Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que faz uma pessoa mudar?

O que faz uma pessoa passar por cima de uma relação de amizade?

O que faz uma pessoa mudar completamente no relacionamento com o outro?

Parecem perguntas idiotas ou sem o mínimo de nexo. Sabemos que relações duradouras são construídas com base na verdade, na confiança, no amor, na entrega.

Mas a paixão cega os olhos. Vemos a pessoa apenas de um modo e eis o problema. Quando não conseguimos ver a pessoa nos seus mais diversos ângulos, nas mais diversas formas nos decepcionamos quando nossos olhos se abrem.

Por mais que queiramos a paixão ofusca a visão se não a tapa por inteiro. A emoção é tão forte que não permite vermos na pessoa o que ela realmente é. Vemos, poderíamos assim dizer, o que queremos. Aquilo que satisfaça nossos desejos, o nosso ego. Isso não quer dizer que a pessoa não se manifesta quem realmente é. Esse é um processo de conhecimento, não é o ponto final, mas inicial, quem sabe e intermediário.

Que bonito quando há confiança e essa não é traída por nada. Quando as pessoas conseguem se olhar frente a frente sem precisar esconder nada. O rosto é a expressão, mas os olhos são a janela da alma, expressão o que sentimos. Os olhos que brilham de alegria transmitindo essa mesma felicidade para outros. Olhos que brilham molhados pelas lágrimas que caíram refletem a angústia das pessoa. Olhos que se fecham para não mostrar o que se sente e por medo de que sejam mal entendidos ou interpretados. Olhos que se abrem porque confiam no outro e sabem que ali encontrarão um regaço seguro, um coração amigo, um abraço acolhedor, uma mão estendida.

Sentimentos que brotam do fundo da alma, despertados por uma palavra, um gesto, uma harmonia entre duas almas que se encontram e sabem, ainda que em pensamento, por que estão se encontrando. Almas gêmeas que se abraçam mesmo que os corpos não se tocam, porque para elas não há aparência, não há obstáculos, não há impedimentos, há apenas a essência. Sentimentos que brotam com uma palavra e que podem morrer por outra. Quando nascem e são cultivados dão frutos, quando nascem e não tem espaço para cultivo, morrem e terão medo de serem novamente despertados.

A mudança de sentimentos, de emoções numa pessoa tem vários motivos. Ou porque descobriu algo que antes não conseguia perceber, pois estava tomado pela emoção, ou porque fora traído por quem confiava, ou ainda porque não sabe o que a pessoa expressa em seus atos. O mistério, o enigma, palavras não ditas podem deixar espaço para incompreensões, para coisas que a imaginação criar e entender.

As pessoas mudam muito depressa. Sentimentos lindos, em poucas horas, dias ou semanas podem se transformar em ódio e dor, porque não estávamos acostumados com esses bons sentimento, a cultiva-los sempre. Mudamos muitas vezes para agradar o outro, o que pode ser fatal. Deixamos de ser nós mesmos, nos anulamos para que o outro fique bem. Isso também pode ser uma atitude de amor.

Mudamos por interesse. Agimos por interesse, sejam elas bons ou não. Somos motivados por interesses, por coisas que nos satisfaçam. Ainda que tenhamos medo de dizer isso, é uma das verdades que nos acompanham.

Quem me dera que os Homens que escutassem, que a vida fosse vivida com mais amor e sem exigências das outras pessoas. Quem me dera que a Amizade, o amor, a felicidade, a ternura, a paz fossem desejadas e respeitadas por todos. Quem me dera que o amor entre nós crescesse e a gente não veja mais o outro com raiva nem como inimigo, mas como irmão e amigo.

Quem me dera que as mãos se unissem para louvar, para ajudar, para abraçar, para acolher, para viver com mais fé e entusiasmo. Quem me dera que os Homens não mudassem por faltar de dinheiro, mas por faltar paz, amizade, pão, igualdade, justiça, amor...

Se mudarmos seja para a vida, para que haja mais vida e não para a morte, para gerar a morte. Assim seja.
Hermes José Novakoski
Enviado por Hermes José Novakoski em 23/07/2005
Código do texto: T37049
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermes José Novakoski
Marituba - Pará - Brasil, 35 anos
477 textos (375448 leituras)
1 áudios (83 audições)
2 e-livros (440 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:41)
Hermes José Novakoski