Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Conversa E A Cultura


Sabe-se que Sócrates, Buda, Jesus e Confúcio nada nos deixaram por escrito. Tudo o que nos chegou são versões, interpretações.
Eles devem ter sido exímios conversadores, mágicos artistas da arte de contar histórias. No entanto, a oralidade nem sempre é fiel ao pensamento original do autor que, de boca em boca, pode ser modificado, por não haver o testemunho firmado, materializado num veículo sólido, consistente.

Por outro lado, impressiona-nos que palavras vertidas há séculos ressoem ainda em tantos ouvidos, nas mais diversas línguas e interpretações. O fato ressalta a idéia da força da palavra, do pensamento capaz de sobreviver ao tempo, aos séculos, à longa noite da eternidade. O pensamento sobrevive à voz, ao corpo, ao cérebro, à mente de onde proveio. Isto nos demonstra que poderemos sobreviver como pensamento – estratégia divina que nos permite respirar eternidade em nosso físico existir – se formos capazes de tal criação.

Platão forjou Sócrates como personagem que adquiriu vida própria e sobreviveu numa realidade eloqüente, numa aura de verdade maior do que Platão, seu discípulo e criador. Seria Sócrates um mero personagem gestado na genial mente de seu criador?
O mistério do personagem é o do autor, pois eles se confundem nas dobras do tempo.

Existe uma formosa palavra na língua espanhola que precisamos reproduzir: vástago, próxima de herdeiro, sucessor, porém mais precisa. O personagem é sempre um vástago do autor que vive nele, e está sempre a nos dizer algo, até da possibilidade de sua inexistência como ser real, como Sócrates, Buda, Jesus e Confúcio, que nos deixaram a lição da conversação e da importância da palavra e do pensamento, como personagens que foram e continuam a nos falar, cumprindo com o papel que algum autor lhes encomendou.

A questão do personagem e do autor deveria nos preocupar. Não deveríamos criar um personagem que nos sobrevivesse? Não seríamos personagens à procura de um autor?

É possível que a eterna conversa nos traga as respostas que não temos. E que na companhia de nossos amigos e interlocutores descubramos que a nossa fala e os nossos pensamentos possam ser o nosso passaporte para a eternidade.


Nagib Anderáos Neto
www.nagibanderaos.com.br
Nagib Anderáos Neto
Enviado por Nagib Anderáos Neto em 05/08/2005
Reeditado em 08/05/2012
Código do texto: T40549

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Nagib Anderáos neto www.nagibanderaos.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nagib Anderáos Neto
São Paulo - São Paulo - Brasil
366 textos (87987 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:39)
Nagib Anderáos Neto