CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

A Cura de Diabete...

Passo aos queridos leitores, uma opção da cura de diabete, segundo instruções da Revista Acendedor Nº 103, da Seicho-No-Ie do Brasil,  ediçao bem antiga, ainda do formato menor. A sugestão são algumas praticas que envolve o poder da mente, primeiro lugar, em segundo é a nossa consiencia de que a "doença não existe", segundo afirma o fundador da Seicho-No-Ie, o Mestre Masaharo Taniguchi, em sua obra de mais de 100 volumes.
É dificil afirmar categoricamente, como ele fazia, "a doença não existe", porém com os conhecimentos  da espiritualidade, nos enseja a este entendimento, na afirmativa de que, o que não foi criado por
 D E U S, não existe, e o que não foi criado por Ele, só tem que desaparecer. É bem logica esta afirmativa, ademais se pensarmos: a doença não é algo palpavel, visivel, sendo mais a concretização de sentimentos negativos arraigados na mente iludida. Especialmente a Diabete, tem tudo a ver com o guardar ou engulir estes sentimentos ao longos de anos.
A seguir passo a materia da citada revista, que em seu bojo traz, elucidações e caminhos para cura, como segue:
O MODO DE LER A SUTRA SAGRADA
"CHUVA DE NECTAR DA VERDADE"
 
Culto de Alma Sintonizada
Não é também errada a interpretação das ciências ocultas segundo a qual a diabete é resultante da influência de alguma alma de antepassado que esteja com uma sede insaciável.
 
Porém, não há necessidade de determinarmos exatamente qual seja esse espírito, evocando, através de médiuns, interminável número de espíritos em ilusão.
 
Não precisamos saber necessariamente qual tenha sido o nome dessa alma em vida. Como ela está atualmente sintonizada com o doente, manifestando a doença, basta evocá-la diretamente, dizendo:
 "Ó alma que está sintonizada com Fulado deTal, manifestando a diabete".
 
Evocando-a dessa forma, devemos dizer:
 
"Tenho aqui a Sutra Sagrada" Chuva de Néctar da Verdade ". Vou lê-la para sua iluminação. Ouça com atenção, e atinja a iluminação. Como esta sutra explica, em linguagem atual, a essência comum a todas as religiões, você entenderá a Verdade, qualquer que tenha sido a sua religião em vida. Ouça apurando os ouvidos da mente. Vou ler esta sutra durante 21 dias, para a sua iluminação. Lerei diariamente a partir de .................. horas; portanto, venha a essa hora, sem falta, para ouvi-la. Como essa sutra expõe a verdade que elimina todo o carma negativo, toda fatalidade, todo pecado e toda doença, se você a ouvir com atenção e atingir a iluminação, desaparecerão de uma vez não só a doença, mas todos os demais sofrimentos".
 
E determinando o dia e a hora deve ler a Sutra Sagrada para essa alma. É melhor definirmos desde o princípio por quantos dias vamos ler, pois, dessa forma, o espírito ficará sabendo o dia de sua "formatura".
 
Esta forma de leitura da Sutra Sagrada serve também para o culto de espíritos que estejam manifestando outras doenças.
 
(in: Revista Acendedor, nº 103)
 
A cura da Diabetes

A Seicho-No-Ie nos ensina que, normalmente, a causa da diabetes está na mente do próprio doente. Então para se curar completamente da diabetes, é imprescindível modificar a atitude mental .
Quando uma pessoa vai acumulando dentro de si os medos e raivas, a quantidade de açúcar em seu sangue vai aumentando de modo crônico, até chegar ao ponto em que se torna necessário expedir de alguma forma o excesso. Por conseguinte, essa pessoa passa a sofrer de diabetes. E como essa pessoa tem o conhecimento de que a diabetes é uma doença muito difícil de ser curada, passa a ter mais medo também da doença. E ainda mais, começa a ter medo dos alimentos devido à dieta alimentar.
Muitas vezes essa doença pode se manifestar como influência de um espírito desencarnado, que sofria desse mal. Nesse caso, a pessoa poderá pensar que é uma doença hereditária.
A Seicho-No-Ie não é contra o uso de medicamentos, tomar injeção de insulina ou seguir dieta rigorosa. Mas eliminar a causa é fundamental, independente de sua origem.
Para eliminar esse mal, é necessário compreender que a doença não tem existência real, pois Deus não a criou. Ter fé de que, na verdade, o que Deus não criou não tem existência real.
A Seicho-No-Ie ensina o método mais prático para obter essa fé, que é a leitura assídua da Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade, ou Contínua Chuva de Néctar da Verdade, as quais contêm as palavras que despertam para a Verdade da inexistência da doença.
Se houver algum membro da família ou parente próximo que tenha falecido com a diabetes aconselho oferecer o culto à alma dessa pessoa. Quanto aos detalhes de como fazer o culto, procure um Preletor da Seicho-No-Ie da sua cidade, e peça orientação.

Ferida na Perna
A respeito da ferida da perna de sua esposa e de sua sogra, esse é um problema típico da falta de cultuar os antepassados da família da sua sogra. Contudo, faça o culto aos antepassados das famílias de seu pai, sua mãe, seu sogro e sua sogra, com profundo sentimento de gratidão, durante no mínimo 49 dias. Tenha cuidado para não fazer esses cultos pedindo aos antepassados a cura da doença. Deve fazer o culto somente com o sentimento de gratidão, esquecendo-se dos problemas. Também recomendo ao senhor e a sua esposa que participem de um Seminário de Treinamento Espiritual, na Academia de Ibiúna. Desejo-lhes felicidades.
Yoshihico Iuassaca
Revista Mundo Ideal, número 57, março de 1999.
         
- Canto Evocativo de Deus
- Texto acima
- Leitura da Sutra Sagrada
- Canto da Grande Harmonia

ACENDEDOR 103

Palavras do dia 6.
Se ficarmos evocando os espíritos dos antepassados, através de médium, nunca chegaremos ao fim.
Quando eu ainda em Sumiyoshi, visitou-me uma pessoa de nome Shintaro Arimoto, ex-professor da Universidade Keiô. Ele sofria de diabete, e alguém lhe dissera que a causa do diabete era algum espírito de antepassado que sentia sede insaciável de água. Quando esses espíritos aproximavam-se da água, esta se transformava em chama, e por isso eles procuravam salvação junto a alguém do seu parentesco, e sete passava a apresentar sintomas de diabete, caracterizado pela sede insaciável. Sr. Arimoto, tentando identificar qual seria o espírito causador de seu diabete, visitou vários médiuns, mas nestas sessões de evocação apareciam vários espíritos fazendo intermináveis pedidos, provocando um caos total.
Um dia, perambulando pelos arredores da praia de Suma, Sr. Arimoto viu a tabuleta da “Associação de Estudos das Ciências Ocultas” no escritório de Sr. Wasaburo Asano, recém-desvinculado da Seita Oomoto. Ali entrando, foi apresentado à médium Miyoshi Oomasa, que ao mesmo tempo era médica. Conversando sobre espíritos e diabete, a Dra. Oomasa explicou-lhe: “O numero de antepassados, se retrocedermos trinta gerações atrás, atinge a cifra de centenas de milhões. Se ficarmos evocando todos esses espíritos, nunca chegaremos ao fim. Além disso, aparecem muitos espíritos em ilusão, fingindo serem seus antepassados. Por isso, é bobagem buscar a causa da doença nos antepassados”.

Palavras do dia 7.
O homem é a vida imaculada de Deus
O Sr. Arimoto olhou sem querer para a mesinha lateral da Dra. Oomasa, e viu um luxuoso livro com formato de bíblia, grosso e com capa couro preto. Observou que, estava escrito “Seimei no Jisso” (A Verdade da Vida), em letra dourada. Esse livro era aquele que eu publicara às minhas expensas, quando ainda morava em Sumiyoshi. Sr. Arimoto perguntou à Dra. Oomasa: “Que livro é esse”? “Esse livro contém a filosofia de que a vida do ser humano é uma vida imaculada de Deus e que, portanto, originariamente a doença não existe. Ela aparece pela ilusão provocada pelo desconhecimento dessa verdade. Experimente ler. Há pessoas que se curam das doenças pela simples leitura desse livro. Posso emprestá-lo ao senhor”. Assim disse a Dra. Oomasa. O Sr. Arimoto levou emprestado o livro “Seimei no Jisso” e começou a ler no mesmo dia. Lendo-o, percebeu que ele estava em ilusão até então e que, por estar correndo atrás das ilusões, é que haviam aparecido tantos espíritos em ilusão. Também não havia conseguido curar-se da doença pelo mesmo motivo. Ele era adepto da Seita Kurozumi, e percebeu que, após ler o “Seimei no Jisso”, entendia ainda melhor os ensinamentos da Seita Kurozumi. Ele sentiu-se impelido a avistar-se com o autor do livro, e procurou o seu nome e o endereço no fim do livro.

Palavras do dia 8.
A ilusão, como é originariamente inexistente, desaparecerá se não a buscarmos.
No fim do livro “Seimei no Jisso”, constava o meu endereço, que na época era em Sumiyoschi. A Dra. Oomasa tinha seu consultório nas proximidades da Escola Primária Sumiyoshi, e a minha residência também ficava perto, tanto é que minha filha freqüentava a Escola Primária Sumiyoshi. O Sr. Arimoto, tendo já lido o “Seimei no Jisso” por alguns dias, e tendo entendido razoavelmente a filosofia de que originariamente, a doença não existe, passou pela minha residência antes de ir ao consultório da Dra. Oomasa, com quem estava se tratando. Pretendia levar a urina colhida naquela manhã para submete-la ao exame, mas antes resolveu solicitar-me uma entrevista.
Convidei-o imediatamente a entrar, e conversamos na sala dos fundos. Ele falou da sua doença, da sua experiência de sessões de evocação espiritual, do aparecimento interminável de espíritos por intermédio de médium, etc. Eu lhe disse: “Buscando a ilusão, ela aparece indefinidamente”. Não a buscando, ela desaparece porque não tem existência real”. O Sr. Arimoto, dizendo: “Estou começando a entender e a aceitar a filosofia da Seicho-No-Ie de que a doença não existe, e por isso levando o material para solicitar um exame à Dra. Oomasa”, levantou o tubo de ensaio que deixara recostado à mesa, olhando o seu conteúdo. Porém, ele havia cometido um erro. A urina já não estava mais lá. Ele deixara a tampa para baixo, e assim toda a urina fora absorvida pelo chumaço de algodão que servia de tampa para o tubo de ensaio.

Palavras do dia 9.
“Disperse tudo que aparece”
“Isso foi ótimo. Eu estava dizendo que a ilusão desaparece, se não a buscamos. É bobagem ficar pesquisando se a urina contém açúcar ou não. Não acha incoerente dizer que leu o livro “Seimei no Jisso” e entendeu a inexistência da doença, e ao mesmo tempo buscar a prova da doença, fazendo o exame de urina? É por isso que Deus virou o tubo de ensaio, pois não há mais necessidade de exame de urina. O senhor não precisa mais solicitar nenhum exame ao medico, pois a doença não existe”. Assim dizendo, dei gargalhadas. Sr. Arimoto também riu. “É verdade! Percebi a bobagem de ficar buscando a prova da doença, que não existe. Entendi também, verdadeiramente, o ensinamento do fundador da Seita Kurozumi. Há um interessante verso do fundador”. Assim dizendo, ele cantou em voz sonora:
“Disperse tudo que aparece. O aspecto original é como o límpido céu azul”.
Dessa maneira, o diabete do Sr. Arimoto desapareceu quando ele conseguiu expulsar a ilusão da doença.

Palavras do dia 10
Fundamento teórico da possibilidade de cura do diabete pela mudança da mente.
Diz-se que a diabete é uma doença na qual, por mau funcionamento de uma glândula chamada pâncreas, ocorre uma insuficiência da insulina, que é o hormônio secretado pelo pâncreas, e assim o açúcar, não podendo ser assimilado pelo organismo, é eliminado.
Isso deve ser assim mesmo. Entretanto, as glândulas de secreção, muito importantes na manutenção da saúde, existem por todo o corpo. Podemos citar, por exemplo, as glândulas salivares, as glândulas lacrimais, etc. E todas elas são deveras sensíveis ao estado mental. Quando imaginamos alguma coisa azeda, as glândulas salivares segregam a saliva; quando ficamos tristes, as glândulas lacrimais produzem imediatamente as lágrimas.
Assim, mesmo o diabete, que decorre da insuficiência da insulina secretado pelo pâncreas, poderá ser curado quando o paciente eliminar de sua mente a preocupação, a intranqüilidade e a tristeza. Transformando a sua mente em uma mente alegre, o pâncreas, respondendo a essa mente alegre, passará a trabalhar ativamente e secretará quantidade adequada de insulina, e assim será curado o diabete.

Palavras do dia 11.
O modo de ler a Sutra Sagrada "Chuva de Néctar da Verdade"
Não é também errada a interpretação das ciências ocultas segundo a qual a diabete é resultante da influência de alguma alma de antepassado que esteja com uma sede insaciável. Porém, não há necessidade de determinarmos exatamente qual seja esse espírito, evocando, através de médiuns, interminável número de espírito em ilusão. Não precisamos necessariamente saber qual tenha sido o nome dessa alma em vida. Como ela está atualmente sintonizada com o doente, manifestando a doença, basta evocá-la diretamente, dizendo: "Ó alma que está sintonizada com o Fulano de Tal, manifestando a diabete" Evocando-a dessa forma, devemos dizer: "Tenho aqui a Sutra Sagrada chamada "Chuva de Néctar da Verdade". Vou lê-la para a sua iluminação. Ouça com atenção, e atinja a iluminação. Como esta sutra explicam, em linguagem atual, a essência comum a todas as religiões, você entenderá a Verdade, qualquer que tenha sido a sua religião em vida. Ouça apurando os ouvidos da mente. Vou ler esta sutra durante 49 dias, para a sua iluminação. Lerei diariamente a partir de ... horas; portanto, venha a essa hora, sem falta, para ouvi-la. Como esta sutra expõe a Verdade que elimina todo carma negativo, toda fatalidade, todo pecado e toda doença, se você ouvir com atenção e atingir a iluminação, desaparecerão de uma vez não só a doença, mas todos os demais sofrimentos". E determinando o dia e a hora, devemos ler a Sutra Sagrada para essa alma. É melhor definirmos desde o princípio por quanto tempo vamos ler, pois, dessa forma, o espírito ficará sabendo o dia de sua "formatura". Esta forma, de leitura da Sutra Sagrada serve também para o culto de espíritos que estejam manifestando outras doenças.

Do Acendedor 103, páginas 6 a 11.

     




   
 



Josepedroso
Enviado por Josepedroso em 31/12/2010
Reeditado em 15/04/2012
Código do texto: T2702187
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Josepedroso
Frutal - Minas Gerais - Brasil, 70 anos
427 textos (116045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/07/14 22:19)