Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como andar sobre brasas

O ato de andar sobre brasas, pedras quentes ou rochas sem queimar as solas dos pés. Nalgumas culturas (Índia), faz parte de rituais religiosos e é associada a poderes místicos. Na religião da Nova Era também se inclui esta atividade.

Tony Robbins do Robbins Research Institute em Los Angeles popularizou o andar sobre o fogo como uma atividade que demonstra que as pessoas conseguem fazer coisas que acham impossíveis; é uma técnica para transformar o medo em poder. Robbins não considera o poder da mente como algo paranormal para vencer o medo de ficar queimado. Vencer esse medo é apresentado como um passo na reestruturação da personalidade, como uma iniciação. Para um tímido ou os que se sentem impotentes perante o que os cerca, andar sobre o fogo pode representar um acontecimento fundamental.

Robbins pode ter popularizado estes atos mas Tolly Burkan, fundador do The Firewalking Institute for Research and Education, afirma que foi o primeiro a introduzir a prática na América do Norte. De acordo com Burkan, é "um método de vencer as limitações, fobias e medos".

Caminhar sobre carvões quentes sem queimar parece impossível para muitas pessoas, mas de fato é tão impossível como pôr a mão num forno quente sem se queimar. Enquanto mantiver a mão no ar e não tocar no forno, metal ou cerâmica, não se queima mesmo que o forno esteja extremamente quente. Ou, se tocar, mas estiver a usar luvas protetoras, não se queima. Porquê?

Porque "o ar tem uma baixa capacidade térmica e uma fraca condutividade térmica..." enquanto "o nosso corpo tem uma capacidade térmica relativamente elevada..." [Leikind and McCarthy, p. 188] E um isolador isola! Assim, mesmo se os carvões estão muito quentes (1000 a 1200 graus), uma pessoa com solas dos pés "normais" não se queima desde que não demore muito a caminhar sobre os carvões e desde que a rocha usada tiver baixa capacidade térmica. Rocha vulcânica e certas madeiras servem. De fato, em vez de se queimar, os carvões são arrefecidos quando pisados, devido à relativamente alta capacidade de calor dos nossos pés.
Algumas pessoas queimam-se, não por falta de fé ou força de vontade, mas porque a sua pele é fina, não andam suficientemente depressa, as brasas são demasiado quentes, ou são de um material com elevada capacidade térmica. Mas mesmo estes podem ser pisados se os pés estiverem isolados, por exemplo, com água ou suor. (Pense como molha o dedo antes de tocar um ferro quente sem se queimar.)
Mais uma vez, tem de se mover depressa ou queima-se mesmo.

O medo é devido à ignorância e fica-se triste quando se descobre que qualquer um pode caminhar sobre fogo. Os que não ganham "coragem" para caminhar no fogo, podem consolar-se com a idéia que, com alguns conhecimentos, a coragem não é necessária.

Robbins já deixou o andar sobre o fogo, mas na Web encontra outros que tornaram isso uma atividade comercial. Se for aos EUA e quiser gastar alguns dólares, experimente.

http://brazil.skepdic.com/andarfogo.html
Ed
Enviado por Ed em 03/11/2006
Reeditado em 05/11/2006
Código do texto: T280693
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ed
Hortolândia - São Paulo - Brasil
142 textos (42147 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:01)