Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Limites da Religião

Limites da Religião

A religião é a ponte que liga o homem, Ser Humano, ao Homem Ser Divino, sendo assim ela tem um limite definido. O que não tem limite é a espiritualidade ou seja o relacionamento do Homem com Deus. Após esta ligação feita pela religião a intimidade entre ambos estará relacionado a cada indivíduo segundo seu prazer, seu entendimento, sua necessidade enfim,  segundo sua busca e encontro.

É também  necessário que entendamos que a intensidade da religiosidade e da vida espiritual de cada um é particular e esta baseado segundo uma estrutura existencial, de acordo com cada grau de intelectualidade, conhecimento teológico, aqui podemos considerar também o estado psicológico e intensidade de vida religiosa.

Não diria que há excesso, nem idolatria, nem condicionamento nas religiões por Deus nas mentes humanas. O principio de Deus é o livre arbítrio. Ninguém tem o poder de manipular as Ações de Deus no homem, isto é, fazer o homem de joguete nas mãos de Deus. Ele é soberano e codifica todas as informações mesmo que as mensagens  possam chegar cheia de erros e manipuladas.

O que podemos observar é que, vários lideres espirituais usam da religião para tirar benefícios e proveitos, vantagens. Sendo assim, procuram levar as pessoas que estejam vivendo momentos difíceis seja emocional ou circunstancial a ilusão, a mentira onde deste artificio são beneficiados. Mas também é importante dizer que muitos buscam na religião um resposta imediata à uma solução circunstancial, sem  entender o sentido profundo da função da religião. Então poderíamos dizer que existe uma auto manipulação através da religião. Existem versículos onde Deus alerta para estas praticas, um deles é:  Deus não julga pelas aparências e sim pelo coração.

A religiosidade deve ser vivida de maneira sóbria, tendo a certeza que ela é uma ligação, não deixando-se ser levado emocionalmente a perder esta visão. Os rituais existentes nas religiões são formas de contemplação, adoração, orações coletivas e individuais, rememorização, reavivamento da Fé.

O homem foi criado para viver a realidade humana, para construir, para o desafio pessoal, à superação de seus limites. E como a Palavra diz: ser imagem e semelhança de Deus.

Entendo que ser imagem e semelhança de Deus, não é ser Deus, mas ter as Suas virtudes, tanto na transformação da realidade, como na  continua construção deste mundo; nas criações como no amor mutuo entre os homens e a natureza. Uma armonia construtora Afinal toda natureza é do homem e para o homem, cabe a ele criar, inventar e cuidar.

Infelizmente, devido fragilidade humana, o instinto egoísta, não somos capazes de viver esta plenitude do amor, da Imagem e Semelhança de Deus. Desta forma devemos estar unidos a Ele para que Nele possamos  encontrar nossa verdadeira identidade divina, como também adquirir as forças necessárias para a superação de nossas limitações humana.

Devemos tomar cuidado para que a religiosidade não nos torne escravos, tirando nossa liberdade, porem, não podemos ignorar  esta ponte que nos une a Deus, e assim encontrando-nos para então  viver nossa espiritualidade e liberdade, para construímos o Reino de Deus entre nós.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 12/11/2005
Código do texto: T70526
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219453 leituras)
5 e-livros (11756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:44)
Ataíde Lemos

Site do Escritor