Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
QUEM SOMOS  NÓS

Ao me candidatar a um cargo, entre provas e exames, um dos ítens era falar de mim mesma. Parei, pensei e sumiu de mim toda a criatividade, pois se existe algo dificil de fazer é falar de nós mesmos; dar nosso perfil,; taí uma hora em que sempre paro e não sei o que dizer; falar como sou?  Como sinto a vida? Sou feliz? Tenho sonhos? O que espero da vida?  Fiquei como dizem dos vestibulandos, deu um branco....
A vida é uma roda viva. Hoje somos de um jeito, desejamos algo, ás vezes algo impossível; temos sonhos a realizar é óbvio, temos nossas ilusões. Mas para quê 
tudo isso responder?  Hoje poderemos estar  tão felizes, alegres, com lindos sonhos a realizar, mas tudo pode mudar, compreender que não é bem assim, e a felicidade não vai chegar..
O amanhã, que não precisa ser o cronológico, muda e com ele mudam nossos sonhos, se ainda os tivermos, mas  é indispensável, sonhar faz parte da saúde mental, da vida.   E conforme a vida vai passando, nós vamos mudando, pelos atropelos, pela tristezas que tentamos esquecer, mas que deixam marcas, as vinganças sofridas, tudo isso é experiência vivida e por isso mudamos,  é a famosa "lição da vida que nos faz crescer" e para crescer, levamos várias trombadas, até aprender.
Mas desse jeito mudamos, e às vezes, radicalmente, até nosso modo de pensar, de acreditar,  de nosso  próprio querer.
Sei que não falo nenhuma novidade, que todos já não tenham passado, mas há pessoas que sabem se descrever, eu não.
Ainda procuro o tão famigerado EU ,  que tanto estudo, corro atrás, analiso os outros e a mim.....fico calada. Meus sentimenetos?  Hoje estão mal...amanhã.. quem sabe!!!
Se disser que sou feliz, contente, sorridente, estarei mentindo descaradamente; Dizer que sou o sofrimento personificado,,,há aí também não...há coisa na vida que me fazem bem feliz.
Nem posso colocar tudo positivo e nem totalmente negativo..O meio termo!!! É esse EU que busco , vez por outra  penso  que achei, mas ao levar um tropeço, sinto que sinto como antes, sofro, magoo, só que agora  fico calada, guardando o ressentimento que nao sei perdoar. Isso eu sei de mim...não sei perdoar, Vou ser julgada por isso, mas mentir não vou. Quem sabe ao descobrir esse meu Equilíbrio Inteiror,,, possa mudar e sair perdoando, em primeiro lugar a mim mesma, depois aos outros. A mim, por nao pensar bem e me fazer sofrer, com consciência de estar agindo errado, escolhas erradas, pensando  que tudo posso mudar..afinal não sou onipotente.
Se posso dizer algo com consciência leve é que não  pago pelo pecado do orgulho, muito pelo contrário, sempre que percebo errar ou alguém magoar, nao me sinto humilhada ao pedir desculpas ou mesmo perdão..e nem me acho superior a ninguém, acho todos iguais. 
E o engraçado é que sempre sofri por me acharem orgulhosa, com ar de superioridade,  coisa que jamai fui, pois de tão timida; para mim mais de duas pessoas, é multidão....e por isso, por meu  silêncio e recolhimento, era sentenciada, rotulado e por isso muito tive que caro pagar.
Afinal, se em poucas palavras  tivesse que a mim descrever, e fiz isso na entrevista, 
diria apenas que SOU SER HUMANO.  Cada um entenda ou tornem a rótulos me dar, mas sou igual a todo mundo, com erros e acertos e no final de tudo, quem sofre  ou  se alegra serei eu comigo e mais ninguém, pois eu não posso sair de mim, as pessoas todas podem. Quem pode libertar-se de si mesmo??  A resposta para outros eu daria: com terapia...e agora???
naja
Enviado por naja em 14/11/2007
Reeditado em 14/11/2007
Código do texto: T737120
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
naja
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1207 textos (236298 leituras)
147 áudios (33086 audições)
525 e-livros (50965 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:25)
naja