Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NATAL: PARIS NORDESTINA

   Há poucos meses o titular da Semsur, Raniere Barbosa, surpreendeu a todos com a afirmação de que Natal seria, num futuro bem próximo, semelhante à Paris no que se refere à iluminação pública. Por tal afirmativa o secretário foi vaiado por uns e aplaudido por outras. Eu, particularmente, estou torcendo pela melhoria da cidade e mal posso esperar para vê-la com o mesmo brilho da Cidade Luz, especialmente porque, apesar do pagamento mensal da Taxa de Iluminação Pública, a rua em que moro não tem luz há mais de um mês.
   Contudo, na atual conjuntura é justo salientar que, para ficar parecida com Paris, a Cidade do Natal ainda precisa melhorar muita coisa, porque os engenheiros e arquitetos que vêem trabalhando para melhorar a “cara” de Natal deveriam ser agraciados com um troféu: o Troféu Abacaxi por causa dos verdadeiros absurdos que são realizados nas ruas da Cidade.
   Aquele que idealizou as mudanças para a Avenida Bernardo Vieira, por exemplo, merece receber um troféu duplo: além de receber um abacaxi, deveria ser obrigado a trafegar pela via, duas vezes por dia e nos horários em que o trânsito for mais intenso, somente para provar um pouco do remédio amargo ao qual a obra idealizada por ele causa aos motoristas.
   Não entendo absolutamente nada de engenharia de tráfego, mas também não precisa ser especialista no assunto para ver que a colocação das paradas no meio da avenida incorre em um sério risco para os passageiros, especialmente para os idosos, que já não têm tanta agilidade para andar.
   Desejo sinceramente que a obra atinja seus objetivos, mas se a intenção é desafogar o trânsito da área, acho que a idéia não foi das mais felizes, visto que a avenida ficou mais estreita, o que torna os engarrafamentos inevitáveis.
   Outra coisa ininteligível para os pobres mortais, são os abrigos para passageiros adotados para a avenida. O modelo certamente foi copiado de Paris, mas infelizmente não protegem as pessoas contra o sol, tampouco contra a chuva. Os abrigos, na minha opinião, deveriam ser construídos para dar um pouco de comodidade aos passageiros que esperam pelos transportes. Aqueles, porém, são excelentes apenas para a exibição de propagandas.
   Aliás, não é apenas a Avenida Bernardo Vieira que tem o privilégio de manter reformas que nós, os pobres leigos pagadores de impostos não entendemos. Elas estão espalhadas por várias ruas. O que fizeram frente ao Hospital Universitário Onofre Lopes também é digno de um troféu abacaxi dos bem grandes.
   Ali não existe uma entrada direto para o hospital. Se uma ambulância estiver prestando socorro a um doente, tem duas alternativas: a primeira é entrar no hospital pela contramão, correndo o risco de provocar um acidente. A outra é descer a Ladeira do Sol e depois subir em direção ao hospital, perdendo minutos que podem ser preciosos para a salvação de uma vida.
   O idealizador de uma parada de ônibus existente em frente ao Natal Shopping não pode ficar fora da lista dos premiados. A parada foi colocada bem ao lado da entrada para o Shopping e na hora de tráfego mais intenso “o balaio de gatos” é digno de uma Paris Nordestina.
   Os motoristas de ônibus querem seguir em direção a Br-101 e outros motoristas querem entrar no Shopping. A sinfonia de buzinas é uma maravilha para nossos ouvidos. O caos é completo especialmente porque os “amarelinhos” só trabalham até às 17:00h. Também não dá para contar muito com eles, que só sabem multar motoristas, ao invés de orientar o trânsito. Aqui e em Paris é tudo igual. Os guardas de trânsito jamais estão perto quando realmente são necessários.
Saindo desse local, os engenheiros de tráfego fizeram uma saída para a Br-101 e logo a seguir uma entrada para o Carrefour. Este ponto também fica uma beleza no horário do “rush”, com algumas “batidas” inevitáveis. Todas estas maravilhas, eu tenho certeza que foram copiadas de Paris.
Nadja Lira
Enviado por Nadja Lira em 17/10/2007
Código do texto: T698540

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadja Lira
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
67 textos (30558 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 00:25)
Nadja Lira