Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMUNICAÇÃO ENGANOSA

"O Mundo da Comunicação" - Esta matéria leva o título do livro de Silvana Gontijo, que acabo de ler e recomendo
pelos grandes ensinamentos de compreensão da comunicação alí contidos.

Depois desta leitura, formulamos algumas perguntas e respostas para o leitor:

1 - Desenvolver o Espírito Crítico no educando, é dos primordiais objetivos da escola. A Escola realiza este trabalho? Os professores estão preparados para tal mister?

2 - A capacidade de ver através da Televisão.
Nem tudo que vemos é real ou desenvolve nosso espírito crítico. A criança (e adultos também) acreditam em tudo o que vêm na TV.  Só que existem montagens de espaços, a exemplo das guerras mostradas pela TV Americana. Quem acredita nas imagens, nas notícias e nos números divulgados na Guerra do Iraque? Será que o americano queria livrar os iraquianos de Saddan Hussein ou queria dominar o Oriente Médio e suas reservas petrolíferas?

3 - Na Literatura - A palavra CASA, inserida no texto pelo autor, faz o leitor imaginar uma casa com seus próprios meios. Enquanto uma CASA mostrada na TV ou no cinema, define "aquela casa" - A casa que o imaginário do autor, do cenógrafo e/ou do diretor materializaram.

5 - Cenas mostradas na TV, nem sempre são reais ou filmadas em ambientes reais; mas levam crianças e adultos a pensarem que tudo aquilo mostrado é verdadeiro.

6 - A Comunicação Oral é bastante falha. Daí a fragilidade da própria História da Humanidade. Uma notícia passada - de pessoa para pessoa, separadamente, costuma chegar totalmente deteriorada às vítimas das chamadas "conversas de pé de orelha". Faça um teste em casa e tire suas conclusões. Dê a notícia a uma pessoa, isoladamente, depois faça-a passar a mesma notícia para outra. E veja o que acontece, até chegar a informação original na quarta ou quinta pessoa. A notícia fica totalmente deturpada. Perde a originalidade, a essência. É de estarrecer.

7 - Editoriais de jornais e revistas refletem a opinião dos proprietários destes veículos. Existe uma tendência destes editoriais em fortalecer o poder constituído. Seja no Brasil ou em qualquer país do Mundo. Nos países totalitários, por exemplo, quem ousar publicar uma crítica ao governo pode ser enforcado ou fuzilado. Nos países "democráticos", a exemplo do nosso Brasil, jornalistas que ousam criticar, denunciar ou mesmo publicar fatos do cotidiano, que venham ferir interesses dos mandatários, nas esferas municiapal, estadual ou federal, sofrem pressões e perseguições que podem até chegar às raias da violência. O espírito corporativo do poder é enorme e envolve a esfera política em grau elevadíssimo. E tudo isso tem uma explicação. Quem sustenta a imprensa, os veículos de comunicação e a mídia em geral, é o poder público. Aqui e nos Estados Unidos da América. O poder econômico (empresas) só favorece o veículo que leia na cartilha do poder público. É comum, quando os veículos criticam o mandatário, as empresas começarem a diminuir e até pararem de anunciar seus produtos naquele veículo, levando a empresa a dificuldades financeiras e à quebradeira, aparecendo sempre algum grupo que esteja disposto a adquirir o seu controle acionário.

8 - RÁDIO E TV X A LÍNGUA PÁTRIA
Grandes nomes da nossa intelectualidade condenam as emissoras de Rádio e de TV pela absoluta falta de respeito com a linguagem coloquial. Desde o emprego errôneo de tempos verbais e sujeitos, a verdadeiras chacinas contra a gramática. As criticadas não se defendem... Quanto às TVs, a exceção dos tele-jornais, a linguagem é de fazer corar os menos exigentes. Algo deve ser feito. A escola, não seria o caminho destes inimigos da vernácula? Os periódicos impressos, são bem mais comprometidos com a língua...

É claro que existem veículos & veículos. Uns mais, outros menos sérios. Aliás, depois de tanta mentira veiculada neste país, fica difícil acreditar que haja algum Papai Noel na imprensa. E o pior é que o povo acredita em tudo que vê e ouve. Coisas escabrosas, notícias plantadas, matérias pagas... "passou na TV", costumamos ouvir de pessoas esclarecidas, como se aquilo fosse algo irrefutável. Imagine os menos esclarecidos!...

Algumas assessorias de comunicação explicitam que não aceitarão qualquer tipo de crítica à administração pública, sem antes passar pelo seu crivo... E o pior é que muitos veículos acabam sucumbindo à necessidade de faturamento...

Daí porque, aconselhamos o leitor a ler jornais, revistas, assistir TV e ler livros. Os livros, na verdade, aperfeiçoam a consciência crítica. Mesmo sem condições de acesso, dado o preço alto, vá a uma biblioteca pública, pelo menos uma vez por semana. Cada livro lido, pode vir a equivaler em um ano de outras leituras. Quanto mais leitura, mais independência e consciência crítica adquirida. Aprenda a ler e analisar  a notícia. Este é o grande mote.

Propaganda enganosa na Mídia é o que não falta. por falar nisso, você quer comprar seu carro zero KM? Corra e ligue para as emissoras de TV e veja que maravilha! Eles querem que você mande imediatamente o dinheiro. Só depois você fica sabendo que só receberá o valor da "capitalização" quando for sorteado!

Propaganda enganosa que os PROCONS da vida nada fazem para coibir...
 
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 15/08/2005
Reeditado em 07/09/2005
Código do texto: T42819

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272414 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:23)
Ricardo De Benedictis