Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Pois é né!!!!

***

16/10/2006 - 12h32 

Oposição se mobiliza para cobrar do governo explicações sobre dossiê

ANDREZA MATAIS
GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

Lideranças dos partidos que apóiam o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) se reúnem na tarde desta segunda-feira para discutir medidas contra o que chamam de uso eleitoral da Polícia Federal nas investigações sobre a compra do dossiê antitucano.

A oposição também estuda solicitar ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) investigação sobre o que classifica de "compra" do apoio do governador reeleito de Mato Grosso Blairo Maggi (PPS) à candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em troca do apoio, o governo prometeu liberar R$ 3 bilhões para a renegociação de dívidas agrícolas --dos quais R$ 1 bilhão para o Mato Grosso.

O encontro está previsto para as 17h30, no gabinete do senador Tasso Jereissati (PSDB), em Brasília. Além do tucano, participam da reunião os presidentes do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), e do PPS, Roberto Freire (PE). O presidente do PMDB, Michel Temer (SP), também foi convidado para o encontro, mas ainda não confirmou presença. O advogado da coligação PSDB-PFL, José Eduardo Alckmin, também deve participar do encontro.

"Acho que temos que fazer com que a operação tartaruga do ministro Márcio Thomaz Bastos [Justiça] seja interrompida. Também temos que impedir que ele continue agindo como advogado criminalista do presidente Lula", disse Bornhausen à Folha Online. "Estão demorando de forma proposital para não se apontar os culpados", continuou.

O senador disse que a oposição pretende ingressar "em todos os locais possíveis" --o que inclui a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), a Justiça e o Congresso Nacional-- para fiscalizar as investigações da PF no caso dossiê.

Segundo reportagem publicada pela revista "Veja", Thomaz Bastos teria atuado para retardar o ritmo das investigações e blindar o presidente Lula no episódio.

A reportagem denuncia uma "operação abafa" em torno do ex-assessor do presidente Freud Godoy, que seria a ligação entre Lula e o dossiê. Freud foi acusado inicialmente por Gedimar Passos, preso com os recursos que seriam usados para a compra do dossiê, de ser o mandante da operação. Depois de uma suposta orientação do ministro, segundo a revista, Gedimar voltou atrás na acusação.

"A coisa é tão grave que não sabemos nem o que fazer. Temos um governo que não respeita nada, não tem limite. Primeiro foi um atentado contra o caseiro Francenildo [Costa], agora atentam contra uma instituição do Estado republicano que é a Polícia Federal. Retirar um preso sob custódia da PF para que os quadrilheiros discutam sua versão é inadmissível", disse Freire.

O deputado afirmou também que a nova denúncia "não deixa dúvidas" de que esse episódio "tem um caráter de maior gravidade" porque chega muito próximo ao presidente da República.

Governador

Na reunião, a oposição também quer discutir ações para ingressar no TSE contra a promessa de ajuda feita por Lula ao governador Blairo Maggi. "Vamos questionar a forma como foi feita. A liberação não corresponde à execução orçamentária normal. É um caso típico de compra de votos de um governador", condenou Freire.

O deputado disse não acreditar que os recursos vão influenciar a votação de Lula no Estado. "Pode até aumentar os votos no Alckmin. Como um homem que se vende tem condições de pedir votos?", questionou. Freire disse que vai aguardar até sexta-feira a carta de Maggi na qual deve pedir desligamento do partido para definir a sua expulsão do PPS.

Para Bornhausen, a liberação de recursos para o Mato Grosso trata-se de "um mega mensalão, um escândalo".



***

Será que ninguém vai fazer nada?

Será que este nosso Brasil vai acabar em pizza?

Sinceramente eu acho que vamos acabar sendo novamente um colónia, estamos regredindo tanto que só nos falta isso.


ACORDA BRASIL!

ONDE ESTÁ A NOSSA BRAVA GENTE BRASILEIRA?


***

ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa, sou apenas alguém que sente!

Beijos


***
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 16/10/2006
Reeditado em 22/05/2012
Código do texto: T265909

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146134 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:11)
Dama De Negro