Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abacaxi com Casca?

Abacaxi com Casca?

Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento. (Daniel 12:3)

Lôbrego, demasiado preguiçoso e avesso ao trabalho, optara por ser enterrado vivo. Uma multidão aterrorizada, acompanhava o esquife (caixão), quando uma bondosa senhora, muito penalizada com o desânimo do rapaz, aproximando-se, perguntou ao futuro defunto:

-- Aceita  uma caixa de abacaxi?

Antes da resposta de Lôbrego, posso falar da história de Vitório? Obrigado!

Vitório, teve seus serviços dispensados por uma grande montadora de automóveis de São Paulo e resolveu tentar a vida no Rio de Janeiro. Embora tenha feito uma grosa de dinâmicas de grupo, precedidas de quantidade ainda maior de entrevistas e testes, nenhuma empresa decidiu contar com sua tão grande experiência.

Antes de sua indenização acabar, contratou uma bisbilhoteira para passar uma semana nas feiras livres e descobrir alguns segredos comerciais.

-- Seu Vitório, disse dona Bilha. A missão que o senhor me deu é um grande abacaxi. Nessa época é a fruta que mais encalha, não entendi porque todo o mundo quer vendê-la, se não tem quem compre. Os preços variam mais de 50%, de uma extremidade à outra da feira.

Enquanto Vitório, decide sobre seus negócios, voltemos a Lôbrego. Quando a senhora da terceira idade perguntou se aceitava a caixa de abacaxi como ajuda, para evitar o sepultamento prematuro do jovem agoureiro, ele levantando-se do caixão perguntou:
-- O abacaxi é com ou sem casca?

Como a boa mulher, respondeu estar propondo doar a fruta com casca, lugubremente, o belo rapaz, deitou-se no féretro sentenciando:
-- Segue o enterro.

-- Seu Vitório, que surpresa. Como seu abacaxi tem saída. É o mais caro da feira. Por que será que o senhor vende tanto?

-- Dona Bilha. Que prazer. Obrigado pela história do Lôbrego. Com ela, aprendi que o ser humano prefere a zona de conforto.

-- Depois que eu me transformar no melhor e maior feirante do Rio de Janeiro, estou pensando em montar uma loja de autopeças. Assim terei duas boas recordações profissionais: Montadora e Feira. Gostou?

Semana que vem estarei descascando abóbora. Já mandei imprimir um calendário, com o logotipo da firma para colocar dentro de cada sacola, com os produtos que eu vender. Estarei sempre trazendo algo que chame a atenção do cliente, fazendo sobressair todas as vantagens que ofereço a quem prefere comprar comigo.

Tem um ex-colega de São Bernardo, também demitido pela fábrica de carro, que tem uma moto. Estou costurando com ele, uma parceria para viabilizar um sistema de entrega que pretendo implantar aqui na feira.

Ainda tiro outro ensinamento do finado Lôbrego. Ninguém quer nada com a louça.

-- Seu Vitório. Não me enrole. Não respondeu por que todo mundo prefere seu abacaxi, apesar de ser o mais caro.

-- Dona Bilha, a senhora precisa ficar esperta. Ainda não percebeu que os fregueses compram na minha barraca porque eu mesmo descasco o abacaxi? – falou Vitório. E concluiu dizendo:

-- E você acha que alguém gosta de comprar Abacaxi com Casca?
Gilberto Landim
Enviado por Gilberto Landim em 01/12/2006
Código do texto: T306458
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Landim
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 68 anos
527 textos (25522 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:10)
Gilberto Landim