Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RUAS LITERÁRIAS

Recentemente fui procurado por  repórter  da equipe que produz o  “Thathi Notícias “  para falar sobre a exposição do jornalista João Correia Filho, a  qual recebeu o título “ Ruas Literárias” .

Para quem não sabe,  o fotógrafo percorreu ruas de Ribeirão Preto , que levam nome de escritores , a fim de responder a perguntas tais como : O que há de irônico na rua Machado de Assis , ou , o que há de doce na rua Cecília Meireles ?
O trabalho constou de vinte  imagens em preto e branco , paisagens , pessoas e situações cotidianas que revelam o universo de dezesseis  escritores e suas ruas , sob um novo olhar .
A idéia é muito boa , principalmente se as pessoas que visitaram a exposição tiveram a curiosidade de , a partir das fotos , procurar conhecer a obra de cada um dos autores e assim tentar descobrir o que tem a ver a foto com o texto literário de cada um deles.
Como sempre acontece em entrevistas gravadas  , falei por quase dez minutos,  e aproveitaram trinta segundos,  deixando,  portanto,  de registrar uma idéia , ou seria um sonho , que manifesto  a seguir   .
Penso que seria muito bom se cada rua da cidade pudesse ter placas indicativas não só com os nomes dos homenageados,  mas também pequenos  trechos de suas obras , ou pequenas gravuras de suas obras , ou , enfim , alguma outra informação que justificasse o nome ali apresentado .
As empresas situadas em determinadas ruas poderiam unir seus nomes às placas distribuídas  a cada 3 ou quatro quarteirões .
Por exemplo , na rua  Machado de  Assis , além das placas com trechos de obras  , as casas comerciais ali existentes seriam  orientadas no sentido de terem nomes das  obras  do autor e seus personagens  : restaurante Dom Casmurro , floricultura Helena , sorveteria Iaiá Garcia , padaria a  Mão e a Luva , praça Memorial de Aires .
Na rua Chile , seriam incentivadas  instalações de restaurantes com comidas típicas do Chile , lojas com nomes das cidades mais importantes daquele país amigo  , homenagens aos seus artistas.
Enfim , a cidade se transformaria numa escola a céu aberto .
Conhecer a cidade seria estar em contato direto e constante com a Cultura e procurar um endereço qualquer na cidade,  um exercício  agradável e enriquecedor , quase  como consultar as páginas de um livro ou navegar por sites,  numa Internet nada virtual .
Nas praças e jardins , veríamos  expostos os trabalhos produzidos por gente da terra : escritores ,  artistas plásticos , fotógrafos .
E,  nas bancas de revistas livros ,  muitos livros dos autores a preços módicos , sem capas duras ou sofisticações que , em geral , aumentam o preço de venda .
Não custa nada sonhar com um Ribeirão das Letras  , Ribeirão das Bibliotecas , Ribeirão das Ruas Culturais...
Tórtoro
Enviado por Tórtoro em 12/07/2005
Código do texto: T33331
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tórtoro
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 67 anos
176 textos (27929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:23)
Tórtoro