Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O esporte a serviço do po(l)vo.

 A dinamite foi inventada com bons propósitos, tais como : apressar demolições, agilizar a remoção de impecilhos à uma obra de grande porte e remoção de escombros para salvar vidas. Mas regularmente é usada com objetivos criminosos.

   Da mesma forma, os jogos olímpicos e os campeonatos mundiais de diversos esportes, foram idealizados com o intuito de aproximar os povos e em paralelo, alavancar a venda de produtos atrelados ao evento, o que não é uma atitude criminosa, pois colabora com a criação de postos de trabalho. No entanto, diversos governos, mesmo não tendo contribuído com nenhum recurso para os atletas na fase preparatória, tentam se aproveitar de uma eventual vitória para atrelar sua imagem a dos vencedores ou distrair a atenção do povo de algum noticiário incômodo que esteja em evidência por alguns dias. Pode não ser uma atitude criminosa, mas no mínimo é indecente. Ao longo deste século tivemos diversos exemplos desta tentativa, a saber :
- na década de 30, Hitler pretendeu se promover às custas de seus ginastas, mas seus planos foram atrapalhados por um atleta americano negro que acumulou várias medalhas em plena Europa.
- Na década de 50, o duro governo militar da Hungria, se manteve à frente da nação em função do poderoso time de futebol do Honved, enquanto este teve fôlego para derrotar seus adversários. A perda da copa de 1954 causou sérios problemas aos atletas do outrora poderoso time, que foram taxados até de espiões.
- Em 1970, nossa ditadura alimentou a euforia da copa de futebol conquistada no México, enquanto diversos patriotas defensores de um regime livre eram afastados sem que o povo embriagado pela alegria percebesse.

   E recentemente, no meio de ciclones de lama sem rumo, causados por CPI’s sem forças para resgatar nossa dignidade (no máximo insuflar nossa indignação),  o frágil governo desesperado, transformou-se no mais apaixonado torcedor do jogo de tênis, rezando para que nosso autêntico Guga ou o convertido Meligeni, conseguissem obter o título máximo num torneio na França, para ter umas duas semanas de fôlego para traçar novos truques de ilusionismo financeiro para nos hipnotizar. Felizmente seus planos foram por água abaixo com a desclassificação de ambos. Lamentamos a perda de mais um título, e também temos idéia de como a vitória seria importante na carreira de cada dedicado atleta. No entanto, reconhecemos e aplaudimos o esforço de nossos jogadores e, agradecidos, lhes ofertamos por pensamento e de coração, em nome do povo que os idolatra, um prêmio de gratidão, por terem evitado que as raposas pudessem usar suas façanhas como armas para falsas propagandas. Certamente diriam que apesar do aumento absurdo dos remédios (mesmos os falsos), dos serviços públicos e dos alimentos, a inflação estaria em queda, em função da alta das vendas das raquetes de tênis. Com certeza tal produto só entrou na fórmula de cálculo da inflação no mês em curso. No final de junho, normalmente consideram os preços de equipamentos para festas juninas como elementos “redutores” da inflação.

   Em junho de 2006, surgiu um alento para as raposas do poder : uma possível vitória da seleção de futebol na copa da Alemanha sobre o cansado time da França para encobrir as CPI’s sobre “mensalões” e ambulâncias compradas pelo preço de aviões. Nem isto deu certo. Mas o resultado inesperado, será atribuído às tenebrosas forças ocultas (talvez napoleônicas) ou à alguma manobra do ditador baiano, que sentindo o barco quase afundando, está preparando seu bote para saltar da embarcação condenada. E não adianta apelar aos céus, pois Deus joga no time do povo.

   Mas é o povo que tem de ficar atento e agir em defesa de seus interesses, pois ao longo deste ano de 2006, os serviços públicos municipais (educação, saúde, transporte, segurança) em conjunto com os das demais esferas, continuarão perdendo qualidade apesar dos impostos arrecadados já em nossas folhas de pagamento. Motivo: do montante arrecadado pelos altos impostos, a parte do desvio e da corrupção continuará reservada aos que liberam as verbas com suas canetas mortais. Da parte que sobra, destinada aos falidos serviços sociais, uma grande parte será aplicada na rica estrutura para a realização dos jogos Pan-2007 para impressionar a mídia internacional e permitir que amigos políticos arrecadem boas quantias com alguns contratos obscuros para serviços “complementares” (limpeza, alimentação, segurança, etc).

   É claro que o evento servirá também para encobrir pequenas manchetes inadequadas sobre escândalos da vez na administração pública no decorrer do evento. Provavelmente sobre os contratos ilícitos assinados na calada da noite pelos poderosos tentáculos da corrupção.


Referendo de sucesso será o que permitir expurgo no Congresso.

Nós podemos fazer a diferença na verdade do futuro.

Haroldo P. Barboza – Matemático, Analista de computador e Poeta – Out / 2006
Autor do livro: BRINQUE E CRESÇA FELIZ!
e-mail :  hpbflu@terra.com.br - Vila Isabel/RJ
Haroldo
Enviado por Haroldo em 13/11/2006
Código do texto: T290478
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Haroldo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 71 anos
678 textos (24812 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:06)
Haroldo