Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LÍBANO - GUERRA OU FICÇÃO ?

Foi anunciado há dias, com pompa e circunstância, que a luta travada entre os Israelitas e os denominados guerrilheiros do Hezbollah - "os combatentes de Deus" - tinha chegado ao seu termo. Pelo menos no que diz respeito à questão do cessar fogo. Quando a luta, entre estas duas frentes atingia o seu máximo recrudescimento e ninguém vislumbrava no horizonte uma solução viável para o conflito – mesmo sabendo-se que todos os dias eram mais que muitas as propostas, oriundas das mais longínquas e obscuras proveniências ( entenda-se "conveniências" ) – eis que surge, finalmente, como que saída de uma varinha de condão, a solução mágica que parece contentar os mais acérrimos intervenientes.
O fogo tonitruante e arrasador das mortíferas armas calou-se, numa destas madrugadas, lá para a banda das terras do Líbano... Haja Deus, qualquer que Ele seja, que o mundo pelos vistos ainda não está perdido! Parece que as humanas e distintas mentes pensadoras ainda não estão em vias de extinção!
Mas, como não podia deixar de ser, esta dramática luta fratricida gerou de imediato um palco exibicionista lamentável. Os dois lados da contenda – esquecendo-se das imagens reais de destruição, desolamento e morte que a cada minuto e hora que passa todo o mundo vai testemunhando – vieram por ostentação reivindicar a sua mais que evidente vitória neste conflito ! Ora, francamente, como é possível tanto cinismo e, direi mesmo, tanta deshumanidade!
Quase toda a dimensão do território libanês, nomeadamente as zonas urbanas, encontram-se reduzidas a escombros. Serão incalculáveis os danos causados aos bens dos cidadãos. Uma terça parte da população deste país reduzida à extrema miséria e sujeita à fome, à penúria e à humilhação. Mais de dois mil mortos e de dez mil feridos em estado irreversível. Mais de cem mil deslocados procurando entre os escombros possíveis alguma nostálgica recordação... se é que isso será algum dia possível ! E vêm os maiorais das duas bandas litigiosas gritar ao mundo: ganhámos !!!
É preciso coragem para tanta hipocrisia! Os dois lados da guerra "acordaram" um cessar fogo ! Mas, que guerra ? Que guerra, repito eu ?
Não se tratará, antes, de um intervalo na exibição de um filme de ficção que, longe vá o agoiro, poderá seguir dentro de momentos ? Tudo dependerá, não tenhamos dúvidas, da maquia em dólares que for exibida. E realço a minha convicção de que esta contenda mais parece uma encenação para acerto de contas ou birras entre gente que, convenhamos, carece abundantemente do miolo primacial do género humano...
Ó tempus, ó mores, diriam os velhos senadores romanos à vista de uma das maiores hecatombes de toda história mediterrânea – "delenda est
Carthago" – vão-se para sempre os mais profundos valores da nossa tradição!
E a novíssima terra da Fenícia – a da era da globalização – mesmo ali à vista.

Frassino Machado
15 - 08 - 2006
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 01/12/2006
Código do texto: T306860
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FRASSINO MACHADO
Odivelas - Lisboa - Portugal
1788 textos (46996 leituras)
20 áudios (852 audições)
2 e-livros (24 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 02:51)
FRASSINO MACHADO

Site do Escritor