Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A volta dos Farrapos

  Giuseppe Garibaldi e Bento Gonçalves devem estar se remoendo em seus túmulos, ao ver a fatídica e hilária democracia brasileira. Novamente, a exemplo da famosa revolução farroupilha, que marcou o inicio da luta pela República Democrática que travamos até hoje, vemos o Brasil dividido em duas metades que em nada se atraem.
  A metade “Norte” do país apóia um ex – metalúrgico, pouco estudado, que apesar de uma infeliz falta de um dos dedos da mão esquerda, faz “mágicas” incríveis com seus “dedos leves”. Contudo, apesar de sua ótima saúde ocular, vive a afirmar que “não está vendo nada”. Infelizmente, a causa apoiada por esse candidato é obscura, e a teoria declamada antes, não condiz com a prática que atualmente vemos, porém a população nortista e nordestina do Brasil não se importa com isso, se importa apenas em receber uns míseros trocados chamados de “Bolsa Família”. Acredito que esses míseros trocados são de grande valia pra alguns, nesse país tão desigual em que vivemos, porém não acredito que nossa dignidade, nossa honra e nosso futuro estejam a venda, e a preços tão reduzidos.
  Se na ocasião da revolução farroupilha, Bento Gonçalves, Giuseppe Garibaldi e David Canabarro tivessem conseguido colocar em prática suas ideologias republicanas, e derrotassem os Imperiais, fazendo com que a metade “Sul” do país finalmente se desvinculasse da outra, talvez hoje não reelegeríamos seis senhores envolvidos em escândalos de corrupção, talvez hoje não elegeríamos um senhor só porque é um estilista famoso e assumidamente homossexual (que fique claro que não há descriminação quanto a sua profissão ou opção sexual, há sim uma critica às pessoas que o elegeram apenas por isso, e não por sua competência em exercer a função política, não afirmo que ele não tenha essa competência, talvez até tenha, mas os eleitores não levaram isso em consideração na hora de votar), talvez hoje não elegeríamos um senhor que já esteve na cadeia por acusações de desvio de verba publica e que é conhecido pelo ridículo plano de governo do “rouba, mas faz”, talvez hoje não elegeríamos um ex-presidente, que na ocasião de seu governo irresponsável, nós mesmos lutamos para vê-lo afastado do cargo, por estar envolvido em acusações de corrupção, talvez hoje não elegeríamos um senhor que estava à frente de um tal partido dos trabalhadores, quando acusado da compra de votos de parlamentares e que tem ligação com um outro senhor que carregava dólares em seu vestuário intimo masculino, talvez hoje teríamos um mínimo de educação, e com isso inteligência para exercer com responsabilidade o honroso ato de votar, talvez hoje não seriamos dignos dessa desigualdade, dessa pobreza e dessa vida de país subdesenvolvido, por não saber em quem votar, e porque votar.
  Que tal uma nova revolução contra o Império dos corruptos e enganadores? Vamos unir os farrapos novamente e tentar fazer com que o povo entenda o quanto podemos, e o quanto devemos fazer para o país se tornar digno de todos os homens de bem.
João Valio
Enviado por João Valio em 03/10/2006
Reeditado em 10/10/2006
Código do texto: T255265
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Valio
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 31 anos
72 textos (5476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:10)
João Valio