Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O homem é subjetivo

Quando procuramos refletir o Ser Humano percebemos o quanto é subjetivo e quanto esta subjetividade abre campo para trabalhar filosoficamente. Quantos questionamentos! Quantas formas de interpretação! Quantas perguntas que podem ser respondidas por diversos ângulos e por vários prismas!
Estas diversidades de conceitos e interpretações filosóficas podem ser discutidas deste o biológico, psíquico, social (cultural, espiritual, sociológico...) Uma diversidade de conceitos e interpretações que ocorre quando o homem é analisado numa visão sociológica, antropológica e teológica.
Dentro de um mesmo contexto encontramos enormes divergências e interpretações de pensamento. Podemos aqui entrar apenas num ponto que gostaria de refletir que é a espiritualidade.
Tenho observado que há uma enorme divergência quando este assunto é abordado e percebo que varias espiritualidades usa de uma mesma fonte para justificar posicionamentos extremos doutrinarias. Vejo que determinadas espiritualidades são extremamente antagônica, ainda que a fonte de justificativa seja a mesma.
A fonte para tais justificativas é sempre a Bíblia, porem um mesmo texto nela existente é usado varias interpretações para múltiplas crenças, doutrinas e explicações. Há espiritualidades que julgam absurdos certas crenças ou formas de interpretações teológicas como se a espiritualidade fosse uma matemática, algo que se explica.
Embora sejamos seres espirituais, isto é, está na essência humana, a praticamos constantemente em nosso dia a dia não temos seu pleno entendimento, sendo assim, somos movidos a vivê-la e acreditar pela Fé, que é explicada de uma maneira simples sintetizada por São Paulo na carta aos Hebreus capitulo 11, 1º. É acreditar naquilo que não se vê, tendo a certeza de já possuí-lo.
A espiritualidade não é palpável, não é uma ciência exata, não está centrada dentro de uma lógica humana. Ser uma pessoa espiritual é ser alguém que acredita em algo que transcende sua própria capacidade intelectual e racional.
Quando nos colocamos como espirituais, certamente, acreditamos em algo que não é explicável racionalmente, mas sim através de experiências de dimensão interior este fortalecimento vai ocorrendo a medida que vamos tendo a confirmação passo a passo de certas experiências empíricas e assim, varias experiências repetidas nos leva a este fortalecimento de convicção numa forma de interpretação deste Ser Superior.
Neste sentido também podemos perceber que dentro destas experiências cada um tem uma interpretação pessoal que fortalece sua Fé em determinada espiritualidade ou em alguns casos levam a buscar e aceitar outras.
O importante e que precisa ficar claro para aqueles que se dizem espiritualistas seja os cristãos, espíritas ou outras tantas é que, não podem ironizar, ridicularizar determinadas espiritualidade por acreditar em determinadas dogmas, pois todos os espiritualistas estão na mesma condição, que é, acreditar em tantas outras formas diferentes de manifestações espirituais.
Dizer ser espiritual já é acreditar em algo racionalmente difícil de explicação que só pode ser aceito de maneira pessoal e particular, citaria um exemplo; quem acredita que um espírito pode reencarnar numa outra pessoa, não tem como não aceitar que uma mulher pode se engravidar por meio do Espírito Santo. Estas duas crenças (acreditar) somente por ser aceita pela Fé, por mais que existam explicações ela somente poderá ser aceita pela Fé, seja daquele que acredita na reencarnação ou aquele que se diz cristão.
Outro fato importante para uma reflexão dentro ainda da espiritualidade é que nós seres humanos enquanto matérias orgânicas são compostas dos elementos químicos existente na natureza, e assim, certamente nosso organismo reage conforme as circunstancias climáticas, isto, é a temperatura a posição dos astros... Aqui me refiro a uma questão biológica. Acredito que a espiritualidade ultrapassa esta dimensão. Muitas vezes estas reações também são interpretadas como uma espiritualidade transcendental.
Dentro deste comentário, meu objetivo não é entrar no mérito da crença qual é a correta ou não, mas sim refletir a subjetividade que é o Ser Humano, e assim entrei um pouco no detalhe da espiritualidade.

Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 22/07/2005
Reeditado em 16/03/2006
Código do texto: T36804
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219554 leituras)
5 e-livros (11756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:21)
Ataíde Lemos

Site do Escritor