queda da ditadura militar que escravizou o nosso país, cujo desgoverno pode estar com os dias contados, bastando que a população acorde para a realidade.
          Não podemos viver mais sob a égide de um governo autoritário e corrupto, que desde o início da gestão Lula trouxe tantas inquietações para a sociedade brasileira. Nunca um governo abusou tanto da máquina pública, em favor de atitudes desonestas. Seja pela sangria dos cofres públicos para atender compromissos escusos com parlamentares visando a manutenção de uma maioria de sustentação que acabou por produzir um quadro desolador através de escândalos e mais escândalos, desde o caso Valdomiro Dinis, até desembocar na denúncia do ex deputado Roberto Jéferson que fez abalar as podres estruturas do Partido dos Trabalhadores, fazendo ministros saírem do governo, a ponto de não sabermos mais os nomes dos atuais mandatários dos ministérios; deputados cassados ou que renunciaram para fugir à cassação por atos de corrupção. Não percamos tempo em enumerá-los. Dinheiro em malas, em cuecas, dólares em caixa de whisky, propinodutos, valeriodutos, alguns delúbios e tantos outros, todos da mais íntima relação do Lula. Uma engendrada blindagem a favor do presidente, urdida pelos cérebros petistas que evitou o impeachment do ordenador de todas as maracutais. Enfim, agora temos um homem de bem a concorrer no segundo turno, no dia 29 de outubro pv. Quanto a esse fato, o país volta a respirar a esperança de banir da Chefia do Executivo Nacional um dos homens mais ignorantes que a história registra, mas que tem por assessores alguns gênios da escamoteação, da desfaçatez, da mentira deslavada, do cinismo, da falta de compostura e total desrespeito para com o povo além do maior desprezo pelas instituições democráticas. Quando falam, arvoram-se de democratas e transparentes para depois, na calada da noite, às vezes à luz do dia, entrarem e saírem de hotéis e Bancos com malas recheadas de dinheiro sujo. Basta a este círculo vicioso. Por fim, compraram pesquisas para manipular a opinião pública, dossiês falsos para desmoralizar candidatos e facilitar a eleição do chefe no primeiro turno. Não deu certo. O escândalo aflorou com a prisão do churrasqueiro e do analista mor do covil petista, a cada dia renovado com novos integrantes. Jamais se viu tanta gente suja numa só agremiação. E todos amigos bem próximos do presidente. Só nos resta o sagrado direito de votar para afastar esse cálice amargo da nossa vida; os brasileiros merecem viver com dignidade. E não ponham a culpa no Nordeste. A miséria que inspirou o governo anterior a criar o bolsa-escola, com a finalidade de forçar a criança a freqüentar a escola, o vale-gás e outras medidas assistencialistas, foram incorporadas no bolsa-família que foi ampliada de 2,5 para 11,5 milhões de famílias. Lula alardeia, através seus cupichas, que se Alkimim vencer vai extinguir o benefício, colocando em polvorosa alguns milhões de famintos.  Empregos deixaram de ser gerados. O país não cresceu e perdeu o bonde do crescimento dos nossos vizinhos, muito mais pobres que nós. Depois vem o Hugo Chavez, um Fidel Castro de araque, financiar o Carnaval carioca (parte) e um tal de Evo Morales que ocupou à força as refinarias da PETROBRÁS na Bolívia. Todos, mui amigos de Lula.
          Temos de dar um basta a esta farsa e apear do poder, pelo voto, este embusteiro, mitomaníaco, alcoólatra e irresponsável que tem como sonho, fazer do Brasil uma republiqueta comunista.
          Esta é a oportunidade que temos de mudar um governante velhaco por um homem de bem. E sendo assim, fazer de Geraldo Alkimim o novo presidente.
          Nossas propostas para o governo Alkimim são:
1 – Fim da reeleição - 2 – Aprovação urgente do FUNDEB - 3 – Prioridade para a Educação/ Saúde/  Infraestrutura/Cultura/Esportes - 4 – Um novo modelo de Segurança Pública integrando as polícias - 5 – Combate ao tráfico de drogas e de armas nas fronteiras - 6 – Transformar as taxas e contribuições em impostos para que sejam divididos com Estados e Municípios.– Ampliar em 2% a divisão do bolo dos FPE e FPM, evitando-se que Estados e Municípios andem com pires nas mãos, esmolando o que lhes é de direito, dando margem a safadezas. 8 – Reforma Política e fortalecimento dos Partidos - 9 – Reforma Tributária e Fiscal- 10 – Cobrança em Rede Nacional pelo novo presidente, sempre que a Câmara dos Deputados não cumprir suas obrigações constitucionais. - 11 – Aceleração dos processos em curso para afastar da vida pública: mensaleiros, sanguessugas, vampiros, homens da mala e outros bandidos que ocupam lugar de destaque neste governo.
         Assim teremos um país mais justo socialmente e todos os brasileiros serão beneficiados.
         Vamos ao segundo turno com Geraldo Alkimim devolvendo dignidade e auto-estima ao brasileiro que é bom, tem boa índole e deve receber bons exemplos dos seus governantes.
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 03/10/2006
Reeditado em 03/10/2006
Código do texto: T254954

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272463 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:43)
Ricardo De Benedictis