Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A política virou bandidagem e crime organizado

Marcos Barbosa

Ganhamos algumas batalhas, mas ainda não vencemos a guerra contra a bandidagem política e o crime organizado no poder.
Os prefeitos assumem as administrações das cidades implantando um estilo de Governo pouco diferente dos anteriores.  O poder, na forma de indicação para Secretarias e empregos é dividido com os Vereadores da base de apoio parlamentar. Esta sempre foi a fórmula política que os “combativos candidatos” encontram para unir alguns Partidos numa quadrilha que continua assaltando os cofres públicos, embolsando ou desviando dinheiro da Bolsa Escola, do Fundef, da merenda escolar e até o dinheiro do INSS descontados dos servidores e funcionários.
Em quase todos os Municípios Brasileiros, viceja esse sistema de corrupção no poder, em que os vereadores e partidos políticos indicam o secretariado.
Em todos os municípios brasileiros esta situação não é diferente e o mesmo sistema sempre é adotado desde a emancipação,lá nas raízes da fundação das nossas cidades, infelizmente. A participação parlamentar e partidária no Poder Executivo aumenta a corrupção, na proporção que nasce de um compromisso de campanha eleitoral.
Com esse propósito ardilosamente enganam a amigos, companheiros e camaradas, entram em contato com todos os partidos, da esquerda à direita, com pessoas desprovidas de idealismo, visando a estruturação da quadrilha que forma o crime organizado no poder, continuando um novo ciclo da bandidagem política nos municípios.
Muitas vezes iniciam tomando medidas duras, porém necessárias e por determinação legal são obrigados a enfrentar até a impopularidade de decisões administrativas corretas, no cumprimento da lei. Porém com o tempo, vão relaxando, encontrando dificuldades para responderem ao chamamento da honestidade, durante o mandato, adotando a MENTIRA para enganar o povo com demagogias.
Em 2008 os eleitores brasileiros terão mais uma oportunidade para reiniciarem a luta, com a única arma que têm que é o voto, em defesa da moralidade e da transparência na administração pública.

 PASSANDO O CHAPÉU:


Agência 01616
Banco 232 - Bradesco
Conta corrente 0674315-3
Favorecido: Marcos Aurélio Barbosa da Silveira

Agradecemos todas a contribuições depositadas no "chapéu" que foi substituido pela conta bancária acima.

ANTIGAMENTE HAVIA UM MÉTODO SIMPLES DE FINANCIAMENTO POPULAR DA ARTE, PASSANDO O CHAPÉU. ARTISTAS, POETAS E ATÉ ALGUNS ESCRITORES, APÓS A APRESENTAÇÃO DE SUA PRODUÇÃO LITERÁRIA OU ARTÍSTICA PASSAVAM O CHAPÉU PARA OS OUVINTES, QUE OFERTAVAM A SUA CONTRIBUIÇÃO  EM PRAÇA PÚBLICA E ATÉ EM FESTAS PARTICULARES.
OS TEMPOS MUDARAM E OS COSTUMES SÃO OUTROS... ENTÃO ESTAMOS TENTANDO ARRECADAR A CONSTRIBUIÇÃO DOS LEITORES QUE GOSTAM DE NOSSOS TEXTOS PARA POSSIBILITAR A  PUBLICAÇÃO DE NOSSOS LIVROS NA VERSÃO IMPRESSA.
SABE-SE QUE LIVRO NÃO DÁ LUCRO PARA ESCRITOR INICIANTE, MAS MESMO ASSIM O NOSSO SONHO DE CRIAR UMA FUNDAÇÃO E DEIXAR UM PEQUENO LEGADO CULTURAL PARA AS GERAÇÕES FUTURAS NÃO ACABOU. UM PROJETO QUE PRETENDEMOS FINANCIAR É A PRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE UM JORNAL DE CONTEÚDO EDUCATIVO/ CULTURAL NAS  ESCOLAS PÚBLICAS.

 
         AJUDE A PATROCINAR NOSSOS LIVROS IMPRESSOS

     O escritor e jornalista Marcos Barbosa vai a publicar outros livros no formato tradicional, versão impressa e continuar a coleção UNI-VERSO E PROSA DE MARCOS BARBOSA.
         Com quase trinta mil leitores no Recanto das Letras, criou coragem e lançou a campanha PASSANDO O CHAPÉU.
     Os três livros de bolso, foram vendidos inicialmente nas bancas centrais de Brasília e em algumas  bancas de revistas das capitais do país, a R$ 5,00 apenas, para atingir também aos trabalhadores de baixa renda.
     Os contos publicados pela editora Ícone de Brasília são: A MORTE DO SOL E O BURACO NEGRO; O Herói de "Mensagem a Garcia" e um livreto de poesias SAGA DA HUMANIDADE, todos  já lidos por muitos "freqüentadores" do RECANTO DAS LETRAS.
     O objetivo é desenvolver uma estratégia de marketing para escapar da alta roda dos intelectuais e atingir aqueles que mais precisam de leitura, o homem comum, do povo.

Dom Marcos Barbosa II
Enviado por Dom Marcos Barbosa II em 31/10/2007
Reeditado em 30/03/2013
Código do texto: T718212
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ( Autorizamos a publicação citando o autor e a fonte: Marcos Barbosa - www.recantodasletras.com.br/autores/marcosbarbosa). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dom Marcos Barbosa II
Águas Lindas de Goiás - Goiás - Brasil, 60 anos
220 textos (36067 leituras)
11 e-livros (657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 19:06)
Dom Marcos Barbosa II