Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O livro... [AlexMarq]

O livro...
[AlexMarq]

O livro não tem autores específicos... Sua origem é desconhecida... Quem estava lá de testemunha quando nada existia a não ser a presença do Senhor do Todo, poder supremo do universo? Quem pôde ter o privilégio de ser o escrevente da origem de nosso mundo? Quem foi?

O livro descreve o Senhor do Todo, que é possuidor de todas as virtudes... Como um ser obsessivo de vingança, tendencioso de um povo em detrimento de outros, impiedoso, e que castiga seus próprios fiéis para pôr-lhes sua fé à prova... O Senhor da infinita bondade que condena seus filhos às trevas, que ordena que queimem todos àqueles que tenham a petulância de querer entender sobre o que é oculto à maioria... Que condena seus próprios filhos à eterna ignorância, proibindo que possam conhecer a dualidade do bem e do mal...

O pai que proíbe seus filhos de encarar os percalços de sua vida para própria evolução, e prefere mantê-los em sua ingênua mentalidade pueril, tolhendo-lhes o conhecimento de que necessitam para evoluir... O pai zeloso que reprime a capacidade dos filhos para que estes sejam eternos dependentes dele...

O livro é enigmático, até para os que pretensiosamente pensam conhecê-lo.. Nele há pretextos para tudo... "Que caiam mil à tua direita e outros mil à tua esquerda." É dicotômico que, o Senhor da eterna sabedoria e bondade seja tão cruel, rancoroso, vingativo, tendencioso, destruidor de suas próprias obras, difamador e impiedoso... Que despreza as qualidades femininas, legando-as ao nível de meras coadjuvantes de seus varões... O senhor da Eterna Justiça que entrega todo direito hereditário ao primogênito, banindo o resto dos descendentes a patamares inferiores...

Mas o livro também é moderno, quando descreve a vida e obra do mestre que veio a iluminar o mundo.... Talvez o primeiro líder espiritual que tenha ensinado o valor do perdão para a evolução do ser... O mestre que curou doentes, levantou mortos, deu ordens à tempestade, andou sobre as águas, desdobrou-se e mostrou a todos que a vida encontra-se na essência, invisível a este corpo... O mesmo que ensinou somente boas coisas e foi cruelmente morto pelos "defensores da verdade..."

Somente após a conversão do Imperador Constantino, que o "poder da verdade" trocou de mãos... Os detentores dos conhecimentos ocultos, revelados por esse mestre apenas às mentes preparadas, pôde ser mantido entre eles por algum tempo... Porém, quando a fé chega ao poder, ela corrompe-se dando lugar a negociatas e jogadas políticas... Quando a doutrina da libertação tornou-se a doutrina da alienação... Quando o dinheiro passou a ter mais valor do que as riquezas perenes, quando a consciência fora sufocada pelas pretensões de mais e mais poder... Até que o clero alia-se aos poderes mercantis, quando ambos começam a defender os mesmos interesses, indo contra ao que o "fundador" havia pregado, não servir a dois senhores...

O livro, nessa fase mais moderna, da revelação de novas coisas por esse mestre, foi escrito por muitos autores, embora mais de 40 escritores diferentes tenham relatado a vida e obra dele, apenas quatro autores foram considerados... O original fora escrito em linguagem arcaica, e passou por várias traduções de um a outro idioma... Apenas os detentores destes originais podem ter resposta ao que foi ocultado, porém não existe interesse de revelar coisas que podem destruir o tamanho poder que esta instituição galgou por dois milênios..

Instituição que, de tão corrompida, já formou várias correntes dissidentes durante a Idade Média, e até hoje é pregada por milhares de instituições com diversas denominações... Todas trabalhando para angariar cada vez mais poder... Não há interesse algum em dar alguma luz para quem está na escuridão... É mais cômodo segurá-lo pelo braço tal qual guiar um cego, para que este seja um eterno dependente...

Os defensores da obra de Deus, por muitos séculos plantaram o preconceito, perseguiram os infiéis, destruíram as vidas de todos que almejaram divulgar conhecimentos que suplantavam as visões restritas e alienantes dos professores da verdade... Querem pregar a paz fazendo combates... Perseguindo estudiosos infiéis, queimando bruxas em praça pública, difamando obras artísticas e compactuando com os poderosos que estão cagando para as necessidades daqueles mais frágeis...

"A verdade vos libertará..." Mas a verdade é subjetiva e distinta a cada um conforme sua consciência... Cada um entende-a de acordo com sua capacidade em compreender, por isso que as leis da natureza são complexas dentro de regras simples... O básico está acessível a todos... Não precisamos de sacerdotes, precisamos é de consciência límpida e coração puro... É muito simples, o ser humano em sua pseudo-sabedoria, torpe e pueril, que se acha no direito e no poder de controlar as pessoas à sua volta, acaba criando os tantos e tantos problemas que temos no mundo...

O livro está disponível a todos... Nele existe pretexto até para matar seus próprios filhos... O livro justifica o crime, o abuso de poder, a perseguição e incentiva diversos tipos de assassinatos... O livro fala de boas coisas aos que nele crêem, ao mesmo tempo que execra os infiéis que seguem outras denominações... O Senhor da "Perfeição" é mostrado como um incrédulo que duvida da fé de seus seguidores e promete desgraças para os que não acreditam nele... Cada um lê o que lhe interessa, cada um entende da maneira que sua mente lhe permite...

Esse Deus, que despreza a essência feminina, que não perdoa, que exige ser temido, ostentando seu poder contra seus próprios seguidores... Esse pai tirano que exclui e abomina até quem a ele se mantém submisso... Que entrega seu próprio filho à morte, padecendo sob penosas torturas e humilhações, para salvar seres que não se importam nem um pouco com Ele... Isso não é pai... No máximo um progenitor, daqueles que desaparecem quando descobrem que a mãe está grávida...

A mãe... Essa é colocada pura... "VIRGEM" Sem conjuração carnal alguma... Para que? Ninguém se perguntou isso ao menos uma vez na vida? Seria ela "menos pura" se tivesse concebido seu filho numa bela união emocional, física e espiritual com aquele que foi escolhido para compartilhar sua intimidade? Então, esses "entendidos" da palavra, estão subjetivamente insinuando que, com exceção do Mestre, que fora concebido de uma virgem...  TODOS NÓS somos apenas filhos de uma puta qualquer? Uma vadia pecaminosa que abriu as pernas despudoradamente para ser "invadida" por seu macho? Colocaram num patamar "animal", o princípio do crescei-vos e multiplicai-vos... Ser santo é ser assexuado, tal qual um anjo... Mas, precisamos ser homem e ser muher, para conhecer o suficiente, para um dia podermos ser algum tipo de ser "iluminado." É somando em nosso ser que chegaremos a algum lugar... Mas ensinam que, para ser "Santo" devemos subtrair do nosso Ser... De buscar-mos modelos divergentes com nossa natureza.. Que nunca nos trarão alegria, afogarão nosso sentimento... Atrazando nossa evolução....

O livro omitiu a essência da mãe universal da natureza, que tudo nos oferece, sem exigir nada em troca além da harmonia... A grande mãe, que é a personificação da própria harmonia, do meio imprescindível que temos de podermos ter vida, e sermos individualidade... A mãe zelosa que ama indistintamente... Que gera em seu próprio ser, a essência de uma nova existência...

As antigas sociedades eram matriarcais, tendo a mulher como um ser divino... Responsáveis pela geração e orientação dos novos herdeiros... Toda mãe é mulher, e somente a mãe sabe o que é doar uma parte de si, ter todo seu corpo alterado para a formação de um novo ser... Somente a mulher tem ponderação quando é levada a mediar uma disputa entre seus filhos... A mulher é exatamente o que falta aos homens... Um é o pólo oposto do outro, e ambos necessitam dessa união para que suas vidas tenham sentido...

Porém, os homens ao reconhecer que poderiam ganhar através da força, da coação e da brutalidade... Reverteram os parâmetros, criando o seu próprio Deus, masculino e rancoroso... Reunindo-se em comunidades misóginas, excluindo a divindade feminina até da presença dos templos... Grupos reclusos formados na maioria de seres de sexualidade mal resolvida, que escondem-se em suas longas vestes... Fazem votos de castidade para fugir da cobrança de uma companhia feminina... Que se penitenciam para sufocar sua libido e omitir seus desejos...

Sem nenhuma pecha que seja da grande mãe... Fizeram com que o principio de dualidade, fundamental à compreensão de qualquer teoria humana, o equilíbrio entre o masculino e o feminino, entre negativo e positivo, luz e sombras, bem e mal, vida e morte... A dualidade dicotômica a qual todos estamos submetidos... Simplesmente perdesse o seu valor...

O Universo obedece o princípio de polaridade... A ciência já observa isso há muito tempo... São precisos dois pólos para haver uma ação, sem essa interação, tudo fica estagno, e nada no Universo fica parado... Tudo é movimento e evolução... Em todos os ambientes de nossas vidas... Mesmo quando algum deles desaba, afeta numa série de experiências (boas ou más) que passamos inexoravelmente, trazendo-nos novos conhecimentos que acrescentarão em nossa consciência...

Não existe diferença entre ciência e religião... Como citado por Albert Einstein, uma das mentes mais brilhantes que existiu em nosso mundo: "A religião sem a ciência é cega... A ciência sem a religião é paralítica..." Dissociaram a ciência da religião, colocando a ciência como algo profano e ligado ao "outro lado"... Corromperam o princípio de polaridade, omitiram a necessidade do equilíbrio... Tudo é bem ou é mal... Não puseram uma mediação nesse jogo, ao mesmo tempo em que colocaram-se como defensoras da bondade... Bondade? Fala sério!!! Estude a história e tome suas próprias conclusões...

É preciso existir a polaridade em tudo no universo, será sempre preciso um homem e uma mulher para a formação de um novo ser... A união divina, a verdadeira "iniciação" do ser, está em ter a fusão de seus quatro níveis de consciência (racional, espiritual, emocional e físico)... Junto a alguém que complete sua libido, suas pretensões, seu carma de vida, e a máxima emoção... Poucos nesse mundo conseguiram esse "encontro de almas".. A maioria ainda encontra-se completamente perdida... Porque a doutrina misógina que despreza a divindade feminina excluindo-na de sua importância, trai uma parte do Todo e atinge a si mesmo...  Esses "entendidos" da Verdade, que escondem-se em suas batinas, cargos e insígnias... Rechaçaram e abominaram as mulheres... Combateram a sexualidade, nos ensinando que tratava-se algo sujo, coisa do Demônio... Abominaram o princípio da vida que é somar a razão com a emoção, em seres que unem-se para sua felicidade...

Sexo é o maior "sacramento" do ser humano, quando une nossas emoções com nossos desejos... Porém a doutrina dos "entendidos" levou-nos a ver o sexo como algo errado, sendo errado, estava em desacordo com o amor... Criando o grande engodo que a humanidade encontra-se atualmente... A maioria faz muito sexo, e raros são os que amam... Conseguiram separar a razão de seu complemento...

O sexo deveria ser para nós, o complemento de nossas emoções... E não tão distinto das emoções, e entregue ao próprio instinto como vemos atualmente e achamos normal... Sexo virou algo puramente físico quando muitos fazemos o sexo pelo sexo... Quando fazemos apenas pensando em descarregar a "nossa" vontade...

Os Deuses antigos foram sendo perseguidos e excluídos... Cientistas e estudiosos que deram suas vidas às novas idéias foram cruelmente queimados sob o estigma de hereges... O guardião dos umbrais do universo, promotor da Perfeita Justiça, mensageiro entre os homens e os deuses, foi legado ao título de anjo caído...

O Poder Supremo do Universo, criador e detentor do Todo, perdeu sua polaridade... Assumindo a personificação do Deus homem, que trai a sua própria origem desprezando o sentido da alma feminina no mundo... Que colocou a mulher como ludibriadora dos homens e pervertedora dos bons filhos, prostituída, subjulgada, execrada de sua própria família, torturada, agredida e executada pelos seus senhores...

Algumas correntes pós Idade Média buscaram corrigir parte do engodo em que colocaram às mulheres... Onde seus sacerdotes possuem relação conjugal, servindo-lhes de experiência de vida e exemplo para os seus... Ao menos algumas mentes, pouco mais lúcidas, surgiram em meio a tantos desatinos...

Senhores que formaram a teocracia-técnico-alienante, pregando que todos dêem sempre a outra face e permaneçam sempre mansos e pacíficos... Para que os senhores da verdade possam submetê-los aos seus sermões hipócritas e tendenciosos, que visam somente adular ricos e angariar mais dinheiro e poder para a "sua" obra de Deus...

Colocaram o conhecimento como fruto proibido e responsável pelas desgraças humanas; para que todos ignorassem o conhecimento e vivessem sempre tementes a "Ele"; ou seja, submissos e eternamente ignorantes para serem sempre dependentes dos pretensos detentores da luz... Quanto menor a inteligência maior é a facilidade com que se ludibria... Não se dá milho pra bode, não se facilita a vida de quem pode nos criar problemas... É preciso tê-los dependentes, para tê-los sob controle...

Ainda existem muitas pessoas que acreditam no Livro... Muitos chegam à empáfia de achar que o Livro, um único livro, pode conter todos os segredos do mundo... O livro foi editado atendendo interesses dos mais diversos, em detrimento de iluminar as mentes humanas... Tanto que, em pleno terceiro milênio com todo avanço tecnológico que temos... As mentes humanas ainda prendem-se a preconceitos torpes e vazios, ainda matam pelo prazer de matar, ainda destroem as obras de quem se destaca, atingindo uma parte do Todo, ferindo sua própria essência e matando a si mesmo...

Temos capacidade, conhecimento e inteligência para criar as melhores máquinas... Mas nossos corações pararam na idade das cavernas... Ainda não evoluímos coisa alguma... Apenas aprendemos a ter... Falta-nos, ainda, aprendermos a ser alguma coisa...

E isso depende de cada um... Só acontecerá o que você fizer com o que aconteça... A sua vida é somente sua... Nenhum livro irá "discipliná-lo" como você deve viver, se você não quiser... Quem rirá em suas alegrias e chorará em suas tristezas será apenas você mesmo... O problema é seu... Resolva-o, ou entregue-se a mediocridade como a maioria e seja mais uma "ovelhinha" alienada desse mundo...

Amor e alegria no coração... Sempre!!!

[Alex Marq, 25 de julho de 2005]

Alex Marq
Enviado por Alex Marq em 06/08/2005
Código do texto: T40770

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Marq
São Paulo - São Paulo - Brasil, 43 anos
79 textos (78169 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:02)
Alex Marq