Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Zoroastro, Zorobabel, Ageu, Esdras e Neemias



  ZOROASTRO

  Zoroastro foi o fundador do zoroastrismo (Mazdeismo) na Pérsia.

  Atualmente se convenciona situar o seu nascimento no século 7º a.C. mas, outros o situam entre 1500 a 1200 a.C. porque a linguagem usada nos “Gathas” assemelha-se à que era usada no Rig Veda que viviam na idade do bronze.

    Zoroastro disse que a Terra duraria DOZE MIL anos e que no final de nove mil anos, se daria a segunda vinda do Messias.

    Quando disse isso, portanto, já se haviam passados três mil anos da Criação do homem (e isto situa Zoroastro, em 1107-1031, como contemporâneo dos sacerdotes hebreus: Eli e Samuel.

    Sendo assim, o FIM DO MUNDO de Zoroastro se situaria
    entre 1893 e 1969

    Como há uma supressão inexplicável de 37 anos no calendário, entre 753 a 562 a.C. (2Rs 25:27); mais 13 anos no Calendário Gregoriano (Jesus nasceu no ano 12 a.C.),(ler sobre este assunto no meu livro),

    estas datas finais são:  1943 a 2019.
 
   Este conceito de que a Terra iria durar 12.000 anos era própria dos israelitas, que herdaram-na dos ensinamentos de Sem (Melquisedeque).

   Zoroastro dizia que a cada mil anos nasceria um Messias para guiar a Terra ao seus destino, num constante aprimoramento do “bem” que existia no ser humano.

  Os magos que foram adorar Jesus em Belém, proclamando-o rei dos judeus, e guiados pela estrela de Jesus desde o Oriente, possivelmente eram seguidores do zoroastrismo  (Mt 2:2).

   O zoroastrismo é uma religião até certo ponto parecida com o judaísmo, embora, por cultuarem os astros, tenham características idólatra.
Embora seja classificada como uma religião monoteísta, na prática tinham dois deuses (dualismo): o poder maior do bem, representada por Ahura-mazda, o deus da luz, e um menor, o poder do mal, Arimã, o rei das trevas.

   Os israelitas foram deportados para o território dos assírios e medos, em 704 a.C. por Senaqueribe, rei da Assíria (2Rs 17:6-34) e poderia se deduzir daí, também, que o zoroastrismo tenha surgido nesse tempo,

 mas, esta dedução pode ser levada para mais dois séculos além: ao tempo em que em Israel reinou Jeroboão I, efraimita/nebateu de Zerede, cuja mãe era a viúva Zerua, e ele instituiu no reino de Israel (dez tribos que se separaram das tribos de  Judá e Benjamim) o culto misto a Deus e a Baal, e a toda a milícia celeste (astros), e para esse fim, constituiu sacerdotes (1Rs 11:26 e 12:25-31).

    Se nos aprofundarmos mais ainda no tempo, chegaremos aos danitas, que habitavam em Zorá e Estaol;
dali partiram 600 danitas, fortemente armados e acamparam-se em Maané-Dã, nos arredores de Quiriate-Jearim.

    Estes danitas habitavam até então entre os judeus, e acasalando-se com as filhas de Sobal, descendentes de Judá, foram denominadas de zoratitas (1Cr 2:52,53 e 4:2).

   Em Zorá, por esse tempo, 1154 a.C. nasce Sansão, danita, que foi juiz em Israel, por vinte anos (Jz 13:2,25).

   Estes seiscentos danitas/zoratitas subiram ao extremo norte de Israel, até a divisa com os sidônios e arameus (atual Líbano e Síria) e tomaram a cidade de Laís dos sidônios e a chamaram de Dã;
e ali, passaram a dar culto a uma imagem de escultura que tomaram a força de Mica, efraimita, e constituíram a Jônatas, manassita, e a sua descendência, como sacerdotes dos danitas/zoratitas (Jz 18:30).

     Entre 1154-704, os danitas/zoratitas,  se  deslocaram para a Babilônia e Média, por livre-arbítrio. E ali cultuaram o deus Sucote-Benote (2Rs 17:30), que era o mesmo Sicute que os seus
antepassados cultuaram no Êxodo (Am 5:26).

    Na Média, estes zoratitas, assimilaram as ciências astrológicas dos sacerdotes locais, e lhes ensinaram a sua religião.
 
    Deste sincretismo religioso teria  nascido o zoroastrismo, em que os magos, viriam a se constituir em sacerdotes-astrólogos desta nova religião.

    Zoroastro (Zaratustra) então, simplesmente teria compilado os conceitos destas duas formas de crença: o culto monoteísta dos israelitas e o  politeísta dos assírios e babilônios.


*********************************************************

   ZOROBABEL
 
   Zorobabel era neto de Joaquim, rei de Judá, que estava no exílio em Babilônia. Joaquim foi tratado com grande benevolência por Evil Merodaque, rei da Babilônia (2Rs 25:27-30).
    Por esta época, 563 a.C., o zoroastrismo influenciava as religiões na Babilônia, e o judaismo também foi influenciado.
 
   Zorobabel significa em acadiano: semente de Babel.
   Esta palavra semente e sêmen tem origem em Sem.

   Deus confundiu as línguas em Babel.
   Sem (Melquisedeque) e toda a sua descendência escaparam incólumes, por não terem habitado naquela época na terra de Sinear (Gn 11:2, 10:10,30).

   Se Sem e seus descendentes não tivessem conservado a língua original, nada saberíamos da Criação de Deus no Gênesis.
 
   Todos os povos foram confundidos em suas línguas, em Babel, exceto Sem e sua descendência, da qual Zorobabel é a semente, para transmitir a boa nova aos povos: a vinda do reino de Jesus, segundo os ensinamentos de Sem (Melquisedeque) , (Hb 6:20 e 7, Sl 110:4).
 
    Nos dias de Zorobabel, Zacarias e Ageu teve fim as profecias
e profetas do Antigo Testamento, em Jerusalém (Zc 13).
   Também já havia sido estabelecido o tempo do arrependimento dos judeus, “setenta semanas” (490 anos), e da conversão dos gentios (Dn 9:24-27 e Jr 31:31-34).
   
   Este nome Zorobabel foi dado em contraposição a religião de Zoroastro (semente dos astros), e a Bel, deus dos céus dos babilônios, que distorciam a Verdade bíblica no 5º séc. a.C. tornando a religião tão somente um culto aos astros.
   Bel (Vênus) foi deus dos sumérios e acadianos, 1500 anos antes.

    Zorobabel escolhido de Deus como um anel de selar (Ag 2:23) colocou a pedra de remate (angular) do Templo (Zc 4:7, Jó 38:6,7). Esta pedra era uma analogia ao ministério de Jesus.

   Jesus foi o 11º descendente de Zorobabel (Mt 1), e com ele, forma uma nova anfictionia em torno do santuário de Deus.

**********************************************************

    Abraão, a benção ou maldição de Deus, sobre todas as nações

     Naor (2258-2110) gerou a Terá (2229-2024) e Terá gerou a Abraão (2159-1984 a.C.). Naor era de Ur na caldéia.

    Em Ur reinou o camita Sargão I, e sua dinastia durou duzentos anos (2280-2080 a.C.).

    Sargão I, descendente de Cam (filho de Noé), pelo ano 2280 fundou ao norte de Ur, a cidade de Acade, e se tornou o mais poderoso rei da Antiguidade remota, ao dominar toda a Mesopotâmia.
    Possivelmente ele era o Ninrode bíblico (Gn 10), que fundou o império dos sumérios.

    Acade situava-se na terra de Sinear, habitada pelos sineus
(adoradores de Sin, o deus da Lua), onde foi construída a torre de Babel (Gn 11:2 e 1Cr 1:15).

    Sargão introduziu em Ur o culto a *Nanar, o deus da Lua
(*Nanar é um nome mais antigo da Lua, do que Sin).

    Ele nomeou sua filha, como a sumo-sacerdotisa de Nanar, o deus-lua (casado com a deusa-lua Nin-Gal) nesta cidade de Ur.

    Esta sacerdotisa, cujo nome era Enheduana, compôs 42 hinos em homenagem a Inanna, a deusa de Vênus (séculos depois chamada também de Ishitar, Astarote e Anat na Bíblia), e de Anahid na religião de Zoroastro.

    Diz a lenda que Inanna se apaixonou por Tamuz.
    Tendo ele morrido, esta deusa desceu ao abismo para resgata-lo do reino dos mortos a fim de que ele pudesse dar vida à humanidade.

   Quando os israelitas retornaram do cativeiro da Babilônia, Tamus passou a ser o nome do 4º mês do seu ano sagrado.

    Anna (latim) ou Hannah (hebraico) significa “graça”.

    Esta graça aparece na história de Israel fertilizando suas mulheres estéreis. Como exemplo citamos:

    Ana, mulher de Elcana, que era estéril, depois de orar ao Deus de Israel, e ser abençoada pelo sacerdote Eli, concebeu o profeta Samuel e vários outros filhos (1Sm 1).

    Santa Ana, era idosa e estéril. Seu marido, Joaquim, foi para
o deserto orar para que ela concebesse, e, lhe apareceu um anjo
do Senhor e confirmou sua precatória, e sua mulher concebeu a
Maria,  a mãe de Jesus (proto-Evangelho de Tiago).

    A expressão hebraica  Hoshana ou Hosana em português,
significa “salve-nos” e foi dita pela multidão judia que aclamou jubilosamente a Jesus como seu rei (Jo 12:13, Zc 4:7), mas, esta expressão originalmente tem o sentido de pedido de socorro.

    Os israelitas assim a usam, como um pedido de socorro, em suas orações diárias, por sete dias,  durante a preparação da Festa dos Tabernáculos (Sucote).
   A origem desta festa está no Êxodo, na saída dos hebreus do Egito, quando Vênus por 40 anos  causou enormes destruições na Terra.

  “Salve-nos” ou “Graça” tem, em suma, o mesmo objetivo nos
casos especificados acima;  bem como a raiz  de Hosana, “ana”
nos nomes de Inanna, Anahid (zoroastrismo) ou Anat .

     Constata-se aí, no judaísmo, a antiguíssima tradição suméria da “graça” de Inanna (a deusa de Vênus), o seu socorro e a fertilidade gerada dela, da qual os antigos israelitas e os primeiros cristãos nunca se apartaram (Zc 4:7).

   Nara-Sin, neto de Sargão I, era rei de Ur e foi contemporâneo de Abraão.
   Em seu reinado o seu império atingiu o zênite.
   Depois declinou com os governantes subsequentes.
 
    Em 2090 os gutas vindos do norte puseram fim ao reinado dos camitas em Ur, obrigando Terá e sua família a irem para Harã.
   Os gutas eram semitas, cujo rei era Quedorlaomei, rei do Elão. Este rei foi ferido por Abraão em 2074 (Gn 14:1,17).

    Em 2084 a.C. Abraão, aos 75 anos de idade sai de Harã e vai
para Canaã (Gn 12:4) porque se recusava a adorar aos ídolos
pagãos. Harã também foi dominada pelos gutas.
 povos semitas que seguiam os ensinos de Sem (Melquisedeque).

   A Bíblia é rica em descrever fenômenos cósmicos e naturais, embora a descreva conforme eram vistos pelos homens na sua época.
   Mas, realça que é ao Criador que deve ser rendido glórias e não a criatura por Ele criado, como faziam os idólatras pagãos (Rm 1:18-27, 1Co 1:21).
    Desta proibição divina, os pseudos doutrinadores de todas as
épocas, mistificaram o culto e a adoração devida a Deus,
tornando-a irracional.

*******************************************************

    VÊNUS, A ESPADA REVOLVENTE E REFULGENTE

    Assim  como Deus pôs o arco-íris nos céus,  em sinal de aliança sua com o homem e todos os seres viventes (Gn 9:11-16), assim também o fez com o seu querubim, Vênus, a sua espada refulgente e revolvente (Gn 3:24), sinalizando os tempos, em  que o homem teria para buscar a Deus e ser resgatado da morte (At 17:24-31).

  “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele o
Senhor do céu e da terra ... pois ele mesmo é que a todos dá vida, respiração e tudo o mais; de uma só fez toda a raça humana ... havendo fixado os tempos previamente estabelecidos ... para buscarem a Deus ...  pois nele vivemos e nos movemos, e existimos. Porque dele também somos geração(em Jesus) ...
Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam; porque estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de um varão, que destinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos”  (At 17:24-31).

    Centenas de calendários se fizeram ao longo da História e na sua maioria se perderam, por ficarem sem uso e cheios de erros.

    Os atuais calendários gregoriano e dos israelitas tem erros.

    A cronologia bíblica é mais confiável, no que tange ao período da datação dos anos na Antiguidade, que teve 4107 anos, desde a criação de  Adão até o nascimento de Jesus.

     Podemos dizer com segurança, por essa cronologia, que em 2023, estaremos no ano 6130 desde que Adão foi criado.

     Descontem-se destes 6130 anos os 130 anos que decorreram entre o nascimento de Adão e o nascimento de Sete, no ano 130 (3977 a.C.), quando inicia o Sétimo Dia de Deus ou Sétimo Milênio da Criação, e teremos 6000 anos.

     E 6000 anos era o tempo que os antigos israelitas e os primeiros cristãos acreditavam que duraria o mundo, baseado na Criação de Deus que durou Seis Dias ou 6000 anos.

     O início deste Sétimo Dia inicia-se ou com o nascimento de Sete em 3977, ou com a morte de Abel em 3981 a.C .

     Isto implica que os 6000 anos será entre 2019 a 2022.

     Abel (Hébel) que deriva de Bel (Vênus) é considerado a prefigura de Cristo (Vênus é a estrela de Jesus –Mt 2:2, Ap 22:16, 2Pe 1:19, Jó 38:6,7).
Portanto, é mais provável que 2019, seja o ano em que Jesus virá  para arrebatar a sua Igreja (Mt 24:31, 1Ts 4:17).

     No ano 17 Jesus tinha 30 anos e iniciou o seu ministério
“como se cuidava” conforme a Lei de Moisés(Lc 3:23, Nm 4:3).

     Abel nasceu no ano 4011 a.C. e foi assassinado por Caim, no
seu 30º aniversário, em 3981, quando iniciava o seu ministério.

    A voz do sangue de Abel ainda clama do pó da terra a Deus (Gn 4:10), e Jesus, de certo modo, reabilitará agora este sacerdócio de Abel interrompido abruptamente.
    Este sacerdócio não será como o da Lei de Moisés, mas segundo a ordem de Melquisedeque: Abel e todos os amigos de Jesus serão sacerdotes para sempre (Hb 6:20, 1Pe 2:9,Ap 20:6).

    QUEM ERAM OS MAGOS ?

     Ciro II, rei do império persa (559-530), que era adepto entusiasta do zoroastrismo, e, embora não sendo israelita, foi tido por pastor do Deus de Israel (Is 44:28, 45:1-13).

     Os magos eram também adeptos do zoroastrismo.

     Os magos que vieram do Oriente a Belém, para adorarem ao
menino Jesus, eram originários de uma tribo da Média,  na qual os homens mais importantes desempenhavam funções  sacerdotais na religião da Média e Pérsia, segundo Heródoto.

     A astrologia era uma das principais ocupações destes sacerdotes, a quem o povo atribuía forças e conhecimentos secretos, devido às suas previsões astronômicas.

    Eles calculavam a duração dos meses lunares, do ano solar, do
ano de Vênus, de alguns cometas, e por esses cálculos faziam
previsões futuras.

     Os astrólogos medas, persas e babilônios se dividiam em três
correntes de pensamentos a respeito da natureza dos cometas.

    E uma dessas, à qual os magos pertenciam, dizia que os cometas eram estrelas que se aproximavam da Terra periodicamente, e depois iam se tornando tênues, quando retornavam às suas regiões originais, mergulhando no profundo abismo do éter.

    A finalidade destas “estrelas” era a de trazer boas ou más novas à Terra: E Jesus, o Messias prometido por Deus, 4011 anos antes (Gn 3:15), era essa boa nova.

     A palavra cometa significa astro cabeludo.
     Na antiguidade não havia distinção entre cometa e astro, tudo era estrela.
Só em 1588 o astrônomo Tycho Brahe, e em 1680, com Isaac Newton, os cometas foram conceituados como o são hoje.

     Os magos que adoraram a Jesus em Belém, conheciam a Bíblia e também aguardavam o advento do Messias: seja através dos israelitas que foram deportados para a Média, por Senaqueribe em 704 a.C. (2Rs 17:6-34); seja através do profeta Daniel que foi o chefe supremo destes magos, na Babilônia de 604 a 560 a.C. (Dn 1:20,21 , 2:46-48); seja porque estes magos ainda seguiam os ensinamentos de Melquisedeque.

    Possivelmente, tudo isto estava sintetizado ou associado nos ensinos dos seguidores de Zoroastro, de quem eles eram sacerdotes-astrólogos, e que também esperavam o Messias.

     Pelos seus códices secretos os magos sabiam quando o Messias iria nascer: iria nascer quando aparecesse a “estrela dele” nos céus do Oriente (Mt 2:2) e em determinado tempo e circunstâncias, como numa aparição simultânea de Vênus e o cometa Halley com a Terra.

    Essas simultaneidades ocorreu no nascimento de Sem (Melquisedeque), em 2549 a.C.;  também quando Abraão aos 75 anos foi pra Canaã e se encontrou com Melquisedeque, em 2087 a.C.

    E quando Davi começou a reinar sobre todo o Israel, em 1000 a.C. e, finalmente em 12 a.C. quando Jesus tinha 19 meses e foi adorado numa casa de Belém de Judá, pelos magos.

    Esta relação da passagem do Halley numa conjunção octogonal de Vênus/Terra, com a vinda do Messias, não era desconhecida pelos sacerdotes de Israel, quando Jesus nasceu.

   Tanto é assim que Herodes consultou seus escribas e sacerdotes sobre a veracidade do que diziam os magos estrangeiros, e, pelo que se depreende de Mt 2:5, tais sábios judeus confirmaram as informações dos magos, pois, Herodes não os prendeu e nem os trucidou, e, antes pelo contrário, quis saber mais detalhes dos magos, sobre este fenômeno cósmico (Mt 2:7).

     Os sacerdotes judeus não tolerariam que um de seus cidadãos fosse objeto de adoração, por que então deixariam que os magos adorassem ao menino Jesus?
Também o rei Herodes não toleraria que um de seus cidadãos fosse declarado rei dos judeus, até porque Jesus nem era um de seus filhos.
 
     Tanto os sacerdotes judeus como Herodes, deram crédito aos
magos e também esperavam a vinda do Messias naqueles dias.

*******************************************************

    JESUS SABIA E SABE O DIA EM QUE VIRÁ NOVAMENTE

  Jesus disse aos seus discípulos, no final do ano 35:

“Mas a respeito daquele dia e hora (da sua 2ª vinda) ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o filho, senão o Pai” (Mt 24:36).

  Jesus também disse numa ocasião anterior, que ele e seu Pai trabalhavam (João 5:17), ou seja: o plano de salvação estava em processo de construção, que foi plenamente concluído quando ele foi crucificado e ressuscitou no terceiro dia, e assim se cumpriu este plano do Senhor Deus (Gn 3:15).

   Este plano não foi uma tirania de Deus-Pai contra o seu Filho, Jesus. Teve que ter a anuência de Jesus.

  Jesus hesitou por segundos, e em agonia suou sangue na sua oração ao Pai, quando teve que tomar a decisão de continuar com este plano do Pai, no jardim do Getsêmani (Lc 22:39-46).

  Jesus se quisesse, poderia não ter continuado com este plano de salvação.

   Deus-Pai certamente respeitaria esta decisão de seu Filho.

   Neste caso, não teria sentido Jesus voltar novamente para buscar os seus redimidos do pecado.

  Se Jesus soubesse o dia de sua vinda, antes da consumação deste plano, na cruz, teria sido uma coisa imposta, tirânia de Deus Pai sem o consentimento de seu Filho... mas Jesus consentiu, por amor a nós.

  Se os discípulos tivessem feito esta pergunta depois que Jesus ressuscitou (ocasião em que estava concluído este plano de salvação), certamente Jesus lhes teria dito em que hora, dia, mês e ano ele viria novamente.

  Mas quis a sabedoria divina que não houvesse esta pergunta, para que ninguém ficasse por demais angustiado com os dois mil anos que teriam que suportar e aguardar para esta segunda vinda.


********************************************************

    OS ANJOS DESTRUIDORES SABEM
    a hora, o dia, o mê e o ano
    em que destruirão a terra.  (Apocalipse 9:15)

   Em 2018 serão soltos os 4 anjos  que se acham atados junto ao rio Eufrates, e eles reunirão o seu exército de (semelhantes) de cavalos que totaliza "vinte mil vezes dez milhares", ou seja 200 milhões (Ap 9:14-19).
   Estes 4 anjos sabiam por volta do ano 100, a hora, o dia, o mês e o ano em que iriam matar 1/3 da população mundial (eles matarão numa só hora 2,5 bilhões de pessoas).

   Esta destruição se dará no "tempo do fim", em torno de um ano antes da segunda vinda de Jesus em 2019.

   Quem informou isto a João foi o próprio Jesus, através de seu anjo (Ap 22:16).
   Se Jesus sabia o dia desta destruição, por que não saberia, no ano 100, o dia de sua vinda ?


*******************************************************

     Jesus NÃO nos proibiu de calcularmos o ANO de sua vinda

  "O dia e a hora ninguém sabe"  (Mt 25:13) é o velho e surrado chavão com que retrucam os que se acham sábios perante os seus olhos.

  Nem se dão ao trabalho de estudar mais profundamente este assunto... seus egos não permitem.

  Esses tais, pensam que são sábios, mas, são faltos de raciocínio, pois, não sabem uma coisa primária:

  que dia é dia; hora é hora; e ano é ano.

  Jesus falou de "dia e hora" e não de "ano".

  Jesus não nos proibiu de calcularmos o ANO de sua vinda.

  E tudo o que não nos é proibido na Bíblia, nos é lícito.

  "Quem comigo não ajunta... espalha!" diz Jesus.

  Com essa contumás pré disposição para se oporem, irrazoavelmente (que beira ao fanatismo) esses tais, perdem a oportunidade de motivar o povo de Deus para a vinda de Jesus, que se dará em 2019, e de preparar o povo de Deus para suportar a Grande Tribulação que teremos de 2015-2019.

"NÃO HAVENDO PROFECIA O POVO SE CORROMPE"   (Pv 29:18)

 e neste fim dos tempos, a profecia é o Apocalipse.

  A grande motivação dos cristãos hoje, tem que ser esta expectativa da vinda de Jesus ... é a melhor forma de conseguirmos aturar este mundo de pecados mil... ou arriscamo-nos a perder a fé, e nos afundar também com os ímpios  ("Haverá fé quando Jesus voltar? " - Lc 18:8).

  O ano pode ser calculado sim, e é negligência nossa se, podendo,  não o fizermos.

  A maioria dos cristãos, neste tempo do fim, estão vivendo como os ímpios: despreocupados com as coisas de Deus.

  Suas preocupações são as mesmas dos ímpios: viver uma vida de riquezas, gozo  e sucessos neste mundo.

  Levam esta vida se preparando, estafando-se em fadigas, em seus trabalhos e estudos mundanos para galgarem profissões rendosas e respeitáveis... para ganharem  status, galardões dos homens.

  À respeito disto Paulo disse:

"Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele (Jesus) que o arregimentou." (2Tm 2:4).

 Quando um homem de Deus fala do Apocalipse para um ímpio, ele fica horrorizado, e nos despreza, nos tendo por tolos, e nos insulta, e vez por outra nos agride.

 Os cristãos "de fachada" (*os que ajem com má fé nisto) fazem pior: nos tem por falsos profetas e mentirosos (tais hipócritas nem sabem o que é um falso profeta... e provavelmente até estejam seguindo a um... na sua igreja).

    E externando a sua arrogância, dizem um dito, que embora bíblico, eles tornaram-no lugar-comum:

   “Ninguém sabe o dia e a hora que Jesus virá!”.

  Com este dito sacro, mas dito de modo jocoso, esses tais (cristãos) demonstram a sua ignorância ou pior,

  em algumas vezes, a sua má fé.

  Tais cristãos "de fachada" não AMAM o dia da vinda de Jesus (2Tm 4:8, 2Pe 3:12).

  Querem que este mundo que Deus amalçoou  (Gn 3:3:17, 5:29) se prolongue indefinidamente, pois eles amam este mundo muito mais do que a Jesus.

  Tais cristãos "estão de bem com esta vida" e não se importam com o sofrimento de bilhões de pessoas que sofrem.

  Tais cristãos, no fundo de seus corações , agem  como os ímpios, e querem que esta vinda de Jesus não passe de uma lenda, de mais uma das crendices e fantasias populares.

  Jesus não nos proibiu de saber o ano ou o TEMPO em que ele viria .

  (*tempo era também como os judeus denominavam o ano - Dn 2:21).

   Antes, pelo contrário, Jesus  disse em  que tempo que ele viria:

 “Aprendei, pois, a parábola da figueira: quando já os seus ramos se renovam e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão. Assim também vós: quando virdes todas estas coisas, sabeis que está próximo, às portas (a sua vinda)... não passará esta GERAÇÃO, sem que tudo isso aconteça.” (Mt 24:32-36).

 TRÊS GERAÇÕES JÁ SE PASSARAM:
 A DA FÉ; A DA LEI; E A DA FÉ/GRAÇA.

A primeira geração (a da fé) durou 2048 anos e foi de Adão até a aliança de Deus com Abraão, quando ele tinha 100 anos, do ano 4107 a 2059 a.C.

A segunda geração (da fé e Lei de Moisés) durou 2046 anos, iniciando com o nascimento de Isaque, foi concluída no ano 13 a.C, com o nascimento de Jesus.

A terceira geração (da fé e da graça) levará 2032 anos, iniciando-se com o nascimento de Jesus no ano 13 a.C. e será concluída nesta sua segunda vinda em 2019.

 * Cada geração espiritual de Deus dura 2000 anos (em torno disto). (Êxodo 20:6  conforme a Torá).

  "... e faço misericórdia até DUAS mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos" .

   E por fim, Jesus diz em que tempo seria isso, se referindo a vinda da abominação desoladora, que Daniel falou (Mt 24:15).

 “E quando se acabar a destruição do poder do povo santo, estas coisas todas se cumprirão... Vai Daniel porque estas palavras estão encerradas e seladas até o tempo do fim. Muitos serão purificados, embranquecidos e provados; mas os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, MAS, os sábios entenderão.” (Dn 12:7-10).

   No tempo do fim, haverá alguns cristãos SABIOS que entenderão o que estava lacrado e selado nos livros (Daniel 12:1,8,9,10,  11:33-35) e o principal deste entendimento é saber quando se dará a vinda de Cristo, pois é dito que isto se daria depois de um tempo (360 anos), dois tempos (720 anos) e metade de um tempo (180 anos).

  Este tempo começou a ocorrer depois do início da destruição do PODER do povo santo (no ano 754, quando os papas começaram o seu governo terreno).

  Este "poder" é o nosso sacrifício de louvor e está descrito em Hebreus 13:15,16

  Some-se o ano 754+1260 (360+720+180) e teremos o ano 2014 para a destruição final deste poder do povo santo, e para o  início da grande tribulação; quando as duas testemunhas (Velho e Novo Testamento) serão mortas (proibidas, ou substituídas por uma anti-Bíblia), e por 3,5 ano ficaram penduradas na praça da cidade que se chama Sodoma e Egito (Roma, como era assim qualificada no ano 100)(Ap 11).

Some-se 2014,5+3,5 (Grande Tribulação) n= 2019.

   DEUS NADA DE MAL FAZ AO HOMEM, SEM QUE PRIMEIRO
   O NOTIFIQUE, ATRAVÉS DE SEUS PROFETAS. (Am 3:6,7)

Deus avisou ao homem que mandaria o Dilúvio com uma antecedência de 120 anos, e, novamente o fez, 7 anos antes dele ocorrer (7 dias bíblicos = 7 anos), (Gn 6:3, 7:4), (Nm 14:34, Ez 4:7).

Também agora, neste fim dos tempos, 2011-2018, o Senhor Deus fala atrávés de seus profetas, pois constituiu profetas para isto:


"E acontecerá, nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos jovens terão visões, e sonharão vossos velhos; ...

  Mostrarei prodígios em cima nos céus (fenômenos cosmológicos inimagináveis) e sinais embaixo na terra (terremotos, tsunames, tornados, etc, em grande monta e de enormes destruições): sangue, fogo e vapor de fumaça.

 O sol se converterá em trevas (no fim deste período), e a lua em sangue, antes que venha o grande e glorioso Dia do Senhor (vinda de Jesus em 2019)... " (At 2:17-21).
 
********************************************************

    CRONOLOGIA DO APOCALIPSE

    Geralmente temos uma ideia de que o Apocalipse se realizará num determinado ano.
     Isto não é possível, pois há seis grandes acontecimentos devastadores (ex: a queda na terra de 2 grandes asteroides, e de milhares de meteoritos - Ap 8:8,10) que, se feito num ano apenas, destruiriam por completo a terra; além de  causar um sofrimento insuportável para todos, e ninguém se salvaria.

    Deus avisou ao homem, através de Noé, sete anos antes de mandar o Dilúvio (7 dias bíblicos correspondem a 7 anos - Gn 7:4, Nm 14:34, Ez 4:7).

    O Apocalipse se dará em 7 anos:

   SE a 1ª Trombeta começar a soar a partir de junho 2012, a 7ª trombeta começará a soar a partir de janeiro de 2018 e finalizará no fim de junho de 2019.
   Começar-se-á esta contagem de 7 anos a partir do primeiro dia, mês e ano em que soar esta 1ª Trombeta (veja o Quadro abaixo).

   Jesus virá em 2019, mas, isto pode se prolongar até ao fim do ano 2022, pois depende do ano em que começou o Sétimo Dia ou Sétimo Milênio de Deus: se na morte de Abel em 3982 a.C., ou no nascimento de Sete em 3977 a.C., conforme (veja isto no meu livro).

    O período destas 7 Trombetas estão distribuídas em  três AIS:

    Primeiro AI  (Ap 9:12):

    Soarão as 5 primeiras trombetas, uma de cada vez, em 5 períodos sequenciais.
    Estima-se que o período de cada uma destas 5 trombetas seja de CINCO MESES para cada uma  (Ap 9:5).
    Logo, o período total destas 5 trombetas será de 25 meses.

    Segundo AI (Ap 11:14):

    A Grande Tribulação dos cristãos se dará ao mesmo tempo em que as duas testemunhas/profetas (Antigo e Novo Testamento) estiverem mortas (proibidas e substituidas por uma antibíblia) por 3,5 anos ou 42 meses, e seus cadáveres estirados (arquivados) na  cidade que espiritualmente se chama Sodoma e Egito (Roma), (Ap 11:1-13).
     A 6ª Trombeta soará por 42 meses.

     Terceiro AI (Ap 11:14):
      A 7ª Trombeta soará por 17 meses.

      Quadro Exemplo do período das 7 trombetas, se a 1ª Trombeta soar em Junho de 2012:
      1ª Trombeta soará de junho/2012 a outubro/2012  ........... 5 meses
      2ª Trombeta soará de novembro/2012 a março/2013 .......  5 meses
      3ª Trombeta soará de abril/2013 a agosto/2013  ..............  5 meses
      4ª Trombeta soará de setembro/2013 a janeiro/2014 .......  5 meses
      5ª Trombeta soará de fevereiro/2014 a junho/2014 ..........  5 meses
      6ª Trombeta soará de julho/2014 a dezembro/2017 ......... 42 meses
      7ª Trombeta soará de janeiro/2018 a maio/2019 ............ 17 meses

 ********************************************************

    prazo mínimo: junho/2012 até  outubro/2012
    prazo máximo: junho/2015 até outubro/2015

    Abertura do Livro em 2012, por Jesus.

    Assim que Jesus concluir a abertura do sétimo selo, haverá silêncio no céu por cerca de MEIA hora (todos astros  e planetas paralisarão neste tempo, exceto a Terra e Vênus). (Ap 8:1).

    Esta MEIA hora simboliza a metade dos israelitas de Jerusalém que serão salvos (Zc 14:2), e também é a plenitude de Israel que será salvo (Rm 11:26).

    Estes salvos são os 144.000, primícias de Deus e do Cordeiro (Ap 14:4), eles são também as primícias de Abel (Gn 4:4).

   Comparativamente, todos os que seguem a Babilônia (Igreja Romana) serão julgados em UMA SÓ HORA, e participarão dos seus flagelos (Ap 18:4,10), e de sua condenação ao lago de fogo (Ap 19:20).

    Um anjo (representando Abel) fará oferta de incenso, com a oração de todos os  santos,  no altar de Deus.

    A fumaça deste incenso subirá na presença de Deus,  e subirá em sinal de aprovação e de agrado de Deus

    E serão selados os 144.000 israelitas na terra, com a oração de todos os santos.

    Este ritual é uma repetição (Ec 3:15) de um único holocausto que Abel pôde oferecer a Deus (Gn 4:3,4), (Hb 10:10-12).

    Deus se agradou de Abel e da sua oferta das primícias de seu rebanho (de cordeiros). (Gn 4:4)

     Por causa deste agrado de Deus, Caim matou Abel, por inveja.

    Abel não teve filhos, mas, através de Sete, Deus lhe deu descendência (Gn 4:25).

    E, em Sete, Jesus (o Cordeiro) é o primeiro das primícias da descendência de Abel (Lc 3:38).

    Os 144.000 selados, remanescentes de Israel, é o total das primícias que Abel oferta a Deus e ao Cordeiro (Ap 14:4).

    Em seguida à esta oferta a Deus-Pai, Jesus dará aos seus sete anjos, as trombetas  e as taças da cólera de Deus, para que executem suas missões (Ap 8:2 e 16:1).

   O 1º Anjo encherá o incensário com fogo do altar de Deus e o atirará à terra.  Este fogo estará misturado com sangue.

   Isto representa o fogo do holocausto que Abel ofereceu a Deus; e as vozes do sangue de Abel que clama da terra a Deus por justiça, bem como a de todos os santos que foram assassinados na Inquisição, pela Igreja Romana (Gn 4:10 e Ap 6:10, 11:8).

   E será queimada a terça parte da terra, das árvores e da erva verde (Ap 8:7).

   Caim, Abel e Sete foram os primeiros três filhos de Adão e Eva.

   Caim era agricultor, e com avareza ofereceu a Deus o pior, o resto dos frutos de sua colheita  (Gn 4:3,5,12).

   Esta terça parte da terra queimada é a parte de Caim e de todos os perversos, que trazem no seu DNA  a perversidade de Caim.

   Por isto o Anjo (Jesus) que tem o SELO do Deus vivo (Jo 6:27-29) ordenou aos 4 anjos que não danificassem a terra, nem ao mar e nem as árvores, antes de serem selados os 144.000 israelitas que serão salvos  (Ap 7:2,3).
 
   Para que não se queimasse a parte que também lhes foi reservada.

   Para que estes 144.000, selados pelo Espírito de Deus, também tomem posse, ao lado de milhões de cristãos que serão salvos por Jesus (Ap 5:8,11), nos dois terços de tudo o que restar no milênio, antes que venha o novo céu e a nova terra.

   Haverá trovões, vozes, relâmpagos e terremoto na abertura do 7º selo (Ap 8:3-5), da mesma forma como vai haver no soar da 7ª trombeta (na vinda de Jesus em 2019), quando se abrirá o céu e será mostrado o santuário de Deus e será visível a arca da Aliança  (Ap 11:19).

   Na visão desta Arca, conhecer-se-á os 144.000 israelitas selados, pois a Arca é o símbolo da aliança de Deus com os descendentes de Israel.

********************************************************

    prazo mínimo: junho/2012 até  outubro/2012
    prazo máximo: junho/2015 até outubro/2015

    Abertura do Livro entre 2012-2014, por Jesus.
    Assim que ele conclui a abertura do sétimo selo, haverá um silêncio no céu por cerca de meia hora (todos astros  e planetas paralizarão neste tempo, exceto a Terra e Vênus).
    Em seguida ele dará aos seus sete anjos, as trombetas  e as taças da cólera de Deus, para que executem suas missões (Ap 8:1,2 e 16:1).

    Há que se distinguir a cronologia de Selos,Trombetas e Flagelos.
    Todos os 7 selos são abertos antes de iniciar-se o soar das 7 trombetas e os seus consequentes 7 flagelos.
    Os 7 selos são semelhantes a um "cronograma de trabalho" a ser ainda executado no seu devido tempo, ou seja: no tempo em que tocará cada uma das 7 trombetas.

    O 1º Selo do Livro diz:
    Um cavalo branco e seu cavaleiro com um arco.
    Ele sai vencendo e para vencer  (Ap 5:5,  6:2 e 19:14).
    Jesus foi crucificado e morto. Ao ressuscitar da morte no ano 36 ele inicia a sua caminhada vitoriosa ("sai vencendo"). E Jesus sai para vencer a todos os seus inimigos, cuja vitória final se dará ao soar da 7ª trombeta, em 2019, com a sua vinda (Ap 11:15).

 
   O 1º anjo tocará a trombeta:
   será queimada  (destruída) a terça parte da vegetação da Terra.
   Esta área queimada será maior do que a área da floresta amazônica.
    Isto resultará em grande fome e peste mundial nos  seis anos seguintes (Ap 8:7).

   O 1º flagelo:
   sobrevirá úlceras malignas aos portadores da marca da besta e adoradores da sua imagem (viciados em internet) (Ap 16:2).

********************************************************

    prazo mínimo: novembro/2012 até  março/2013
    prazo máximo: novembro/2015 até março/2016

    O 2º selo do Livro diz:
    Um cavalo vermelho e seu cavaleiro.
    Ele tira a paz da terra para que os homens se matem uns aos outros (Ap 6:4).

    O 2º anjo tocará a trombeta:
    Um grande asteroide (como uma grande montanha) cairá no mar e destruirá a terça parte da vida marinha e dos navios existentes.

    As plataformas marítimas de exploração de petróleo (como o Pré-Sal brasileiro) explodirão por causa do deslocamento das placas tectônicas e poluirão de petróleo 1/3 dos mares.

    Isto resultará na mortandade de um terço da vida marinha.
    Haverá fome e peste mundial também por causa disto(Ap 8:8,9).

     O 2º flagelo:
      a morte de todo o ser vivente no mar (Ap 16:3).
 
********************************************************

    prazo mínimo: abril/2013 até agosto/2013
    prazo máximo: abril/2016 até agosto/2016

    O 3º selo do Livro diz:

    Um cavalo preto e seu cavaleiro com uma balança na mão sai para comprar trigo e cevada (alimentos perecíveis).

    Ele foi recomendado para não danificar o azeite e o vinho (não perecíveis)  (Ap 6:5,6).

    Tomando-se o devido cuidado, o azeite e o vinho são fáceis de serem estocados (por isso se recomendou ao cavaleiro de preto que não danificasse aquilo que já estava estocado).

    O azeite, em situação de caos monetário, serve como moeda de troca.

    E o vinho, era utilizado pelos fenícios e romanos como um substituto da água potável em suas longas temporadas no mar (pois a água estagnada apodrece depois de certo tempo).

    Isto seria uma recomendação aos cristãos para que estoquem alimentos não perecíveis?

    Para que estoquem água mineral ou perfurem a terra e façam poços artesianos, porque as águas dos rios e lagos vão ficar amargas e podres (ver abaixo) ?

   O cavaleiro de preto saiu para comprar, com a recomendação de pagar um denário por uma medida de trigo (5,9 litros) e um denário por três medidas de cevada (17,6 litros).

   Um denário equivalia ao pagamento, hoje, de um dia de trabalho de um trabalhador avulso (cerca de r$ 50,00). “Medida” equivalia a 5,87 litros (Mt 20:2, Gn 18:6).

    O valor a pagar é muito caro. Isto está a nos dizer que haverá uma extrema carestia de alimentos, e eles, na sua raridade serão extremamente onerosos.

     O 3º anjo tocará a trombeta:

     Cairá um grande asteroide chamado Absinto (amargo) sobre as fontes das águas, e a terça parte da água potável do mundo se tornará amargosa e pestilenta, e, muitos morrerão por causa disto (Ap 8:10, 11).
                         
    As fontes primárias de águas potáveis do mundo são três:

    Antártida, polo norte;  Antártica, polo sul; e as geleiras comuns que cobrem as montanhas dos demais continentes.

    Descartando esta última (geleiras comuns) por estar espalhada pelo mundo, este asteroide cairá sobre a Antártida ou sobre a Antártica.

    O livro do Apocalipse diz que 1/3 das águas potáveis existentes serão contaminadas mortiferamente.

     Isto significa que esta espécie de "absinto" se entranhará nas moléculas desta água da geleira (semelhante a radioatividade), e não poderá ser mas filtrada, de modo natural, pelas florestas, pelas nuvens e pelo solo arenoso.

    O 3º flagelo:  os rios e as fontes de água serão contaminadas de sangue (Ap 16:4).

     Episódio semelhante ocorreu no Êxodo, em 1443 a.C. quando as águas do Nilo, no Egito se tornaram em sangue, e todos os egípcios tiveram que cavar o solo, junto ao rio, para encontrar água potável para beberem (Ex 7:20,22,24).
     Isto ocorreu em todo o mundo. O mar Vermelho, de cor azulada atualmente, tem este nome por causa disto.
      Este episódio de avermelhar as águas e pesteá-las deve-se a partículas de poeira que seguem no rastro das chuvas de meteoritos do tipo ferruginosos que caem na Terra.

 *********************************************************

    prazo mínimo: setembro/2013 até janeiro/2014
    prazo máximo: setembro/2016 até janeiro/2017

    O 4º selo do Livro diz:
    Um cavalo amarelo e seu cavaleiro chamado Morte, e o Inferno o estava seguindo. E foi lhe dado autoridade sobre 1/4 da Terra para matar pela espada, pela fome, e pelas feras da Terra.

     A quarta parte da terra perecerá.
     Morrerão cerca de 2 bilhões de  pessoas  (Ap 6:4,8).

     O 4º anjo tocará a trombeta:
     E será ferida a terça parte do sol, da lua e das estrelas, para que a terça parte deles escureçam (Ap 8:12).

     A fotossíntese das plantas será precária por causa da pouca
insolação; e isto aliado a contaminação das águas diminuirá drasticamente os frutos da agricultura.
     E estes fruto além de serem escassos, serão pestilentos e deformados... e causarão graves doenças.
     As pessoas vão se agarrar a tapa por um pedaço de batata.
     A fome terrível que assola há anos a Somália e outros países subdesenvolvidos, será conhecida e experimentada pelos privilegiados cidadãos das grandes metrópoles.

    O 4º flagelo:
    Os homens se queimarão por causa do intenso calor do Sol.
    Os homens não se arrependerão e blasfemarão (Ap 16:9).

 ********************************************************

    prazo mínimo: fevereiro/2014 até junho/2014
    prazo máximo: fevereiro/2017 até junho/2017

   O 5º selo do Livro diz:
    Debaixo do altar de Deus estavam as almas daqueles que tinham sido martirizados por causa da Palavra e do testemunho que sustentavam (ocorrido nas perseguições dos imperadores romanos e na Inquisição promovida pelos papas).
                                                                           
    Foi lhes dado uma vestidura branca e lhes dito que aguardassem para breve a vinda dos que ainda iam ser martirizados (na Grande Tribulação) por causa desta Palavra e o testemunho  que darão (Ap 6:9-11, 11:7-11, Dn 11:33).

    Em  2016  também  iniciar-se-á a perseguição aos discípulos de Jesus (chamados crentes), e durará 3,5 anos (Ap 11).

    Esta perseguição será alimentada pelo Movimento Nova Era, através da mídia.
    Eles acusarão os cristãos de "negativistas" e os culparão pelas calamidades no mundo.
    Isto é próprio dos fantasiosos, místicos, supersticiosos, que acreditam na mentira, no relativismo filosófico.

    O 5º anjo tocará a trombeta:
     No ano 100-110, o apóstolo João viu em visão uma estrela caída na Terra. Esta estrela era os destroços do planeta Seth/Satanás, que foi destruído por Vênus em 1931 a.C.

     Vênus é a estrela de Jesus (Mt 2:2, Jó 38:6,7, Ap 22:16, 2Pe 1:19, Nm 24:17), e o arcanjo mantenedor desta estrela é Miguel (Gn 3:24, 12:1).

     Jesus viu  em 1931 a.C. Vênus destruir este planeta Seth/Satanás, e viu Seth (também chamada de a outra "estrela da alva") cair do céu na terra por volta do ano 563 a.C. (Lc 10:18, Is 14:12).

     Certamente o que caiu na terra era a cabeça deste planeta... a massa incandescente de ferro em brasa, chamada de Lúcifer pelos romanos e de Fósforo pelos gregos.
     O restante deste planeta destruído continua orbitando entre as órbitas de Marte e Júpiter e é chamado de "cinturão de asteroides".

     Ao soar da 5ª trombeta (veja os prazos mínimo e máximo acima), será aberto o poço do abismo, onde este líder de Seth/Satanás está encerrado.
     O nome deste líder é Abadon/Apolion que significa "destruidor" (Ap 9:2,11).
     E o local deste poço é junto ao rio Eufrates (Ap 9:14).
     Este poço chama-se atualmente de Golfo Pérsico.
     Por debaixo das águas deste Golfo estão os destroços do planeta Seth/Satanás (Is 27:1).

     Da fenda do abismo que está por baixo do Golfo Pérsico, depois de aberto pelo 5º anjo, no soar da 5ª Trombeta, sairá muita fumaça que escurecerá mais ainda a luminosidade do Sol, devido a grande fumaceira  que haverá no ar.

    Vai haver uma proliferação de gafanhotos venenosos (tal qual os escorpiões) e que irão atormentar os ímpios (os discípulos de Cristo não serão molestados).

    Os homens serão atormentados durante cinco meses.
    Naqueles dias os homens buscarão a morte e não a acharão; também terão ardente desejo de morrer, mas a morte fugirá deles
    (Ap 9:1-6).

    O 5º flagelo:
    o poder da Besta  (multinacionais) será atingido e se tornará em trevas. Os homens que trabalham pra Besta remorderão a língua por causa da dor que irão sentir; e eles blasfemarão contra Deus por causa de suas intensas angústias  e úlceras.
   Ainda assim  não se arrependerão de suas más obras (Ap 16:10,11).
 

********************************************************

    prazo mínimo: julho/2014 até dezembro/2017
    prazo máximo: julho/2017 até dezembro/2020

    O 6º selo do Livro diz:
    O sol se tornou em negritude e a lua como sangue.
    Milhares de asteroides cairão sobre a Terra.

    O céu irá se recolher como um pergaminho quando se enrola.
    Todos os montes e ilhas serão movidos de seus lugares (Ap 6:12-14, Mt 24:19).
    Haverá tsunamis, terremotos e aterradores fenômenos cosmológicos que destruirão com os satélites artificiais (causando o fim da Internet e das comunicações).
     As usinas hidroelétricas serão destruídas (causando inundações sem precedentes).
     As usinas nucleares serão todas destruídas (causando incalculável contaminação radioativa).
     As plataformas marítimas implodirão. Todas as cidades litorâneas serão destruídas.
     Milhares de vulcões explodirão em toda a terra ao mesmo tempo, e a fumaça, cinza e enxofre destes vulcões contaminarão o ar. O Sol se tornará negro e a lua cor de sangue.

     QUEM SÃO ESTES 4 anjos ?
      Tridimensionalmente são:
      No "plano terrestre" são os querubins colocados (atados) ao Oriente do jardim do Éden, no início dos 4 braços do rio que saía do jardim do Éden (Gn 2:10 e 3:24).
      No "plano celeste" são os 4 asteroides que lideram 200 milhões de asteroides e meteoritos no "cinturão de asteroides" que orbitam entre as órbitas de Marte e Júpiter.
      No "plano espiritual" são os 4 seres viventes que servem a Deus diante de seu trono (Ap 4:6,7); são também os 4 seres viventes em meio a nuvem que apareceu a Ezequiel (Ez 1:5,10).

    O 6º anjo tocará a trombeta:
    e ele soltou os 4 anjos menores que estavam atados no rio Eufrates.
    Numa só hora, dia, mês e ano determinado serão mortos 1/3 da humanidade (Ap 9:15).

    Se estimarmos que a população mundial em 2016 será de 8 bilhões e que ¼ dela perecerá entre 2016/2017 com a vinda do 4º anjo, então sobrará um saldo de 6 bilhões de pessoas.
                                         
    Deste total perecerão numa só hora mais 2 bilhões de pessoas.

    Isto implica dizer que, entre 2016/2019 a metade da população mundial morrerá, ou seja: 4bilhões estarão morto, e 4 bilhões estarão vivos quando Jesus vier em 2019.

    O 6º flagelo:

    Batalha final em três dimensões:
    A batalha final ocorrerá ao mesmo tempo no cosmo, na terra e espiritualmente, entre 2018-2019, como segue:

    "Houve peleja no cosmo. Miguel (Vênus) e os seus anjos pelejarão contra o dragão, a antiga serpente, que se chama Satanás (planeta Seth) ... e ele será atirado para a terra, e com ele os seus anjos (cinturão de asteroides e meteoritos). Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta" (Ap 12:7-12).

     As águas do rio Eufrates secarão, e por elas passarão os reis (Governantes de Estados) que vem do Oriente.
     Eles se reunirão no local chamado Armagedom (Har Megiddo = colina de Megido, ao noroeste de Israel), com outros Governantes do mundo inteiro, para a guerra contra Jerusalém, cidade que simboliza a fé cristã (Ap 16:12-16).

    “Jesus, virá como vem o ladrão (Ap 16:15), vencerá e aprisionará a Besta, o Falso Profeta, e os remeterá para o inferno.  Os seus seguidores serão mortos e servirão de pasto para as aves de rapina. Os restantes (milhões de pessoas que não foram salvas) serão governados por Jesus e seus 144.000 israelitas castos e imaculados, com cetro de ferro, por um período determinado (ver no meu livro) (Ap 19:11-21 e 14:4).

*******************************************************

   prazo mínimo: janeiro/2018 até maio/2019
   prazo máximo: janeiro/2021 até maio/2022

   O 7º selo do Livro diz:
    Haverá no céu grandes vozes dizendo: "O reino do mundo se tornou de nosso Senhor Jesus, e ele reinará pelos séculos dos séculos. ".
    É chegado o tempo determinado para se julgar os "mortos" (ímpios) e para se dar o galardão aos que amam e seguem a Cristo (  (Ap 11:15-18).
   (leia no meu livro, capítulo sobre o "Milênio" em que trata dos mil anos desta terra, e sobre a nova Terra e novo Céu que há de vir).

    Nos dias do 7º anjo, quando  este  7º anjo estiver para tocar a trombeta para anunciar a vitória de Jesus e seu reino eterno, se cumprirá o mistério de Deus segundo o que Ele anunciou aos profetas (Ap 10:7) e à Igreja  (Rm 11:25).

    Que mistério é este?

    É o selamento dos 144.000 israelitas que são salvos. Eles são as primícias de Deus e de Cristo (Ap 7:4, 14:4,5).

    Ocorrerá também a destruição da décima parte de Roma, e morrerão 7 mil pessoas (Ap 11:13).
    Num só dia o Vaticano, sede da Igreja Católica (a Babilônia do Ocidente: a mãe das meretrizes e das abominações da terra) será destruída (Ap 16:17-21, 17:5,9, 18:2-8).
   E o “falso profeta” (papas) será lançado no inferno (Ap 19:20).

    O 7º flagelo:
    sobrevirá relâmpagos, vozes, e trovões, e ocorrerá grande terremoto, como nunca houve .
    Tal terremoto dividirá a Grande Cidade (Roma) em três partes.
     Neste tempo Deus  exterminará com a grande Babilônia (a Igreja Romana).
      Haverá grande saraivada de pedras vindas do céu, pesando um talento (34,3 kg) cada uma que causará grande flagelo aos homens.
      Os montes e as ilhas serão destruídos (Ap 16:17-21).

 *******************************************

 o livro
 FIM DOS TEMPOS: O ENCOBERTO DESCOBERTO

 está à venda  na editora  http://www.clubedeautores.com.br/

 ou no e-mail darcijara@yahoo.com.br

****************************************
Darci Ubirajara
Enviado por Darci Ubirajara em 02/11/2010
Reeditado em 20/01/2014
Código do texto: T2592187
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Darci Ubirajara
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 64 anos
128 textos (81138 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/11/14 20:48)
Darci Ubirajara



Rádio Poética