Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rotina Estraçalhada

Rotina Estraçalhada

Por Josué Menezes – Jornalista em 01/09/2001

Abaixo os padrões comportamentais previsíveis. A superação dos limites profissional exige quebra de paradigmas, raça e adrenalina. Com esta filosofia, os novos treinamentos ao ar livre conquistam espaço no mercado que privilegia o Capital Humano como diferencial competitivo. Estes argumentos fundamentam a tendência dos treinamentos de Recursos Humanos (RH) cuja proposta é desafiar os homens e mulheres de negócios, colocando-os para enfrentar situações que exigem o rompimento de barreiras internas para vencer os obstáculos. O entrosamento das equipes é uma das conseqüências naturais deste tipo de treinamento.

A idéia da superação dos limites está sendo colocada à prova no ambiente profissional das grandes corporações. Este conceito de treinamento exige total desprendimento e espírito de aventura. Todo o trabalhado tem embasamento tendo os valores empresariais como referenciais de análise valorizando a quebra de barreiras internas e a capacidade de adaptabilidade justificam todo o empenho para promover um treinamento inusitado, contando com diversas atividades de esporte aventura e até cursos típicos como básico de sobrevivência na selva. O inusitado também aparece como elemento chave no novo conceito de treinamento que as empresas mais modernas estão promovendo. Esta é a filosofia do “outdoor training” – treinamento ao ar livre – que está sendo disponibilizado para as empresas.

O Outdoor training é a mais moderna modalidade de treinamento empresarial adotado pelas corporações que visam quebrar radicalmente o gelo de suas equipes de trabalho. Quando uma empresa resolve investir em treinamentos vivenciais, a justificativa mais consistente é a idéia de propiciar algo que realmente sugestione e estimule a superação de limites e a integração das equipes. “O acompanhamento das atitudes e comportamento dos profissionais são observados para subsidiar analogias com o cotidiano das empresas”, explica Helena Ribeiro - Consultora Empresarial, responsável técnica pelo Outdoor Training da Razão Humana.

Todos esses desafios impostos pela natureza se transformam em analogias ao cotidiano da empresa.
Os programas são compostos por diversas atividades ao ar livre como: Rappel; Trilhas; Tirolesa; Arvorismo, Falsa Baiana; Jogos de Guerras, Sobrevivência na Selva para Executivos, Mergulho Autônomo; Rafting Empresarial; Trekking, Jogos Empresariais, Dinâmicas Musicais; entre outros.

Estimuladas a quebrar barreiras internas, lançam novas idéias, saem da rotina experimentam sensações e emoções, até então, nunca vivenciadas particularmente com as equipes de trabalho, são os pontos fortes dos programas.

O treinamento impulsiona as pessoas a exercitar sua capacidade individual, refletindo em melhorias contínuas no seu desempenho pessoal e profissional.

Para os treinamentos de turmas abertas, uma semana após o Outdoor Training, é realizado uma reunião com o grupo para reflexão e avaliação do treinamento como um todo. Para os In Company, são customizados de acordo com as necessidades de cada empresa e posteriormente pode apresentar aos gestores, ferramentas de apoio e pontos a serem aprimorados no grupo, que poderão ter continuidade com o apoio do RH.

  . Liderança           .Trabalho em          equipes                 . Motivação
  . Autoconfiança    . Superação de limites                  . Novos desafios
  . Processos de mudança     . Estratégias e Planejamento        . Auto-estima

Superação de desafios individuais, valorização da auto-estima; integração de equipes criando vínculos entre as pessoas; diagnóstico das forças e fraquezas individuais e da equipe; menos resistência às mudanças e culturas organizacionais e capacidade de inovação das pessoas, entre outras. Ressalta Helena Ribeiro, “as competências chaves da metodologia vivencial, tem como conteúdos expositivos os temas de treinamentos convencionais, incluindo a aplicação da Análise Transacional como apoio para os programas gerenciais e relacionamento interpessoal e intrapessoal. Afinal, estamos na era dos “autos”: Você está automotivado para esta era? Autodesenvolvimento, autoconhecimento, autogestão, auto-estima, autocontrole...

Helena Ribeiro
Enviado por Helena Ribeiro em 17/11/2005
Código do texto: T72823
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Ribeiro
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
29 textos (1760 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:20)
Helena Ribeiro