Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espera Crescer`Para a Sra. Ir a Minha Casa"


Espera Crescer Para a Sra. Ir a Minha  Casa"!

Essa minha incrível sensibilidade...
Luiz, rapaz mágico, mágico rapaz!
Ele é simplesmente Luiz...
Disse-me:
- "Dona Eda, não estamos no tempo de comprar, mas, sim de consertar"!
Ouvi suas sábias palavras, enquanto lhe dizia:
" Esqueça a torneira"!
Ela não tem mais conserto...
E, com seu jeitinho brasileiro, como ele mesmo falou, levou algum tempo,
foi à rua, também fui almoçar,e, na volta!
Milagre!
A mesma velha torneira, no seu lugar, consertada, brilhando e nova!
Fiquei sumamente feliz!
Disse-lhe:
Vou a sua casa, conhecer a sua mãe!
" -Não va agora"!
"-Espera crescer, para depois ir"!
Não entendi a frase e lhe perguntei o que significava.
Ele prontamente me explicou.
Espera as hortaliças crescerem, as frutas ficarem no ponto,
para a sra. trazer alguma coisa para si.
Lágrimas brotaram de meus olhos.
Ele notou, mas nada disse.
Olhou-me, com aquele riso franco e disfarçou.
Tudo isso me leva a dizer.
Ninguém é tão pobre que não possa dar algo a outro alguém!
Ele é feliz!
Sua Felicidade consiste em fazer o bem, em querer dar alguma coisa:Dá seu trabalho, sem visar o quanto vai ganhar!
E, quando chega lhe digo:
Vou ver o seu café!
E  lhe preparo um sanduiche de queijo quente , café com leite e sempre falo:
" Foi feito com amor"
E, amor com amor se paga!
Ele, um rapaz simples, casado,com uma filhinha de poucos meses,
vigia de uma empresa.
Dorme pouco, trabalha muito,
mas tem sempre um tempinho, para atender às pessoas.
Noutro dia, comprou um carrinho.
Já o vendeu.
Não o podia sustentar.
Agora, está com uma moto que comprou de seu irmão.
E sai todo garboso, motorizado, com seu sorriso, feliz,
sem reclamar da vida.
E. só me pede uma coisa;

" -Espera Crescer Para a Sra. Poder Ir a Casa de Minha Mãe,
pois ele mora no mesmo terreno"!

Para vocês, com ternura
Eda

Eda Carneiro da Rocha
www.albumpoeticoeda.com.br
"Poeta Amor"



Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 31/10/2006
Código do texto: T278801

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14774 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:13)
Poeta Amor