Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O difícil caminho das drogas

Quando começamos a falar sobre drogas, dependência química se fica a refletir sobre esta escolha que aparentemente inicia de forma inofensiva, prazerosa, mas que, com o caminhar do tempo vai caminhando para um funil, onde muitos que adquirem a doença tem uma verdadeira avalanche em suas vidas.
Viver sobre a dependência é viver num constante mundo de autos e baixos; é viver constantemente numa angustia sem fim. Numa passagem bíblica Paulo diz: faço o mal que não quero e não consigo fazer o bem que quero. Podemos trazer estas palavras no contexto de alguém que se torna dependente químico.
A maior mentira que existe é dizer que quem está dependente químico é feliz; esta bem; é uma opção, não é -- na pior das hipóteses é perder a dignidades de si próprio. É viver uma angustia sem fim. Por isso que muitos destes acabam buscando no suicido a solução para o problema. Imagino que muitas overdoses são provocadas pela própria frustração com a vida e consigo mesmo.
A pior angustia para alguém é sentir e descobrir que não tem auto controle. É ter no seu intimo o conhecimento que comentários feitos pela sociedade em muitos deles há procedência, isto é, existe fundos de verdades.
Muitas vezes um dependente abdica seu caráter, sua educação para sobreviver na sua dependência e isto é algo que sem duvida machuca profundamente uma pessoa. Ter que usar mascaras para sobreviver e se esconder.
Compreendo ser difícil ter que conviver com certos comportamentos de pessoas que encontram doentes, mas por outro lado são nestes momentos exigidos a amar, amar,amar ainda mais. É preciso nestes momentos descobrir o verdadeiro sentido da palavra Amor. É fundamental que possamos se colocar no lugar do outro, para que, a partir daí, ajudá-los a vencer sua dependência.
Quando vejo pessoas que usam de certos vocábulos e adjetivos para dirigirem ao dependente químico fico extremamente triste, por perceber tanta ignorância sobre um assunto tão sério. Jamais desejaria ver pessoas passarem pela via cruz das drogas, pois, quem passa por este caminho tanto o dependente químico ou mesmo por ter ente dependente sabe o significado da palavra calvário.
A vida para estas pessoas perde totalmente o sentido. Muitos deles pedem a morte constantemente. Mas, infelizmente, somente conhecemos a extensão da dor quando a experimentamos, então, as vezes é necessário passar por ela, para crescer, lutar contra as drogas principalmente rever alguns conceitos em relação a vida.

Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 13/10/2005
Reeditado em 13/02/2006
Código do texto: T59455
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1218916 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:38)
Ataíde Lemos

Site do Escritor