Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Encontro com a Literatura


A Semana do Escritor produz, ao menos durante alguns dias, um ambiente propício para divulgação e o contato direto entre autores e leitores.

Ao longo desta semana, o sorocabano terá oportunidade de conhecer um pouco da moderna produção literária brasileira, com ênfase especial para os livros editados na região, durante a 2ª Semana do Escritor em Sorocaba. O evento acontecerá de 25 a 29 (terça a sábado) na Fundação de Desenvolvimento Cultural de Sorocaba (Fundec), e contará com feira de livros, palestras, sessões de autógrafos e apresentações artísticas.

A Semana do Escritor surgiu no ano passado, por iniciativa do editor sorocabano Douglas Lara, e rapidamente preencheu uma grande lacuna nas artes e na cultura sorocabanas. Apesar de possuir uma produção literária intensa, Sorocaba não contava, até então, com um evento que colocasse os autores e o público frente a frente, e que permitisse aos leitores da cidade e da região conhecer o que está sendo feito nessa área.

Em sua concepção, a Semana é, ao mesmo tempo, simples e completa. Quem banca as despesas são os próprios autores, que pagam uma pequena taxa por título exposto. Isso permite que o evento seja realizado independentemente da obtenção de patrocínios, que atualmente são um tanto difíceis de concretizar. Em contrapartida, os autores ficam com o lucro integral da venda de seus livros, e têm uma ótima oportunidade de divulgar seus trabalhos.

Em 2005, a Semana reuniu a produção de mais de 100 escritores, com participação significativa de autores de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Minas Gerais, Brasília e até mesmo do Exterior (o poeta Guillen Rodrigues da Silva, radicado na Suécia, onde se exilou no regime militar, passou pela Fundec acompanhado por uma equipe de documentaristas, que realizavam um filme sobre sua vida). O evento teve, também, a adesão de editoras, como a Ottoni, de Itu, e a Vozes, que fez uma bonita homenagem póstuma à sorocabana Selma Said.

Toda essa movimentação ajudou a oxigenar o meio cultural sorocabano – marcado por um distanciamento involuntário dos agentes, que muitas vezes isolam-se em seus trabalhos, na falta de ocasiões para trocar idéias e experiências – e levou para a Fundec, todos os dias, um público numeroso.

A cidade precisava de um evento assim. Sorocaba, já há alguns anos, vem assistindo a um crescimento quantitativo da produção literária, graças, especialmente, aos recursos da Lei de Incentivo à Cultura (Linc). Todos os anos, a Linc permite que um número razoável de escritos acadêmicos, históricos e ficcionais deixe a gaveta e venham a lume, compondo um rico panorama de nossa moderna produção intelectual. Com recursos proporcionados por essa lei, foram editados trabalhos importantes sobre a história sorocabana, o patrimônio arquitetônico, a iconografia local, o meio ambiente, a industrialização e personagens históricos.

Porém, se a Linc facilita a produção, não existe ainda um sistema que ajude a aproximar os autores do público regional. Sem recursos para a publicidade e a distribuição dos trabalhos, os autores têm que contar com a boa vontade de donos de bancas, padarias e supermercados, se quiserem expor seus trabalhos. Geralmente, a distribuição, divulgação e venda dos livros é feita de maneira amadora, pelos próprios escritores, o que, obviamente, acaba colaborando para que muitos trabalhos excelentes continuem desconhecidos do grande público.

A Semana do Escritor produz, ao menos durante alguns dias, um ambiente propício para a divulgação e o contato direto entre autores e leitores. Nesse sentido, o apoio da Fundec é mais que estratégico. Ao abrir seu salão de exposições, no prédio histórico da rua Brigadeiro Tobias, a entidade permite que um público numeroso, e principalmente muitos estudantes, visite a exposição e participe dos eventos, sem dificuldades de acesso.

As expectativas para a 2ª Semana do Escritor, como se vê, são as melhores possíveis. Resta esperar que o público sorocabano, mais uma vez, reserve algumas horas de seu tempo livre para conhecer o que existe de interessante nas letras sorocabanas.

(Republicação do Editorial do Jornal Cruzeiro do Sul de 24 de julho de 2006)

http://www.cruzeironet.com.br/run/3/228717.shl
Douglas Lara
Enviado por Douglas Lara em 01/11/2006
Código do texto: T279211
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Lara
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 78 anos
517 textos (131744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:02)