CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Como incentivar a leitura dos jovens e adolescentes nas escolas
 
Acredito que a melhor maneira de estimular a leitura é incentivar a escrever, pois, escrever automaticamente, nos força pensar e também buscar fontes de conhecimento.

Evidentemente, este tema é longo e complexo, mas penso que o gosto, o prazer pela leitura decorre do habito de ler, de escrever e familiarizar-se com a literatura. A escola pode até forçar o aluno ler mais, no entanto, se ela não possuir uma pedagogia adequada que incentive o aluno a gostar da leitura, gostar da literatura esta será apenas mais uma disciplina obrigatória que não estimulará o aluno adquirir gosto pela leitura, pelo contrário, pode causar ainda mais um repúdio por ela.

Tudo aquilo que não gostamos de fazer é estressante e cansativo, portanto, fazemos apenas por uma obrigação ou necessidade, porém, quando passamos a gostar de tal atividade, o cansaço, o tempo e tantos outros fatores, tornam-se banais diante o prazer e a adrenalina que sentimos.
Portanto, para estimular o aluno gostar de literatura, eu penso que esta pedagogia deve ocorrer por meio de aulas teóricas de literatura, através de leituras de livros, interpretação dos mesmos, mas, sobretudo, de aulas práticas onde o aluno possa desenvolver atividades literárias como estimulo a escrever seus próprios textos sejam eles contos, poesias, crônicas e outros diversos gêneros literários. Além do que, o aluno participe de atividades extraclasses como as visitas a eventos literários e contato com escritores e também atividades escolares como concursos diversos de literatura e eventos literários criados pelos educadores com a participação dos alunos como feiras literárias em suas instituições de ensino. Inclusive, levando os pais destes participarem com os alunos. Certamente, estes tipos de atividades pedagógicas, proporcionam o aluno estudar mais sobre o assunto; estimula o aluno fazer mais pesquisas e também atualizar-se, bem como, envolver-se mais com os livros de literatura.

Outro meio disponível que os educadores devem usar são as ferramentas tecnológicas disponíveis como, por exemplo, os sites de relacionamentos (Facebook, grupos, etc.) onde o aluno pode interagir diretamente com a literatura e seus autores. Este é um grande meio de pesquisa e de estimulo a leitura, onde os professores do ensino fundamental devem utilizar como meio pedagógico. Eu e diversos escritores recebemos diariamente e-mails e mensagens, onde nossos leitores relatam que passaram gostar de ler e uns até estão escrevendo a partir de acompanhar nossos trabalhos.

Além do conhecimento da literatura brasileira, conhecer biografias e algumas obras dos grandes escritores brasileiros do passado é essencial que o aluno possa ter contato com a literatura moderna, podendo assim, estar sintonizado com a literatura atual, pois, desta forma, o aluno estará focalizado num contexto literário o qual consegue atingir seus anseios e gosto pela literatura.

A literatura, assim como vários outros tipos de entretenimento precisa causar interesse no adolescente, no jovem para que ele possa entre varias outras opções que tem como lazer buscar a leitura como fonte de entretenimento, mas, para isto se tornar possível é fundamental que a leitura possua vários diferenciais atrativos para que consiga ser substituído pelas tantas outras opções que o adolescente possui.

No entanto, a partir do momento que o adolescente, o jovem passa se familiarizar com a leitura, como também expressar seus sentimentos e pensamentos através de seus textos ele automaticamente, começa interessar por este lazer, pois, como varias outras atividades de entretenimento, a partir do momento que passamos gostar de fazemos, não preocupamos com o tempo que nos toma. Em muitos casos, a literatura chega até se tornar um vicio. Quantos de nós já ouvimos de alguns leitores tal expressão: “sou viciado em livros”. 

Enfim, não é difícil incentivar os adolescentes e jovens lerem mais ou se interessarem pela leitura, basta atualizar-se nos meios pedagógicos e  que não se visem apenas em ensinar passando matérias e depois cobrar se o aluno aprendeu ou não, mas, estimula-lo gostar daquilo que ele está aprendendo e partir dai, ele sentir prazer em faze-lo.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 22/09/2013
Código do texto: T4493049
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Obras à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 49 anos
5044 textos (1131927 leituras)
5 e-livros (11067 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/09/14 15:39)

Site do Escritor