Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Falibilidade de todas as Crenças

É inegável como as pessoas, muitas vezes, se prendem em convicções e em coisas as quais elas mesmas não conseguem provar.
Quando me refiro ao termo CRENÇA falo exclusivamente em crer naquilo que é fora do natural (ou seja, a crença no sobrenatural ou mesmo numa religião).
TODAS as pessoas acreditam em alguma coisa. Mesmo os ateus, para segurarem suas convicções (ou a falta delas), vale-se de argumentos retirados de pensadores, poetas etc. Ou seja, a crença no real, no material.
E por que as crenças são falhas? A seguir vou mostrar meus pontos de vista, possivelmente lógicos, para tentar provar essas falhas.

1º ponto: Acreditar naquilo que se desconhece

É um ponto até mesmo estranho. Analisando qualquer religião, evitando, claro, as idiotices de dizer que “Deus não existe” e todo aquele discurso ateístico,  TODAS acreditam em uma força maior.
Mas essa força maior precisa, necessariamente, vir de Deus?
Talvez.
Seria menos romântico acreditar que tudo veio do limbo cósmico, de uma explosão, de uma supernova. É muito difícil aceitarmos a idéia de que viemos de um animal primitivo, que precisamos negar nossos instintos. Tudo isso a troco de quê, afinal de contas?
Da nossa própria destruição.
O ser humano precisa negar a si mesmo o tempo todo, negar sua própria inteligência, tudo isso para dar vida a uma crença, uma imagem, um ícone, que é tal mortal quanto ele.

2º ponto: Mutabilidade

A religião tem como meta nos mostrar que tudo é imutável, que Deus sempre foi o mesmo, que acreditar nele sempre foi igual.
Será mesmo isso verdade?
A Igreja Católica sofreu muitas mudanças para se adequar a sociedade, crendo antes que tínhamos o dever de ser de acordo com nossa sorte do nascimento.
Depois do século XVII passamos a ter um outro Deus que tomou nossas vidas e nos comanda até hoje.
Dinheiro.
Ele é aquele que faz com que qualquer crença mude, e com ela vai todo um sistema ideológico e social. Afinal de contas, se a crença fosse imutável, hoje estaríamos servindo um rei e continuando burros (se é que não continuamos).

3º ponto: Contradição

E chegamos num ponto interessante. A contradição.
Os crentes mais exaltados acham que sua crença, além de inequívoca, pode ser aplicada a todas as pessoas da face da Terra. Por conta disso cristianizaram índios, negros e outras pessoas que possuíam seu conjunto de crenças.
Contudo, ao ser defrontada com outra crença, ela acaba por:
1) rejeitar o outro lado, como se fosse errado;
2) destruir o outro lado, para impor o seu;
3) ignorar o valor do outro lado.
Então essas contradições acabam sempre por bestializar o ser humano. Sua crença passa a ser tão importante que, sem ela, a pessoa se vê perdida.
Como então uma pessoa reagiria se, num dado momento, visse que aquilo em que acredita é mentira?
Nossas ciências ajudaram a derrubar contradições da crença. Mas ao que me parece, as pessoas tendem a fechar os olhos para isso e tomar mais uma dose de placebo para conduzir suas vidas miseráveis e fúteis.

4º ponto: Necessidade

As pessoas sentem necessidade de acreditar am algo, talvez por isso louvem seus deuses com tanto afinco.
E qual a necessidade disso?Afinal, por mais imperfeito que sejamos, desde quando PRECISAMOS louvar e acreditar em alguma coisa que não nos responderá nunca?
Não há uma resposta a esse enigma. O ser humano necessita de uma resposta para suas dúvidas e enlouquece na falta dela. Ou alguém aqui nunca se sentiu angustiado quando não consegue entender certas coisas?
Poderíamos levar a coisa no limbo da mediocridade, na nossa ignorância que nos salva algumas vezes de entendermos certas nuances da vida.
Mas o homem é um ser racional e sua racionalidade obriga a tentar entender sua realidade.
E não soa antagônico isso? Um ser com tamanha racionalidade se valer se instintos para forjar uma crença e imputar certa lógica?

Soluções

Há como solucionar essa falibilidade?
Sim, há como.
Não há respostas concretas para isso e nunca haverá. A solução mais possível a isso é que as pessoas passem a ver suas crenças como  UNICAMENTE SUAS, ao invés de querer fazer com que todo mundo passe a crer sob sua ótica, que muitas vezes é pior que qualquer regime fascista.
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 15/10/2006
Código do texto: T264650

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 32 anos
799 textos (255217 leituras)
6 áudios (1607 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:12)
Fabio Melo