Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OPORTUNIDADES

OPORTUNIDADES
 
O jornal de bairro que estou atualmente publicando recebeu na semana passada uma comovente carta de uma menina de oito anos. Veja em seguida o seu conteúdo:

Para o meu pai Eduardo Messias.
Eu não passei com ele o dia dos pais.
Pois o meu amor por ele é imenso e estou com muita saudade.
Pai,
as suas pegadas serão as minhas.
Seguirei todos os seus passos
Cruzarei os seus melhores caminhos. Até mesmo aqueles que você não conseguiu por falta de oportunidade.
Naiara de A. Messias
(8 anos)
No mesmo jornal esta semana  escrevi a seguinte reflexão:
 
A carta da menina Naiara Messias na coluna de Carlinhos Everest, no último numero, comoveu os nossos leitores, alguns não puderam conter uma lágrima rebelde no canto do olho. Porém as seguintes palavras exigem reflexão:
"Cruzarei os seus melhores caminhos. Até mesmo aqueles que você não conseguiu por falta de oportunidade."
Ela reconhece que algo está errado com o seu pai: Alguns dos caminhos dele esbarraram na falta de oportunidade. Milhões de pais brasileiros estão nessa mesma situação: Falta de oportunidade!
Desempregados ou empregados, mas com salários bem baixos, tem de se virar para sustentar a família ás vezes numerosa. Muitos deles até fizeram faculdade, mas o diploma não abriu para eles a oportunidade de arrumar um emprego de acordo com os seus estudos. Alguns formados são motoristas de táxi, faxineiros, camelôs ou recolhedores de lixo. Eles poderiam exercer a medicina, as letras, o direito ou a engenharia. Infelizmente esbarraram na falta de oportunidade. Nos mais diversos serviços de ajuda a obter empregos foi - lhes dito que não há verbas para estágios e especializações.
Enquanto isso como cidadãos cumprem os seus deveres eleitorais e elegeram para os defender: Deputados Senadores etc. .
Porém o que dizer desses eleitos segundo as atualidades  presentes?
Em vez de ajudarem os seus eleitores a terem oportunidades de crescer profissionalmente, ajudam a si mesmo enriquecendo vergonhosamente. Mensalões, corrupções e bilhões que  somem nos paraísos fiscais do planeta, mostram que tais figurões são apenas OPORTUNISTAS que não usam as verbas dos impostos para abrir oportunidades ao povo brasileiro. Na mídia foi dito que 50% dos 35 milhões de brasileiros entre 15 e 25 anos não conseguem fazer faculdade e aqueles que a fazem, no termino dos cursos, não conseguem arrumar um emprego decente. Enquanto isso os políticos se regalam com os dinheiros públicos. Com ou sem CPI's os corruptos notórios só podem ser sancionados nas urnas. Por isso em 2006 uma arma pode ser usada para mudar a situação: O VOTO NULO. Uma piadinha mostrava que na CPI se usa sabão da marca Vagabundo que faz muita espuma, mas  não limpa nada. O eleitor porém pode usar o sabão radical: VOTO NULO, faz pouca espuma e pode limpar quase tudo. Nunca esqueçamos que 51% de votos nulos provocam uma nova eleição sem os candidatos anteriores. Na eleição de 2004 uma publicidade do TSE era: Eu não vendo o meu voto, a justiça eleitoral está de olho.
O que se passou em muitos municípios do país mostra que a justiça eleitoral esteve de olho vendado em face das irregularidades.
O casal abençoado de Campos – RJ, na base de tanta violação da lei eleitoral, já está em campanha para 2006.

Pela leitura das colunas dos leitores nos jornais se pode concluir que o povo brasileiro está farto de tanta sujeira. Está farto de partidos políticos corruptos sejam do governo ou da oposição. O povo quer mudanças. Quer uma política transparente que abra oportunidades de desenvolvimento cultural para todos, especialmente para gerações futuras. Naiara Messias de oito anos, bem como milhões de outras crianças da sua idade, está esperando ansiosamente por essas oportunidades.



Victor Alexandre
Enviado por Victor Alexandre em 24/08/2005
Código do texto: T44683
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Alexandre
Bélgica, 72 anos
274 textos (86619 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:24)
Victor Alexandre