Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TECNOLOGIAS EM EDUCACAO

Este texto tem como finalidade mostrar as novidades que vemos na área da informática e as tecnologias sendo utilizadas na sala de aula, são eles o DVD, som, televisão, vídeo-game, o computador com seus inúmeros programas ou softwers (como são conhecidos em nosso dia a dia) e a internet, que estão em nossas casas e no espaço escolar e que consequentemente estão sendo utilizadas como forma de ensinar e fazendo ainda com que os educadores repensem sobre as ferramentas disponíveis, escolham formas de melhor ensinar, e se reorganizem para acompanhar a tecnologia que vem a favor da educação, contribuindo para uma melhor qualidade sem grandes custos.
 Ao aplicar as tecnologias na educação o ambiente escolar se enriquece, pois o educador de hoje é um mero mediador da educação onde o aluno está para aprender e ele para ensiná-lo onde esta o conhecimento e como pode ter a possibilidade de adquiri-lo, oportunizando para que tanto o aluno como quem ensine o caminho do saber possam aprender de forma conjunta e trocar conhecimentos construindo um saber único, devendo ainda ter um comprometimento de toda a comunidade escolar, para que todos possam estar comprometidos com o processo ensino aprendizagem e que tais tecnologias e principalmente no que diz respeito ao computador possam ainda colaborar com a formação continuada dos profissionais da educação para que a aplicação do conhecimento tenha significado, e o resultado esperado em face das aplicações da informática nas diversas áreas do ensino.
Assim, a preparação do professor que vai usar o computador com seus alunos deve ser um processo que o mobilize e o prepare para incitar seus educandos a:
• “Aprender a aprender”;
• Ter autonomia para selecionar as informações pertinentes à sua ação;
• Refletir sobre uma situação-problema e escolher a alternativa adequada de atuação para resolvê-la;
• Refletir sobre os resultados obtidos e depurar seus procedimentos, reformulando suas ações;
• Buscar compreender os conceitos envolvidos ou levantar e testar outras hipóteses. (Almeida, 2000, p. 110)

Ao se utilizar da informática e suas ferramentas de pesquisa na sala de aula como forma de se ensinar, com certeza a qualidade da educação será melhorada elevando a inclusão social e digital, independente da classe social, cultural e nível educacional, com maior qualidade, mais moderna e dinâmica, cabendo exclusivamente a escola cumprir com o seu papel de formadora de sujeitos capazes e críticos nas diversas situações que surgirão na sua vida pessoal e profissional.
Hoje vivemos em um mundo totalmente globalizado onde a tecnologia produz uma competição entre as pessoas que são qualificadas culturalmente e profissionalmente, sendo assim o estudante de hoje faz parte desta geração que tem acesso rápido as diversas informações sendo capaz de fragmentar estas de forma a transformá-las em conhecimentos, pois está diretamente exposto a todos esses meios tecnológicos que são: televisão, vídeo-game, computador, internet, DVD e outros desde os seus primeiros anos de vida e com isso adquire uma vasta experiência.
Muitos estudiosos afirmam que a educação se da pela interação do ser humano com o meio em que vive e o mundo que o cerca e com os demais indivíduos, sendo ainda mediada pelos objetos a sua volta, a cultura e as ferramentas de apoio que podem ser desde a linguagem até objetos como brinquedos, incluindo ainda as tecnologias dos softwares, e ainda a internet que é uma fonte onde varias informações estão ali disponíveis e em tempo real capaz de romper barreiras e fronteiras interligando as pessoas as oportunidades jamais imaginadas.
É de fundamental importância construir atualmente, um ensino que seja ligado à vida social dos alunos, inerente ao seu tempo, incorporando ao processo de ensino-aprendizagem a Tecnologia Educativa.
Estamos diante de um novo modelo de educação que precisa ser refletido por toda escola, onde o aluno sinta-se não só integrado em sala de aula, mas incluído em todo o processo escolar. A escola precisa ser um espaço de renovação, investigação, mediação, atenta aos alunos, à sua vida (social, política, econômica). A educação não tem apenas que se adaptar às necessidades que se apresentam, mas deve assumir o papel de mediadora entre o acesso às tecnologias, o seu uso e as formas de interpretá-las, superando nos alunos “o analfabetismo icônico”. (SCHENKEL, 2008, p. 1)
As inovações tecnológicas estão por toda parte inclusive na escola estando à disposição dos educadores e suas diversas ferramentas como: rádio, DVD, televisão, calculadora, datashow, computador com acesso a internet e outros. Ao utilizar dos recursos tecnológicos na educação escolar o professor deve escolher o mais propicio e saber utilizar de forma adequada tais recursos tecnológicos, ser bem claro quanto aos objetivos, e ser dinâmico na busca pela tecnologia, principalmente quanto ao computador no que se refere à internet, que nos fornece acesso a fontes inesgotáveis de assuntos diversos para pesquisas, com páginas educacionais para a pesquisa escolar; páginas de busca, etc., que vem permitindo ao aluno o desenvolvimento de uma nova forma de se comunicar e socializar-se e capaz de estimular o raciocínio lógico.
Faz parte do contexto escolar, possibilitar aos educandos o acesso a estas tecnologias e proporciona-las de forma integrada para que todos tenham estas informações e desenvolvam avanços e as transformem em conhecimento pessoal, social e profissional para serem no futuro cidadãos críticos, conscientes de seus direitos e deveres.
Cabe a escola e o educador fazer uma avaliação do software educacional a ser utilizado na escola, devendo este ser analisado tanto nas características técnicas como as pedagógicas. Em relação aos aspectos relacionados à educação, deve ser levada em conta a compatibilidade com o currículo nacional escolar e da adaptação com a realidade da escola, alunos e professores, da conveniência, viabilidade e da compatibilidade com a Metodologia de ensino e ter uma apresentação simples de fácil entendimento para o educando que vai usar.
Assim sendo o professor deve saber usar as diversas tecnologias e as ferramentas que o computador, seus programas e a internet oferecem, além de estar atento quanto ao fato de que, não se deve utilizar apenas a internet como fonte a ser pesquisada durante os trabalhos escolares, e que as crianças estão na escola para aprender com ele e não com o computador. Sabendo disso o professor deve estar na busca por uma educação dinâmica que esteja comprometida com a formação critica e consciente do educando e que este seja conhecedor da importância de seus deveres e direitos, e que possam vir a utilizar-se de forma responsável dos diversos meios tecnológicos em prol de uma sociedade mais justa, vindo a contribuir para a qualidade de vida de todos de forma efetiva.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ALMEIDA. Maria Elizabeth de, Informática e Formação de Professores. Brasília, DF. MEC, 2000.

SUZUKI, Juliana Telles Faria. Tecnologias Em Educação: pedagogia/Juliana Telles Faria Suzuki, Sandra dos Reis Rampazzo. – São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

SCHENKEL. Maria Herminia Benincá SCHENKEL, A integração das tecnologias educativas no ensino fundamental. Disponível em: http://lsm.dei.uc.pt/ribie/docfiles/txt200372924112A%20integra%C3%A7%C3%A3o%20das%20tecnologias.pdf. >Acesso em: 31/10/09<
MACIEJEWSKI JAIME VITAL
Enviado por MACIEJEWSKI JAIME VITAL em 18/08/2011
Reeditado em 29/09/2011
Código do texto: T3168038
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MACIEJEWSKI JAIME VITAL
Vitória - Espírito Santo - Brasil
33 textos (57579 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/11/14 04:14)
MACIEJEWSKI JAIME VITAL



Rádio Poética