Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Seu Gusto" e "Pedrinho"

Nunca podia imaginar que mudaria de Mineiros do Tietê. A vida é mesmo cheia de surpresas. Quando poderia esperar que residiria em Matão?

E a vida em Matão vai trazendo outras surpresas.

No domingo 15 tive a felicidade de presenciar aqui uma eliminatória do Campeonato Estadual de Bandas e Fanfarras. Uma beleza! Sempre fui apaixonado por bandas. Recorda-me os tempos de garoto quando comparecia aos ensaios da Banda Municipal e nos velhos tempos de bandas no jardim...

Talvez poucos sabem ou se lembram, mas venho de uma família de músicos. Meu avô, meu pai e meu conhecido tio Pedro Carrara eram integrantes de uma bem montada e persistente banda municipal. Muitas vezes acompanhei, na espontaneidade da criança com menos de 10 anos de idade, a marcha da banda pela cidade ou nas apresentações no coreto do jardim.

Pois bem! Como não se emocionar ao ver a banda passar, mesmo em Matão? Como não recordar da inesquecível bandinha da Casa da Criança, dirigida pelo também insubstituível Pedro Carrara? E como esquecer "Seu Gusto", o amigo de tantos anos? São lembranças caras, valorosas. Personagens que marcam a vida de qualquer um...

Mesmo agora ao escrever estas linhas, as lágrimas voltam. Não porque estão aparentemente ausentes, mas porque as recordações saudáveis sempre voltam...

Mas outras emoções maiores estavam reservadas para aquele domingo: na sequência da apresentação do conhecidíssimo "Saudades de Matão" pela banda municipal, apresentou-se a fanfarra da APAE de Bariri. Aí sim é que a emoção toma conta do público. Os protagonistas especiais, acompanhados de seus monitores, de mães ou mesmo em cadeira de rodas, deram um show de amor à vida, de persistência e de exemplo para muitos de nós...

Ao sair do bonito desfile não resisti: fui cumprimentar o maestro da banda local. Falei-lhe da Mineiros do Tietê, da banda do "Seu Gusto", do tio "Pedro". E sabe o que aconteceu? Eis a outra surpresa: ganhei um disco (aliás dois) com a execução da "Saudades de Matão"! Não é demais para um único dia?

Tudo isso vem a propósito da importância do evento que vai acontecer em agosto: um jantar para reencontro de velhos amigos, todos da mesma cidade. Não é genial isto?

E já que estamos às vésperas do aniversário da cidade, uma sugestão à Municipalidade que não vai onerar tanto os cofres públicos: Que tal fazer a "banda passar" novamente pelas ruas centrais da cidade na semana do aniversário homenageando o povo e relembrando os dois vultos que faço questão de ter sempre na memória como verdadeiros mestres?

E quem sabe até o casal Roque e Rosa pensem na hipótese de levar a banda para o encontro dos cidadãos da cidade, que ora se reencontram... ? Mesmo que seja apenas na porta do Clube como carinhosa recepção. Afinal é uma festa da cidade e esta merece esta carinhosa lembrança.
Orson
Enviado por Orson em 10/11/2006
Código do texto: T287491
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orson
Matão - São Paulo - Brasil, 56 anos
298 textos (94338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:20)