Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

''Deixa-me ver''

   

Deixa-me ver se eu endento um pouco de política deste meu Brasil:
Se o mandato político é do partido e por sua vez pertence ao eleitor, por que tanta briga?
Trocar de partido é no mínimo trair o eleitor que votou no candidato e no programa do partido pelo qual foi eleito.
O político trocou de partido tem que perder o mandato, pois não é justo usar o partido e toda a sua estrutura só pra se eleger e depois trair o partido e por tabela o eleitor, se por alguma razão perder o mandato é o povo do estado que o elegeu que tem que decidir sobre o fato.
O que não se pode é o eleitor ser traído duplamente pelo parlamentar e pelo congresso em suas votação obscura, que simplesmente absorve o cidadão com uma votação pra lá de suspeita. O Brasil precisa de uma grande reforma em todas as áreas
Em minha opinião ainda tem outro fator que também considero grave o tal político, por exemplo, é eleito senador da Republica e depois deixa o cargo pra ser ministro ou secretário de estado, isso é trair o eleitor?
O pobre eleitor voltou no candidato nas suas propostas e nos futuros projetos do então candidato.
Outro absurdo é o cidadão que já tem mandato político e se elege pra outro mandato, é o caso de Brasília que o senador Paulo Octávio, foi eleito vice-governador, ou é governador ou senador, tá certo tem o suplente, o suplente é pra ser usado em outros casos como, por exemplo, em perda de mandado ou morte do titular.
O deputado federal Fraga foi eleito, defendo a segurança pública, depois o cidadão, aceita ser secretário de transporte, se era pra defender a segurança pelo menos á secretária de segurança, que é na sua área de atuação. Ainda me lembro bem que o deputado Fraga tanto brigou na época do plebiscito das armas era a favor das armas. Eu particularmente acredito quem só deve andar com armas é a policia, pois tem preparo para tal. O cidadão comum não precisa de tal apetrecho. Hoje estamos vendo que resultados práticos ainda não foram colhidos, pois o crime corre ás solto no país a fora.
              Será que não errei em algumas colocações, se caso errei peço desculpa aos leitores e eleitores. Já posso ver alguém dizer: que a lei permite todos esses descalabros

José Aprígio da Silva.
Feito: 04/10/07



         






         
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 04/10/2007
Reeditado em 04/10/2007
Código do texto: T680401

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 57 anos
1688 textos (152524 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 20:55)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA