Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vontades X Necessidades.

O garoto, adolescente de 16 anos, acabara de se dobrar diante da impetuosidade, agira com irresponsabilidade e colocara a vida de muitas pessoas em risco ao dirigir o carro sem a permissão de seu pai, que jamais daria a chave em suas mãos pelo motivo do filho ser menor de idade, portanto, inabilitado a guiar.

A sua vontade naquela momento era de que seu pai lhe perdoasse, passasse a mãe em sua cabeça e esquecesse o episódio.

Porém, o pai, homem de princípios e que primava pela responsabilidade, não deixou por menos e admoestou o filho, dizendo a ele que jamais ousasse a guiar o carro novamente enquanto a permissão não lhe fosse concedida pelos meios legais.

A vontade do filho era continuar a guiar, no entanto, a necessidade, ou seja, o que o garoto precisava naquele momento era justamente de uma reprimenda, e foi exatamente o que fez seu pai.

Neste pequeno episódio podemos ver as gritantes diferenças entre Vontade e Necessidade.

Atender vontades basta dizer sim, abaixar a cabeça, concordar.

Tudo muito simples, fácil, cômodo...

Contudo, forçoso considerar: Nem tudo o que se quer é necessário. Nem tudo o que se quer é o melhor que pode acontecer.
Fazer vontades de quem quer que seja sem cogitar se essas vontades são importantes ou não é extremamente perigoso.

Se educamos nossos filhos, ou quem esteja sob nossa tutela sucumbindo sempre a seus caprichos, incorremos em grave equivoco. Criaremos assim criaturas mal acostumadas, prepotentes e que irão se considerar acima do Bem e do Mal.

A conseqüência será grave em todos os aspectos, surgirão adultos sem responsabilidade, atrelados apenas ao Sim, pessoas desrespeitosas quanto aos mais ínfimos deveres, acomodadas que estão em ver seus mais extravagantes desejos sendo executados.

Bem diferente de atender vontades é identificar necessidades.

Identificar necessidades vai além, requer grande dose de sensibilidade, paciência e sobretudo amor.

Sensibilidade em estar conectado ao universo do outro e saber o que ele necessita para se desenvolver.
Paciência,  porque não raro, a necessidade desencontra-se da vontade, o que gera aborrecimentos, constrangimentos, e para tanto, a paciência será mestra em superar divergências.
Amor, para se repreender, negar, admoestar, sem contudo,  ofender, magoar...

Atender as necessidades reais de quem está sob nossa guarda é criar chances para que se desenvolvam como seres humanos, dando-lhes não o que querem, mas exatamente o que precisam para crescer.

Por isso, se faz importante nossa reflexão em torno desse assunto:

Cedemos aos mais absurdos caprichos daqueles que estão sob nossa tutela?
Ou:
Procuramos identificar suas necessidades e atendê-las, criando oportunidades para que assim tomem um caminho seguro na estrada da vida?

Pensemos nisso!


Wellington Balbo
Enviado por Wellington Balbo em 19/11/2006
Código do texto: T295861
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wellington Balbo
Bauru - São Paulo - Brasil, 41 anos
364 textos (103984 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:38)
Wellington Balbo