Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Poetrix, o poeminha da Internet...

Poetrix, o poeminha da Internet, ganha edição em livro.
(publicado no Jornal O Taquari - SP)




Já está disponível, gratuitamente, o I Caderno Internacional de Poetrix; a coletânea, que celebra o sucesso do movimento, tem a participação de taquaritubense

Talvez a melhor definição para Poetrix seja “poeminha pra quem tem pouco tempo”. O movimento, que representa a vanguarda da literatura brasileira, consiste na elaboração de tercetos (poemas com três versos) que saibam dizer muito em poucas palavras.

O Poetrix é, portanto, a poesia na velocidade da Internet, e assim representa toda a dinâmica desse novo tempo, em que a informação tende a ser rápida e fluir livremente. Definido como um terceto contemporâneo de temática livre, com título, ritmo e um máximo de trinta sílabas, possuindo figuras de linguagem, de pensamento, tropos ou teor satírico. O mais interessante é que essas “regras” surgiram depois que a linguagem foi criada, ou seja, foi um processo natural de desenvolvimento. A palavra Poetrix (Poe, poesia, e Trix, três) surge pela primeira vez na língua portuguesa no Manifesto Poetrix (leia abaixo), publicado no livro “TRIX – Poemetos Tropi-kais”, de Goulart Gomes, que foi premiado com Menção Especial no Prêmio Jorge de Lima, outorgado pela Academia Carioca de Letras e União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro, em 2000.

Mas, o Poetrix é, certamente, a primeira linguagem poética a ganhar uma definição discutida e elaborada pelos seus próprios praticantes – os poetrixtas – no mundo virtual da Internet. O Poetrix foi proposto, inicialmente, como uma evidente alternativa ao hai-kai (milenar e tradicional poesia japonesa, também de apenas três versos), mantendo a sua forma mas subvertendo o seu conteúdo, ao admitir título, rimas, figuras de linguagem e um maior número de sílabas.

O mais impressionante é o avanço que o movimento vem obtendo. Em pouco mais de um ano foi implantada uma coordenação internacional, com representantes no México, Espanha, Venezuela, Cuba, Portugal e Estados Unidos, além de várias regiões do Brasil.

O livro – Como o mundo do Poetrix é o universo da Internet, onde não há fronteiras, pode-se dizer que o movimento é o primeiro da História da Literatura a não ter uma cidade, estado ou país, onde está centralizado. O Poetrix ocorre simplesmente na rede, onde os poetrixtas trocam idéias e textos através de uma lista de discussão fundamentada em e-mails.

Todo esse contexto possibilitou o lançamento, no mês de outubro, do I Caderno Internacional de Poetrix, que contém poetrix selecionados que resumem o primeiro ano do movimento. Os autores (70, de vários países e regiões do Brasil) foram escolhidos pelo coordenador e fundador Goulart Gomes. O taquaritubense Edison Veiga Junior, que participa do grupo poetrixta há alguns meses, teve seus trabalhos publicados na coletânea. “É muito honroso para mim poder estar neste grupo, em meio a tantos poetas experientes e de talento”, comenta o poetrixta.
Movimento Poetrix
Enviado por Movimento Poetrix em 24/11/2006
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T300257
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Movimento Poetrix
Salvador - Bahia - Brasil, 51 anos
90 textos (61572 leituras)
8 e-livros (3492 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:24)
Movimento Poetrix

Site do Escritor