Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANTES QUE VIRE PESADELO


Como é idéia corrente no mundo atual de que é bom sonhar, muitos se têm deixado dominar por devaneios, e, assim, passam dias e, talvez, anos alimentando desejos ilusórios e se satisfazendo com canto de sereia.

Muitos há que passam horas falando ao telefone, por gostarem de ouvir palavras afáveis e promessas enganosas, o que lhes leva a delirar ou a devaneios delirantes, e vão alimentando a caldeira interior que arde como vulcão adormecido.

Não raro, quando se dão conta, ou estão em queda livre ou já se encontram caídos em terreno escorregadio no qual não se podem firmar, o qual também lhes enlameiam a alma, posto que o espírito à muito se tinha sujado com sonhos sujos, ou desejos escusos.

Antes que se dê guarida a um sentimento, um devaneio, ou a um sonho ou desejo, é mister que se tenha plena convicção de que qualquer um deles seja justo, razoável, ou racional.

Dizem que o coração é quem sabe. Sabe nada. O coração do homem é enganoso! Muitos, por darem ouvidos a ele, quando se deram conta já estavam vivendo um pesadelo.

O que os homens chamam de amor, não passa de desejo e lascívia carnal. Desejo satisfeito, sonho desfeito.

O que alguns pensam que é o canto da sua sereia, em verdade não passa de voz da serpente. Ela é o mais astuto dos animais, razão porque foi usada por aquele que, com sutileza, enganou a Eva.

Se você está sonhando, então acorde, pois quem está desperto não sonha; quem está a sonhar é porque dorme! Deixe o que você chama de sonho, antes que vire pesadelo.

Não viva sentimento rude,
Não deseje coisas impróprias,
Não divague divagações fúteis,
Muito menos intenções pobres;
Ocupe-se de coisas úteis,
E cultive idéias nobres.

oliprest
Enviado por oliprest em 04/09/2007
Código do texto: T637631
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
2148 textos (181566 leituras)
245 áudios (2545 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:02)
oliprest

Site do Escritor