Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Glossolalia

Glossolalia é o nome que a ciência dá a capacidade de emitir frases e sentenças em idiomas desconhecidos.
Assim está o amor nos dias de hoje.
Estamos falando sobre o que desconhecemos, em nome do que ignoramos e pior, explicando-o sem termos capacidade ou conhecimento para isso.
Como amar alguém sem se amar ?
Como se dar sem se conhecer ?
Como escolher alguém com determinadas características que combinam conosco sem sabermos como somos ?
Isso leva a uma tosca peça de teatro onde representamos quem acreditamos que o outro quer que sejamos e ele faz o mesmo, ou seja, nos envolvemos com personas e continuamos a ser ilustríssimos desconhecidos, o pierrot chora em vão por uma colombina mascarada.
Renato Russo, em "Monte castelo"*  dizia " ainda que eu falasse a língua dos homens e falasse a língua dos anjos, sem amor, eu nada seria...". O amor deveria ser a língua universal, o link entre desconhecidos, mas acabou ficando como o esperanto, uma vã tentativa de uma língua universal que é praticamente desconhecida pela imensa maioria das pessoas.
Para amar é preciso se sensibilizar com o sorriso de uma criança a cada nova descoberta, com o valor das rugas e marcas de um idoso próximo à sua passagem, aplaudir um pôr de sol, contar estrelas numa noite solitária, descobrir o porque dos nomes das constelações, dançar entre poças na chuva, olhar os outros como uma extensão sua e entender que eles tem os mesmos direitos que você, se emocionar com uma boa música, ouvir segredos do vento , entender os mistérios das marés e se moldar as fases da lua.
É preciso olhar para dentro de si e se descobrir  escondido por baixo de fantasias e  muros que anos de intolerância da humanidade te impuseram, dar seu grito de liberdade, romper os grilhões e enamorar-se de si, buscando ser melhor a cada dia para se conquistar.
Após esse estágio, amando-se, extenda essa benesse ao mundo e permita-se amar alguém e ser amado por este.
Contagie com o amor, reflita-o nas estrelas, nas marés, lance-o ao vento.
Amando verdadeiramente você fará um mundo melhor, muito melhor.

Leonardo Andrade
* Adapt. "I Coríntios 13" e "Soneto 11" de Luís de Camões.
Leonardo Andrade
Enviado por Leonardo Andrade em 02/12/2006
Código do texto: T307960

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leonardo Andrade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1526 textos (65232 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 06:10)
Leonardo Andrade