CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

O Ar que Respiramos

O Ar que Respiramos

A saúde e a doença não ocorrem por acaso, depende do lugar onde você vive, de como você cuida do seu corpo, do seu hábito de vida e talvez do mais importante: do ar de que você respira.

O homem respira cerca de 8 litros de ar por minuto quando em repouso e morre se ficar aproximadamente 5 minutos sem respirar (Secr. do Meio Ambiente do Estado de São Paulo).

A autora Ellen White em seu livro Mensagens Escolhida na pág. 452 do Vol.2 diz sobre o ar que respiramos: "O ar puro se demonstra mais benéfico ao doente do que os remédios, sendo muito mais necessário do que o alimento." O ar puro é essencial para a saúde, mais do que remédios e alimentos. É a respiração que nos dá vida, precisamos de ar puro, renovado continuamente.

O ar puro proporciona o transporte do oxigênio ideal para todo o organismo, especialmente para o sistema nervoso. O cérebro e os demais órgãos são beneficiados pela boa oxigenação do organismo. Essa oxigenação atua nas funções intelectuais como a memória e os sentidos deixando-os mais aguçados.

Muitas das doenças e a fragilidade do corpo ocorrem devido ao ambiente sem uma boa ventilação e sem ar puro. O ar, nestes casos, não tem a propriedade de revitalizar e oxigenar todas as células do nosso corpo.

Infelizmente quem reside em grandes metrópoles sofre mais com a má qualidade do ar, "a poluição pode diminuir em até um ano e meio a expectativa de vida de quem mora em cidade, é apontada como causa de vinte mortes diárias na região metropolitana e, segundo estimativas, provoca um rombo anual de 1,5 bilhões de dólares com despesas em saúde e redução da produtividade no trabalho" (Revista Veja São Paulo 27/07/2011). É, também, a principal causa de alergias e doenças como asma, bronquite, otite, amigdalite, gripes, resfriados e até pneumonia, sendo responsável pelo agravamento dos quadros de rinite e sinusite, inclusive colaborando em processos inflamatórios podendo resultar em infarto e derrame.

Estudos comprovam que ácaros e fungos são a causa de doenças alérgicas em mais de 30% das crianças que nascem nas grandes cidades além de atacar os adultos e, principalmente, os idosos que sofrem de alguma doença respiratória.

Nas florestas encontramos um equilíbrio de aproximadamente 4200 íons positivos e 4200 íons negativos por cm³, quantidades suficientes para eliminar bactérias e vírus. Nas grandes cidades estas quantidades de íons se reduzem para próximo de 3%, contribuindo para que os fungos, mofo, bactérias, vírus e ácaros permaneçam livres e fortalecidos no ar, agredindo o organismo humano e gerando as crises respiratórias de natureza alérgica.

Janelas fechadas, assoalhos acarpetados, poluição, polens de flores, salas úmidas, mal ventiladas e mal iluminadas contribuem para piorar a qualidade do ar que respiramos. No inverno normalmente o quadro se agrava.

No intuito de combater e prevenir deste mal das grandes cidades, e recriar o ar puro da floresta, a Sharp Corporation do Japão desenvolveu purificadores e ionizadores de ar com a tecnologia Plasmacluster. Esta tecnologia foi testada, aprovada e consagrada mundialmente por vários e renomados institutos de pesquisas independentes além de já ter comercializado mais de 30 milhões de unidades no mundo.
Tendo em vista o volume comercializado, fica claro que este purificador tem um grande diferencial que é a sua eficácia. É o único do mundo, comprovadamente, capaz de emitir íons positivos e negativos simultâneos, atacando diretamente os vírus que se encontram no ar, no chão e nas paredes do meio ambiente em que vivemos, com capacidade para eliminar mais de 99,97% dos vírus. Sem contar na proteção da pele humana contra a poluição do dia a dia.

 “O Plasmacluster, invenção da Sharp japonesa, foi lançado em 2000 para ser usado em ambientes como hospitais e laboratórios de alimentos, mas verificou-se que seria útil também nos carros. O Plasmacluster consiste em um gerador de voltagem que produz artificialmente íons positivos e negativos a partir das moléculas de água (H2O) do ar. Os átomos de hidrogênio (H+) e as moléculas de oxigênio (O2-), eletricamente instáveis, reagem com as partículas em suspensão no ambiente destruindo-as. "No caso das bactérias, por exemplo, isso ocorre a partir da quebra das proteínas da membrana da célula", afirma o professor John S. Oxford, da Universidade de Londres. Os íons existem em equilíbrio na natureza e têm justamente essa função de defesa do ambiente. O que a Sharp fez foi apenas reproduzir o mecanismo que a natureza desenvolveu para combater a poluição” (Quatro Rodas - Ago/2006).

Somada à tecnologia Plasmacluster, este purificador possui um sistema de filtragem composto de: pré-filtro lavável, filtro de carvão ativado que retira odores do ambiente, como os de cigarros e o cheiro de animais de estimação, e o autêntico filtro HEPA, amplamente utilizado em centros cirúrgicos. Este último filtro é capaz de reter 99,97% das partículas acima de 0,3 mícron. Após a filtragem o ar volta ao ambiente carregado de íons positivos e negativos.
Pela sua eficiência e eficácia na purificação do ar, somada à economia energética, em conjunto com sua facilidade de manutenção, este purificador foi premiado com o Selo Verde Internacional, comprovando-o como produto que contribui integralmente na manutenção e bem-estar do usuário e do meio ambiente.
Nos sites públicos como o Youtube (http://www.youtube.com/watch?v=sak1FZR-v8Q&feature=plcp), podem-se encontrar vídeos e informações sobre esta tecnologia em várias línguas, além de testes e depoimentos dos usuários, que comprovam a sua eficácia e seus benefícios. É possível, também, verificar os certificados de aprovação dos testes desta tecnologia por renomados institutos de pesquisas independentes de vários países, bem como as aplicações destes purificadores em diferentes setores.
Fonte: Qar / Sharp
TonyHo
Enviado por TonyHo em 18/07/2012
Código do texto: T3784619

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
TonyHo
São Paulo - São Paulo - Brasil, 59 anos
1 textos (677 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/08/14 19:14)