Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESENGASGA BRASIL!!

Ensaio.

Key words: Hipocrisia, demagogia, ousadia descarada, pseudodemocracia, transparência, cara- de- pau.


        Hoje, eu não diria que a maioria, mas com toda certeza, uma grande parte da população consciente e as instituições éticas do Brasil, estão engasgadas com a Gerência do Estado.
        Se quisermos poeticamente fazer trocadilhos, estamos engasgados sim... com a usurpação da consciência e do “estado de direito”.
         Direito legítimo que nós, cidadãos que trabalhamos para manter o Estado e nossos representantes legais, legitimados pelo voto e A CUSTOS ALTÍSSIMOS,temos de “exigir’ que nossa “representatividade” seja clara, cristalina, transparente, dentro do que preceitua uma real democracia”aliás, o que me parece que é a "Bandeira ideológica" de quem comanda..."TRANSPARÊNCIA".
         Mas nossa ingenuidade também tem limite!
         Ontem, tivemos uma amostragem triste e lamentável do que ocorre nos bastidores do poder.
        Há dois anos, como já escrevi aqui, o Brasil está parado para resolver casos de polícia! E o pior... com as contas correndo, com a fatura na casa do chapéu, paga por todos nós!
        Mas não quero chover no molhado. Disso tudo já sabemos.E o que mais me intriga, é que o Congresso Nacional antes da sessão de ontem, que premiou com impunidade e sob deboche, tentou passar descaradamente à  população que os atos seqüenciais de julgamento político,ocorreram de acordo com a lei, e amparados pela justiça.
        Todos fizeram lindos discursos públicos em favor da sessão e votação abertas, mas agradecendo de fórum íntimo o alívio de votarem secretamente e traírem a vontade do povo!
        O acusado mostrava uma calma de quem já antevia os resultados.
        Plácido e arrogante parecia ousar descaradamente à ânsia de muitos que pediam por justiça, mas ensinando que o poder pode mais que qualquer instituição eticamente organizada, e que se propõe a servir apenas a poucos!
       Ensinou-nos que  a vergonha política se faz através do jogo hipócrita e demagógico dos interesses individuais, parece estar nos livros;que pensa enganar a todos, mas que tão somente se perpetua por uma simples questão matemática de números, pois os inúmeros que decidem não têm o juízo crítico de poucos!
      A mesma vida de gado marcado e manipulado que tão bem já cantaram por aí.
      E a Justiça? Ora, apenas concede liminares! E como Pilatos, lava suas mãos!
     Se não, me expliquem, porque não entendo: Se estamos numa democracia de representatividade com votos diretos, cujos deputados federais são a nossa voz, por que precisamos de liminares para se declarar justiça de emergência ao que já é JUSTO E LEGÍTIMO? Não parece uma redundância? E como entender que um SUPREMO DE JUSTIÇA, tenha um ministro de indicação política? Supremo não vem de SUPREMACIA...no caso DE PODER?
     Ou o poder da Justiça, tão nobre e necessário, aqui não é livre?
     Tantas emendas constitucionais de emergência para se garantir a governabilidade, e quando se trata de voto aberto a bem da justiça, a constituição não permite? Ora, isso é demais!
     E a pancadaria no Congresso? Será que alguém está realmente preocupado com a imagem da casa?
      Se estão atrás de “um” por quebra de decoro, eu pergunto: E o outros? Aquele cenário de ontem respeitou o que chamam de decoro?
     Lamentável!
     Mas aprendi num romance, que na vida, o que vale mesmo é a ousadia descarada.
     Primeiro ouse. Se dão der certo...ouse novamente.E não desista nunca!
     Você confundirá tanto o raciocínio coerente e a ética, que ninguém perceberá que o que ocorre é um exercício inteligente da “cara - de pau”.
     Porque quem não tem moral, basta-se a si próprio, pouco se importando com a opinião pública...ou com o mundo que desaba ao seu redor.
     Valha-nos...Deus!
 
MAVI
Enviado por MAVI em 13/09/2007
Reeditado em 14/09/2007
Código do texto: T651056

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
5421 textos (339032 leituras)
991 áudios (86924 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 04:27)
MAVI