Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE É IMPRENSA?

Uma imprensa única, mercenária e demagógica vai produzir, com o tempo, um povo parecido com ela. Joseph Pulitzer (1847-1911) jornalista americano nascido na Hungria.

ARTIGO PUBLICADO NA EDIÇÃO INAUGURAL DO JORNAL "TRIBUNA DE POÇÕES", EM  1982.
Quando fundamos este jornal, tínhamos a científica concepção de tudo que ocorreria, a partir da sua 1ª edição. Em 33 anos de atividade jornalística, fundamos no Rio de Janeiro as revistas "Estados & Municípios", (1971) e "Atualidades" (1973), que circularam até 1986. Em Vitória da Conquista, fundamos o jornal "O Radar" em 1983 que circulou até 1992, quando fundamos o jornal "Opinião". Adquirimos o jornal "Tribuna de Conquista" em 1993. Em 1997 o meu filho e jornalista Ricardo Jr. fundou o jornal "Gazeta do Estado". Em 23/12/1999, fundamos o SITE www.bahia3000.hpg.ig.com.br — e a 26 de junho de 2002,  publicamos a 1ª edição de "Tribuna de Poções". Tudo com planejamento, seguindo estritamente o cumprimento do sagrado dever de informar e opinar, características fundamentais da imprensa, desde que o alemão Gutenberg a inventou.

Além de informar e formar opinião, o jornal cria hábitos de leitura, leva o leitor a raciocinar sobre fatos sociais em seu habitat, na sua região, no país e no mundo. Veículo interativo, onde quem não é jornalista pode assinar matérias e colunas, como colaborador.

As reivindicações políticas de uma cidade, uma região, um país, soam com muito mais força se houver cobertura da imprensa. A imprensa opinativa e investigativa, pode levar alguém a altos patamares de conceito, como pode destruir a sua imagem... Daí porque devamos primar pela responsabilidade, pela coerência, em busca da verdade. É uma instituição democrática, por excelência. As ditaduras são marcadas pela perseguição aos jornais e morte de jornalistas.

HISTÓRIA
1- Gutenberg, Johannes (1390-1468). Johann Gensfleisch zur Laden, inventor da imprensa, introduziu tipos móveis de metal para impressão e artes gráficas, propiciando a impressão de livros, jornais, revistas, etc... Em 1455 publicou a Bíblia, que passou a ser conhecida como "Bíblia de Gutenberg" ou "Bíblia mazarina", por seus "originais" pertencerem ao cardeal Mazarin. Esse foi o primeiro livro impresso em tipos móveis e existem 46 raridades no mundo; uma delas, na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro.

2 - Até o século XIX, livros, jornais e revistas formavam opinião em todo o planeta. O jornal Correio Brasiliense, foi o pioneiro no Brasil. Periódico mensal, impresso em Londres, circulou no Brasil colonial de 1808 a 1823; fundado por Hipólito da Costa, então refugiado político em Londres - Inglaterra, defendia a independência do Brasil.

Jornais e revistas classificam-se como periódicos, uma vez que são publicados diariamente, semanalmente, mensalmente, etc.

3 - Mídia é o conjunto de veículos de comunicação social: Jornais, Revistas e Livros (imprensa), Emissoras de Rádio, Televisão, O Cinema, o CD, o DVD, Fitas magnéticas e a Rede Mundial de Computadores - INTERNET, além de veículos publicitários em geral, a exemplo de carros de som, out-doors, cartazes, panfletos, convites, folders, programas, faixas, murais, letreiros de fachadas, letreiros luminosos, placas indicativas, etc.
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 14/07/2005
Reeditado em 11/09/2005
Código do texto: T33992

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272458 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:10)
Ricardo De Benedictis