Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda



Texto

O caráter dos Dons, segundo a Bíblia

Os Dons podem ser classificados em três categorias distintas, segundo os objetivos específicos a que se prestam, uma vez que o objetivo geral é a edificação do Corpo de Cristo.
Diante disto, a primeira categoria que podemos abordar são os Dons Ministeriais, conforme os vemos em Efésios 4:11:
O dom de Mestre ou do ensino é a capacidade especial que Deus dá a certos membros do Corpo de Cristo para comunicarem informações relevantes para a saúde e o ministério do Corpo de Cristo e seus membros, fazendo-o de tal maneira que outros sejam capazes de aprender.
Já o Profeta é aquele que aponta a direção para a Igreja. Enxerga a posição em que a igreja está e para onde ela está caminhando. Ele tem a visão de Deus para encaminhar a Igreja, sendo um canal de revelação de Deus para a igreja. Ajuda os santos a compreenderem o que foi revelado pelo Senhor.
O Evangelista é um portador inflamado pelo amor de Deus de boas-novas às almas perdidas, e cuja mensagem principal é a graça redentora de Deus.
O Apóstolo é um enviado. É aquele que lança os fundamentos da vida da Igreja. Trabalha edificando a Igreja nas suas bases. A função de um apóstolo é fundar igrejas e evangelizar novas regiões. É um ministério que Deus levanta para trabalhar na base da vida da Igreja, nos princípios da vida da Igreja.
Por fim o Pastor é aquele que cuida de vidas, o que apascenta, que tem aliança com o povo e com ele está envolvido. Os pastores são aqueles que dirigem a congregação local e cuidam das suas necessidades espirituais.
O mesmo Paulo, escritor da carta aos Efésios, aborda a segunda categoria de dons que podemos listar, que são os Dons Espirituais, conforme os vemos em 1ª Coríntios 12.
Estes são nove, e constituem-se em manifestações do Espírito Santo concedidas à igreja com o objetivo de sua edificação, exortação e consolação.
A palavra da sabedoria, a palavra do conhecimento e o discernimento de espíritos, constituem o primeiro subgrupo, também chamado de “dons de revelação”. Estes dons são indispensáveis na administração espiritual e material das igrejas, no estudo e exposição da Palavra, no combate espiritual contra os ardis de Satanás.
A fé, dom de curar e operações de milagres, formam o subgrupo dos “dons de poder”. Foi munida deste poder que a igreja primitiva “transtornou o mundo” em uma só geração.
A profecia, variedade de línguas e capacidade de interpretá-las, constituem o subgrupo chamado de “dons de expressão verbal”. Paulo deixa claro que Seu valor é indiscutível para “edificação, exortação e consolação”, assim como para levar os homens à presença de Deus.
Finalmente, a terceira categoria de dons listada por Paulo está na Epístola aos Romanos, capítulo 12, e são chamados de Dons de Serviço.
Estes dons de serviço, enumerados por Paulo, podem ser divididos em cinco grupos distintos.
Socorro e misericórdia seria o primeiro grupo. Podem ser evidenciados nos fiéis que se destacam ao amparo dos aflitos e necessitados, à hospitalidade.
No segundo grupo temos os Doadores ou contribuintes, crentes abastados que cooperam de forma especial na manutenção da obra do Senhor com sua fazenda. Durante seu ministério público, o Senhor Jesus teve a cooperação de algumas mulheres voluntárias, que certamente supriam o Mestre e seus discípulos com roupa, alimentação e outros bens (Lc 8.3).
No terceiro grupo temos os dons de Governos. São serviços executados na administração das igrejas, e que não necessariamente são igualados às funções pastorais. Podem existir muitos cargos na igreja que exijam habilidades administrativas e que poderão ser ocupados por membros com essas qualificações.
A Exortação compõe o quarto grupo. Irmãos que têm estes dons são uma benção para a igreja e grandes aliados do pastor no aconselhamento, uma vez que exortar significa aconselhar, encorajar, estimular, animar.
Por fim, Ministério seria o último dos grupos de dons de serviço. O vocábulo “ministério” vem do grego “diaconia”, e significa qualquer tipo de serviço, desde a ministração da Palavra até a administração dos assuntos materiais da igreja. De forma geral, está relacionado com o trabalho de secretaria, tesouraria, assistência social, administração patrimonial, apoio logístico na realização de qualquer evento, tais como seminários e cruzadas.

ICCV
Enviado por ICCV em 29/12/2011
Código do texto: T3411935

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ICCV
Pirassununga - São Paulo - Brasil
60 textos (11157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/14 09:23)